Realizando a fantasia no Uber

Me chamo Laudenir e namoro uma mulher 3 anos mais velha que, nesse conto, vou chamar de Leticia. Sempre tivemos um relacionamento leve, sem muitas brigas ou discussões como a maioria dos casais. Acredito que boa parte disso se deve a sermos muito abertos com relação ao sexo e nossos desejos pessoais. Sempre deixamos claro um ao outro o que gostamos, o que queremos e possíveis fantasias para realizarmos juntos, inclusive minha fantasia de um menage com uma mulher que ela ainda não aceita… Ainda. Um de nossos maiores desejos sempre foi nos exibir no
banco de trás de um uber, mas Leticia sempre deixou claro que o máximo que faria seria punhetar o motorista em troca de um desconto na corrida. Mas aí vem o desafio: achar um uber que aceite a corrida sabendo do que vai acontecer.

Continue lendo Realizando a fantasia no Uber…

Casada loira. Chupei muito na época da faculdade

Esta é uma experiência real.
Amo receber mensagens de pessoas que gostam das minhas experiências, bem como de homens bonitos e bem dotados afim de uma amizade discreta e gostosa. Meu e-mail para contato é: [email protected] .
Os curiosos em saber como sou, basta verem meu perfil no t w i t t e r : AnnaTelles6
Sou uma mulher casada, vaidosa, gosto de me cuidar, estar bem com meu corpo, frequento academia e apesar da idade, tenho 33 anos, chamo muito a atenção, principalmente por causa da minha bunda. Tenho um rosto bonito, tenho 1,68 de altura, 63 kilos, cabelos lisos, olhos castanhos, coxas grossas, seios médios e durinhos, bunda arrebitada, grande e empinada ( 113 cm de quadril ). Mantenho o corpo sempre lisinho, todo lisinho.

Continue lendo Casada loira. Chupei muito na época da faculdade…

A primeira vez que recebi um boquete

Meu nome é Fabrício e isso aconteceu quando eu tinha 18 anos de idade. Ainda era virgem. Nunca tive um corpo malhado ou coisa do tipo, nem fui muito bonito ou desejado pelas mulheres. E também não era muito ligado em sexo, apenas batia punheta vendo fotos, vídeos, essas coisas.

Bem, tive minha primeira namorada nessa época e, vou chamar de Marina. Por ser o primeiro namoro e tanto eu como ela sermos virgens, a gente realmente ia bem devagar, se limitando a beijinhos. Ela na época tinha 15. Só que aí, depois de uns 3 meses de namoro os beijos pareceram não ser mais suficientes pra matar nossas vontades, e foi aí onde começou a brincadeira da mão boba. No cinema, na casa dela quando não tinha ninguém perto, e por aí foi.

Continue lendo A primeira vez que recebi um boquete…