Namorada relembrando momentos com o ex

Era uma manha de terça e minha namorada tinha saído para o medico, coisa de rotina dela, ate ai tudo bem, mas ela resolveu parar para almoçar em uma pensão. Durante o almoço um homem se aproxima dela e fala:

-Olha como o mundo é pequeno, se não é minha ex.

Ela olha e leva um susto ao vê-lo, mas não teve tempo para falar algo pois o mesmo se senta ao seu lado falando:

-Não acredito que nos esbarramos hoje, quanto tempo né, estudamos juntos, lembra?

-Sim… Eu lembro… – Diz ela meio sem jeito.

-Que isso menina parece que não gosto de me ver. – Diz ele sorrindo.

Um silencio surgi por um breve momento ate que ele volta a falar:

-Eu tenho um vídeo de quando estudávamos, quer assistir comigo?

Ela fica sem reação, para pra pensar por um tempo ate que ele se levanta e nesse momento ela diz:

-Sim, vamos ver.

-Ótimo, venha comigo… Conheço um bom lugar. -Diz ele pagando a conta dela.

Ambos saem do restaurante e andam ate um motel próximo, chegando lá eles pedem um quarto e vão direto para ele, no caminho ele fala:

-Já sabe o que fazer, ne?

-Sim eu sei. -Diz ela abaixando a cabeça.

Entrando no quarto ele se senta no sofá enquanto ela tirava a roupa revelando seu sutiã de renda preto e sua calcinha de renda preta, sua bunda engolia o tecido da calcinha fazendo parecer que estava de fio dental, ela se senta do lado dele enquanto ele pegava o celular e colocava um vídeo para eles assistirem:

-Isso me trás boas lembranças. – Diz ele tirando o Pau da calça.

Ele assistia um vídeo dela mamando vários paus alternando entre a boca e a mão, nisso ela fica de joelho no meio das pernas dele e coloca seu pau na boca e começa a mamar com vontade:

-Agora você tem namorado, certeza. – Diz ele rindo.

-Me desculpe amor, mas ele é um amigo de sexo antigo… O problema é que ele ainda tem um vídeo que não deveria. – Pensa ela olhando para o seu celular. – Enfim, um simples boquete deve resolver esse problema, mas é tão grande! Meu queixo parece que vai quebrar. – Continua ela tentando fazer um garganta profunda sem muito sucesso.

Ela continua chupando o pau dele tentando engolir tudo as vezes ora conseguia quase engasgando ora não conseguia, mas isso não impedia de chupa-lo com vontade, ela para de mamar e começa a punheta-lo e nesse momento ele fala:

-Já canso?

-Preciso de folego. – Responde ela ofegante.

-Que nada, você consegue. – Diz ele colocando a mão na cabeça dela.

Ele a segura pelo cabelo e começa a meter seu pau na boca dela com força a fazendo babar muito e quase engasgar, ate que num momento ele força todo seu pau na boca dela a fazendo arregalar os olhos pela pressão e surpresa do ato:

-To gozando! Engula! – Diz ele travando a cabeça dela contra seu pau.

Após ele gozar ela tira a cabeça dela do seu pau e da uma grande respirada ainda com a porra na boca, com um pouco de baba e porra escorrendo da boca ela pensa:

-nnguh… É tão espesso… Ta aderindo minha garganta…

-Me sinto tão bem, o seu boquete é o melhor. – Diz ele com um sorriso.

Ela se levanta passando a mão na boca para tirar a porra e a baba e diz:

-V-você já se divertiu, ok, agora apaga esse video.

-Essa é minha parte favorita, aonde filmam seus pentelhos aparecendo, será que ainda tem pentelhos? – Diz ele mostrando o vídeo para ela.

-O que você quer? – Pergunta ela ainda de pé.

-você ganho um pouco de peso ne? Parece mais pesada que antes. -Diz ele ainda com sorriso no rosto.

Ela abaixa a cabeça triste, mas logo é surpreendida por ele que segura sua bunda e diz:

-Veja, veja que rabo grande você tem agora.

-Hey, Hey!? Pare com isso! Não me toque… – Grita ela.

-O vídeo, você quer que eu exclua, ne. – Diz ele separando suas nádegas.

Ela em silencio apenas encosta a cabeça em seu ombro e com sorriso mais sádico ele diz:

-Muito bem…

Ele começa a masturba-la em pé colocando sua mão direita dentro da calcinha já molhada dela e com movimento lento, mas fortes ele mexia em seu clitóris fazendo-a gemer baixo, assim fico por um tempo ate aumentar a velocidade e ao mesmo tempo a fazendo-a gemer mais alto:

-Anda logo… Acabe…- Pensa ela.

-Coitadinha, parece que está querendo gozar, então vou deixa-la gozar. – Diz ele.

Com dois dedos ele coloca dentro da bunda dela e aperta a cavidade que fica perto da vagina, nesse instante ela da um gemido alto e por reflexo ela morde a camisa dele enquanto seu mel escorria pela sua buceta molhando mais a calcinha e escorrendo pela sua perna. Ela cai ofegante e mole no chão na frente dele que diz:

-Suas pernas cederam.

Ele pega o braço dela e a puxa pra perto do sofá onde ele se senta e a pede para ela se levantar e com muito esforço ela se levanta, ainda segurando o braço dela ele a vira de costa para ele e diz:

-Senta em mim agora, quero sentir o peso desse cu.

-Por favor… Pare… Se irmos mais longe eu…. – Diz ela que é interrompida.

-Tudo bem, sou eu, então não se preocupe. – Diz ele segurando posicionando seu pau na entrada da buceta dela.

-Eu gozei tão forte, minhas pernas não tem…-Diz ela que novamente é interrompida.

Com um leve movimento do joelho ele derruba ela a fazendo cair em cima do seu pau que entro de uma vez so:

-Ta dentro!- Diz ele sorrindo.

-ta dentro… Todo o caminho de uma vez so. – Pensa ela.

Ele começa a se mexe, fazendo um movimento de vai vem com a perna, fazendo seu pau entrar e sair pela buceta dela que gemia e babava sem força para revidar o tesão que estava sentindo:

-Nãão!!! Não se mexa por favor… -Diz ela entre seus gemidos.

-Você diz que não, mas foi você que colocou ele pra dentro. – Diz ele aumentando o ritmo.

-Aquilo foi… Minhas pernas não… Aaahhhh.-Diz ela gemendo mais alto.

Ele coloca sua mão no clitóris dela e começa a masturba-la e diz:

-Isso não é muito convincente quando seu clitóris está latejando tanto.

Nesse momento ela anuncia outro gozo, ela olha para o teto e grita que estava gozando melando agora a calça dele com seu mel, ela já estava com o cabelo todo bagunçado e seus seios todo molhado pela sua baba, sua língua já estava para fora toda ofegante, mas não teve tempo para se recuperar pois ele a vira jogando-a de barriga para cima no sofá e introduzindo seu pênis de uma vez na vagina dela, durante o ritmo frenético dele ele puxa o sutiã dela e da dois tapas nos seus seios saltando gritos de prazer dela. Ele metia cada vez mais forte nela que virava a cabeça para trás de prazer que sentia, nesse momento ela pensa:

-Eu sou um puta mesmo… Primeiro o velho e agora meu ex… Depois disso vem o que… Acho que devia aceitar o que sou….

Enquanto ela pensava nessas coisas ele metia forte na buceta dela e batia nos seus seios e após se livrar dos pensamentos ela olha para ele que já estava ofegante e diz:

-P-pare já…

-De jeito nenhum, nós ainda não terminamos. – Diz ele aumentando o ritmo.

Ele levanta as pernas dela e força ainda mais seu pau contra a buceta dela que estava deixando baba cair pelo canto da boca, já estava sem energia:

-Tão fundo, parece que vai me atravessar. – Pensa ela.

-Eu vou gozar muito dentro de você, como nos velhos tempos. – Diz ele.

Nesse momento ela se desespera e tenta afastar ele, mas já não tinha mais energia nem para levantar o braço:

-Não!… Dentro não! – Grita ela.

Ele pressiona mais as pernas dela contra o corpo enquanto gozava dentro da vagina dela e nesse momento a única coisa que ela podia fazer era gritar um não atoa. Ele tira seu pau da vagina dela trazendo consigo um pouco do mel dela e gozo, ele entra no banheiro enquanto ela se encolhia no sofá pensando no que tinha rolado.

Quando chega em casa ela explica para o namorado que tinha encontrado um antigo amigo de colégio e fico conversando com ele ate tarde e nesse momento ele manda outro vídeo para ela dizendo:

-Acho que vamos ter mais coisas para relembrar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *