Com uma sainha curta no swing

Eu e o Delano já estávamos ficando há uns meses e eu resolvi sugerir algo para apimentar nossa relação, e a sugestão foi UMA CASA DE SWING. Ele tomou um susto com minha proposta e perguntou se eu teria coragem mesmo e eu disse que sim. Marcamos o dia e fomos, eu com uma blusinha caidinha que deixava meu sutiã à mostra e uma saia de preguinhas bem esvoaçante. Entramos, ele super tenso e eu super curiosa e fomos para o bar pois não tinha uma mesa sequer vaga, fiquei em pé entre as pernas dele que estava sentado em um banco alto. Entre um gole e outro passava a mão em suas pernas até bem perto da virilha o que despertou a curiosidade de uma moça que estava sentada ao lado dele bebendo sozinha. Vi que uma mesa vagou e ia começar o streep tease, corri para sentar lá e chamei a tal moça para nos acompanhar, o Delano estava de olhos arregalados com a situação. Sentei entre os dois e começou o show, ele parou de beber mas eu e a minha nova amiga estávamos com sede, até que resolvemos brindar e uma dar bebida na boca da outra. Brindamos e depois de beber nos beijamos, ela bem assanhada já foi com a mão nos meus seios e o beijo rolando, quando paramos de nos beijar só fiz virar o rosto para beijar o Delano e nessa virada notei que já atraímos olhares. Continue lendo Com uma sainha curta no swing…

Minha Primeira vez com uma Travesti

A expectativa faz meus batimentos cardíacos irem às alturas. Chego a escutar o ritmo enquanto o elevador me leva ao 5º andar, onde fica o apartamento dela. Um momento de extrema importância pra mim, como o foram todos os estágios dessa ampliação dos horizontes da minha sexualidade. Trinta e dois anos, e enfim consegui tomar coragem e marcar meu primeiro programa com uma pessoa do mesmo sexo, ainda que apenas anatomicamente. Melhor dizendo, apenas um detalhe da anatomia… Impossível visitar o blog da Karine e não ficar excitado, independente se homem ou mulher. Já na primeira página, na cara do visitante, um super close daquilo que atiça as mais secretas fantasias masculinas em 99% dos casos, no referente a gatas transex. Karine vai direto ao ponto. Ponto pra ela. Mas não se vale só disso. Ela é linda. 1.60m, rosto super delicado e feminino, peitinhos no tamanho ideal, corpinho todo mignon, pernas de quem dedica muitas horas semanais à esteira, e uma bundinha… ah… uma bundinha… que quase faz o homem perder o foco do seu ‘real interesse’. Enfim, impossível visitar aquele blog e não ligar imediatamente pra Karine. Toco a campainha. Seco o suor da testa. Meu coração só faz acelerar. A porta se abre. Semanas de fantasias loucas se materializam na minha frente. Ela é ainda mais linda ao vivo. Seus olhos irradiam o brilho que a tela do pc não reproduz. Sorri. Veste um corset de 4 fivelas, que arrebita os seios nus; shortinho de látex, mesmo material que, em faixas, envolve suas … coxas, descendo às canelas; scarpins altíssimos. Continue lendo Minha Primeira vez com uma Travesti…

Gozando muito no horário de trabalho

Quando casei eu tinha 21 e ela 24 anos, começamos a namorar 2 anos e alguns meses antes, a minha única experiência sexual foi a que tivemos durante o namoro, sendo ela a minha primeira mulher. Ela já era uma mulher experiente, já tinha sido casada e foi muito namoradeira.

Apesar da minha falta de experiência, a surpreendi, pois via muitas revistas pornôs e ficava muito atento aos filmes que passava na noites de quinta feira na band, naquela época não tinha a facilidade que temos hoje com a internet.

Outro detalhe é que nessa idade eu era um vulcão em continua erupção o cacete ficava a maior parte do rígido, tinha que colocar bem agasalhado na cueca para não passar vergonha com o volume . Continue lendo Gozando muito no horário de trabalho…

Na praia de nudismo com meu amante

Depois q comecei meu namoro com W não consegui mais parar de sair com ele. Toda trepada era maravilhosa. Ele me fodia como meu marido nunca tinha feito. Todo dia que tinha a aula de especialização era o dia que eu melhor me vestia pra ele.
E como meu marido não desconfiava de nada, W me chamou pra irmos à praia num sábado. Contei pro meu marido que ia estudar com umas amigas. Preparei meu biquíni, minhas roupas, dei Beijo no maridinho e fui “estudar”.
Chegando no curso, ele estava me esperando no estacionamento e nem me deixou que eu parasse o carro, já foi entrando e passando a mão na minha buceta. Continue lendo Na praia de nudismo com meu amante…

Patricinha transando com PM

Patricinha, loirinha, comportadinha, orgulho do papai. So que não… rs

Taradinhos queridos, voltei pra escrever uma putaria que aconteceu comigo na saida de uma balada.

Pra quem nao me conhece, sou a Fernandinha, patricinha, carioca, loirinha e viciada em chupar um pau. Pra quem quiser [email protected]

Estava eu saindo de uma boate, loka de bebada, molinha e dengosa e entrei no meu carro pra ir embora pra casa. Sou muito fraca com bebida, basta algumas ices ou alguns drinks e já fico aquelas bebinhas fogosas toda empolgada dançando e cheia de fogo.

Ja tinha dançado, empinado e rebolado na boate. Levado umas sarradas gostosas, umas picas me roçando toda. Aquele clima sacana de dançar empinadinha e sentir um tarado fdp esfregando a pica na minha bunda.
Continue lendo Patricinha transando com PM…

Comendo a minha cunhada gostosa na cachoeira

Minha cunhada é muito gostosa, ela tem 19 anos, uma bundinha perfeita, corpo torneado, peitos durinhos e uma carinha de ninfeta loira que deixa qualquer cara doido de tesão. Meu irmão sempre contou vantagem por pegar essa gatinha e vivia esculachando comigo sempre dizendo que eu nunca pegaria uma gata como a dele, que teria que me contentar com aquelas ripongas da minha faculdade.

Eu faço curso de história e ele e a namorada estão na faculdade de direito, aí já viu né? o cara se acha pra caralho. A namoradinha dele se chama Camila e eu sempre tive um crush nela, ela sempre foi legal comigo, me tratava bem quando chegava aqui em casa, jogava vídeo game comigo e meu irmão otário chamado Tony sempre estragava o barato. Perdi a conta de quantas vezes ouvia eles fodendo, e pra completar minha vida fodida eu tinha transado poucas vezes, acho que dava pra contar nos dedos. Continue lendo Comendo a minha cunhada gostosa na cachoeira…

Como é gostoso encoxada no Metro

TEM COISAS QUE PARECE QUE SÓ ACONTECEM COM OS OUTROS, OU ENTÃO DAR A IMPRESSÃO DE SER UMA GRANDE MENTIRA, MAS COMO ACHO UMA VERDADEIRA IMBECILIDADE ALGUEM INVENTAR UMA HISTÓRIA SÓ PARA IMPRESSIONAR, NÃO TENHO ESSE COSTUME, DE MODO QUE TODOS MEUS RELATOS SÃO VERDADEIROS.
PEGO O METRÔ TODOS OS DIAS SENTIDO CENTRO DO RJ ATÉ A ESTAÇÃO PRES. VARGAS. QUANDO OUVIA ALGUEM CONTAR OU LIA UMA HISTÓRIA SOBRE ENCOXADA, CONFESSO QUE NUNCA ACREDITEI MUITO.
NÃO CONSEGUIA ACREDITAR QUE UMA MULHER SE DEIXA ENCOXAR EM UMA CONDUÇÃO LOTADA. EU ATÉ JÁ DEI UMAS ENCOSTADINHAS MAS NA MEDIDA QUE MEU PAU IA ENDURECENDO, ME AFASTAVA , MORRO DE MEDO DE UM ESCANDALO.
EU SOU SIMPLESMENTE LOUCO POR SEXO, SEI QUE MUITOS VÃO ME ACHAR TARADO, MAS SOU CAPAZ DE GOZAR MUITO FACILMENTE. APESAR DE MEUS 43 ANOS E 21 DE CASADO, FAÇO SEXO TODOS OS DIAS, E QUANDO MINHA ESPOSA NÃO PODE, EU ME MASTURBO, REALMENTE SOU MEIO TARADO MESMO. Continue lendo Como é gostoso encoxada no Metro…

Transei no Estacionamento da Faculdade

O que vou narrar aconteceu em agosto de 2015. Participava de um grupo misto (homens e mulheres) de amizades no facebook, nesse grupo tinha umas brincadeiras picantes e como sempre acontece sempre tem homens nesses grupos só de olho nas mulheres. Nessa época eu não tinha muito noção de como as coisas acontecem nas redes sociais e aliado a isso sofria de uma carência crônica, pois mesmo casada, não recebia atenção nenhuma do marido. Assim,aceitava todas as solicitações de amizade e ainda conversava com todo tipo de gente no particular. Numa dessas um dos membros do referido grupo me mandou solicitação de amizade, nem olhei o perfil de pronto aceitei. Alguns dias depois ele começou a conversar comigo, ele era muito safado, eu não o levava a sério, achava muito engraçado o jeito dele. Não o exclui nem bloqueei fui deixando. As vezes me chamava pra conversar, perguntou se eu queria ser a namorada virtual dele. Achei aquilo muito engraçado, ele deixou claro que era casado também, que seria um namoro sem ciúmes, sem cobrança, só amor. Não conseguia levar ele a sério. Mesmo assim disse que aceitava e a gente seguiu Continue lendo Transei no Estacionamento da Faculdade…