Orgia no Acampamento de Obras na Estrada

Chovia, mas chovia muito, o motor do carro começava a ratear na subida da serra do mar, nem parecia que de manhã, eu e minha mulher, havíamos tomado aquele banho de mar debaixo de um sol abrasador. Enquanto dirigia, olhava as pernas da Claudia, lindas, morenas, bronzeadas, ela estava só com a saída de praia. Os seios grandes, lindos, apareciam por entre seus cabelos ainda molhados pela água do mar. Ela dormia. A chuva batia cada vez mais forte nos vidros e aconteceu o improvável o carro parou de funcionar, rapidamente estacionei no acostamento, e o pior já anoitecia…

Continue lendo Orgia no Acampamento de Obras na Estrada…

Clara e o aluno incestuoso

Clara, apesar do nome, era uma belíssima mulata. Aos quinze anos tinha dado a luz a um robusto bebê. O pai tinha 19 anos quando foi morto numa troca de tiros na favela onde moravam. Uma ONG francesa acolheu Clara e o bebê.
Ela tornou-se bailarina e voltando ao Brasil entrou no corpo de ballet do Teatro Municipal. Seu filho, Artur, formou-se em administrador e em pedagogia. Ele era o diretor de uma conceituada escola há três anos.
Clara tornou-se tutora do corpo de ballet, dando aulas para adolescentes amparados pela mesma ONG francesa.

Continue lendo Clara e o aluno incestuoso…

A devassidão da jovem viúva II

Devido a um acidente, meu marido ficou paraplégico. Ele era vinte anos mais velho que eu e estávamos casados há catorze anos. O acidente aconteceu dois anos atrás e tinha esperança de que ele voltasse a andar. Assim, continuamente ele tinha um fisioterapeuta e recentemente nós contratamos um jovem atlético para ajudar com os exercícios aquáticos. Meu enteado, Ivan, a quem eu considerava como meu próprio filho, foi fruto do primeiro casamento de Ivo, meu marido e estava com casamento marcado para dentro de um mês.
Daniel, o jovem atlético, nos foi recomendado por nossa nora Valéria, que estudava na mesma universidade que ele. Eu nunca imaginaria que eles fossem amantes também!
Certo dia flagrei, sem que eles me vissem, os dois se beijando dentro da lavanderia, enquanto meu filho conversava com o pai, sentado a beira da piscina!

Continue lendo A devassidão da jovem viúva II…

A devassidão da jovem viúva I

Lea, que só diferenciava de Helga por ser uma loira genuína, estava sentada diante de Daniel esperando que justificasse porque a ultima hora ele lhe dissera que era impossível de irem visitar sua mãe.
Foi quando ela remexeu na mochila dele e pegando o álbum, atirou no rosto dele.
– É por isso? Ela mora lá, não é? E você não quer ser visto comigo, não é, seu fedelho safado!
– Não! Não… não é bem isso. É que eu… eu… não sei, não sei… não posso falar… é muito estranho! Você não vai entender e talvez queira me deixar! E aí eu terei que te chantagear novamente! Eu não quero que nossa relação seja assim!

Continue lendo A devassidão da jovem viúva I…

O Corno Amigo

O relato que vou narrar aqui é um conto Real! Aconteceu a algum Tempo atrás eu sou o Marcelo Moreno clato faixa dos 50 Anos Boa pinta um Cara Maduro moreno claro 19 Cm de Pau…Vamos ao conto…Eu estava saindo de Sto Amaro em sentido as Baladas localizadas em Pinheiros, já projetando uma noite de diversão já que Sábado a noite acontece tantas coisas inusitadas e do nada! Eu estava a caminho do Terminal de ônibus Sto Amaro, quando passo por uma rua naquele momento com pouco movimento de Pessoas e de carros olhando mais a frente vejo um carro parado, com um casal dentro de um carro, até aí tudo bem! Quando me aproximou um pouco mais perto vejo que o casal a Mulher com os seus belos 40 Anos bem vividos uma Bela Morena Fantástica.

Continue lendo O Corno Amigo…

Esposa tímida – o inicio

Boa tarde, amigos !!!
Meu nome é Paulo e este é o meu primeiro conto. Fui casado por mais de 20 anos com Diana, uma mulher branca, de 1.67 de altura. 65kgs distribuídos em seios fartos, cintura fina e uma bunda de parar o trânsito. Estilo cavalona. Sempre gostou de pegar sol pra fazer marquinhas do seu biquíni fio dental…. Era comum, quando saíamos juntos, eu perceber os homens a comendo com os olhos. E sempre desconfiei que ela gostava, pois sempre gostos de vestidos colados, realçando ainda mais o tamanho do seu rabão !!!

Continue lendo Esposa tímida – o inicio…

Sexo quase virtual com o marido e um segredo

Meu marido ficou alguns dias fora pois foi viajar a trabalho. Nos falamos bastante por mensagem e a noite por telefone.
Trabalho também o dia todo e geralmente nos falamos a noite.
Com a distância começamos a trocar umas fotos e vídeos provocantes e nos masturbávamos com as imagens e nos divertíamos contando como foi.
Foi então que resolvemos combinar um dia para fazer uma ligação e tentarmos algo ao mesmo tempo, enviando vídeos ou nossos, ou da internet, enquanto falamos sacanagem. Seria minha primeira experiência com sexo virtual.

Continue lendo Sexo quase virtual com o marido e um segredo…