Minha mulher fez outro gozar

E ela manipulou o pênis dele até escorrer. Não foi uma punheta, não era uma punheta. Havia diferença. Não tinha o movimento frenético e explícito da masturbação. Não simulava uma penetração com a mão. Ela brincou, manuseou, tocou, acariciou. Explorava e descobria o pau dele. Expunha a glande, alisava delicadamente com o polegar, depois cobria novamente aquela cabeça que saltava pra fora ao seu estímulo. E tornava a puxar a pele novamente, colocando pra fora. Massageava o membro inteiro, os testículos, manuseava todo ele. Com calma, com delicadeza. E não tirava os olhos do que fazia um só instante, se deliciando com cada detalhe do que via. Apenas manipulava o membro ereto, rijo. E o devorava

Continue lendo Minha mulher fez outro gozar…

Novinha Bi e Safada

Há alguns meses achei uma moça de 19 anos em um bate papo desses que existem por aí e acabamos conversando bastante. O papo evoluiu para o zap. Em poucos minutos ela pediu uma grana para sair comigo, dizendo que precisava muito etc. Trocamos fotos, gostei muito do que vi… 1,58, uns 40 e poucos quilos, cabelos pretos longos, pele clara, um sorriso lindo… enfim um sonho de garota.

No dia marcado nos encontramos e seguimos para um motel. Lá chegando, percebi seu nervosismo. Confessou que nunca tinha feito daquele jeito e estava muito tensa. Pedi umas bebidas, conversamos, e durante a conversa e mais relaxada ela disse que só tinha saído com um cara na vida, e todos os seus outros relacionamentos foram com meninas. Continue lendo Novinha Bi e Safada…

Em nome da mãe e do filho

Com essa situação causada pelo coronavírus, a maioria das pessoas entraram em recesso, causando um impacto psicológico, levando as pessoas a tomarem atitudes extremas. William, um garoto normal que mora com a mãe Irene, uma mulher madura quase chegando a menopausa, viúva há quase 10 anos e nesse período nunca se relacionou com nenhum homem, desde então sofre de uma depressão, que junto a problemas no trabalho e familiares, precisou de tratamento psiquiátrico para tratar a doença, e de vez em quando tem uma breve recaída. Também sofre com um dilema interno: Ela tem medo de viver sozinha. Seu filho que já é um homem, daqui a pouco irá para a faculdade, morará sozinho ou conhecerá alguém e Irene terá que morar solitária na casa. Com toda essa questão da pandemia, Irene e seu filho já estão há meses sem saírem por causa da pandemia. Ela já não sai muito, apenas de casa para o trabalho, e quando seu filho conseguia leva-la no shopping em raras exceções.

Continue lendo Em nome da mãe e do filho…

Fudendo no estacionamento da faculdade

Olá, tenho 20 anos e curso direito. Não direi em qual Universidade, pois correria um certo risco, o nome dela tbm não direi, pois é casada e do tipo “samaritana” longe de qualquer dúvidas. Chamarei-a de Flávia.

Ela é do tipo magra,tem 27 e uma filhinha, elegante, seios pequenos, bundinha bem arrendondada, uma delícia de mulher! Loira mel, olhos verdes, pele clara com aqueles pelinhos loiros de deixar qq marmanjo doido.

Ocorre que Flávia até meados do curso, estamos quase nos formando, sempre limitou-se a cumprimentar-me, porém de um tempo pra cá, acredito eu que sem intenção recíproca, formamos um grupo, não só estudantil, como de amigos, no qual sempre estávamos juntos. Continue lendo Fudendo no estacionamento da faculdade…

Dei a bundinha pro filho do meu padastro

isso q eu vou contar agora é um fato que ocorreu comigo ha uns 3 meses e me deixa louca de tzão quando eu me lembro. meu nome é Erika tenho 18 anos , sou loira , olhos verdes , cabelos lisos , pele branquinha , tenho 1,71m de altura , e modestia aparte me acham bonita e gostosa. meus pais são divorciados desde q eu tinha 8 anos , e a mais ou menos 2 anos minha mãe conheceu um cara o andré , e estão juntos a todo esse tempo , moram juntos , são praticamente casados. o andré tem 2 filhos uma menina de 22 anos e um menino de 20 o guga, mas todo mundo chama ele de alemão, ele é simplesmente maravilhoso , desde a primera vez q eu o vi me apaixonei, ele é lindo e muito gostoso, aqueles tipos altos e fortões , loiro olhos claros , enorme,com tattoo tribal no braço ,faz musculação todo dia a não sei qto tempo, tudo oq

Continue lendo Dei a bundinha pro filho do meu padastro…

Na academia sem calcinha

Ola a todos.
Me chamo Juliana, tenho cabelo castanho escuro, pele clara, 1,62m 42kg, e sou nova.
**Talvez tenham informações que façam mais sentido se lerem os contos anteriores.

Bom, depois de perder a virgindade não parei mais, dava sempre pro amigo, muitas loucuras, como sabia que andar sem calcinha deixava ele louco , sempre que possível eu tirava; não ficava mais com os outro meninos, só com ele, após meses na casa nova, minha mãe já conhecia toda vizinhança, e se deu muito bem com a vizinha de muro, vivia uma na casa da outra, o marido da vizinha vivia viajando, e ela gostava da companhia da mãe, quando o marido tava em casa, sempre perguntava se a gente precisava de ajuda com alguma coisa, trocar uma lâmpada, uma tomada, essas coisas… em uma determinada semana aconteceu um negócio entre a gente, que eu já contei em outra história.

Continue lendo Na academia sem calcinha…

Desabafo de uma Puta

Sou puta desde criança, sempre gostei de ser desejada, desde qdo os amigos do meu irmão me olhavam me comendo com os olhos, fui ficando adolescente e continuei a me sentir puta e a querer dar para muitos homens que me olhava com desejo até amigos do meu pai agora.
Mas eu era virgem então só me ensinuava pra eles adorava ver aqueles olhares me desejando. Imaginando como seria uma transa.
Adorava me esfregar com os garotos que conhecia e ficava beijando e não podia fazer nada porque ainda era virgem.
Até que perdi a virgindade e depois só queria dar e dar pra quem me quisesse.

Continue lendo Desabafo de uma Puta…