Sexo anal é simplesmente demais

Tenho 24 anos e gostaria de contar para vocês minha experiência com o sexo anal. Um dia, conheci Pablo na academia que freqüento à noite. Durante o dia trabalho em um hospital da grande Porto Alegre (sou enfermeira). Pablo é um gato de 1m82 e 94 quilos de muito músculo. É um tipo de homão pra ninguém botar defeito, de cabelos e olhos castanhos, também claros.

A gente começou a namorar e como moro sozinha, dormíamos juntos e trepávamos desde o primeiro mês de namoro. Sempre foram transas normais, tipo sexo oral como preliminar e muito coito vaginal. Mas Pablo sempre gostou de passar o dedo na minha bundinha enquanto me comia de quatro ou em posições que permitissem o acesso a essa parte do meu corpo, que sempre reneguei prazer por achar que iria doer e, principalmente, por medo de uma infecção vaginal (no caso de o parceiro colocar o pênis na vagina após esse tipo de coito sem trocar o preservativo ou limpá-lo bem). Continue lendo Sexo anal é simplesmente demais…

Arrombando o cu da cunhada

Primeiramente, gostaria de agradecer a quantidade e-mail enviadas por leitores elogiando meus contos, fazendo perguntas ou até mesmo enviando fotos de suas aventuras (não publicarei os nomes aqui por respeitar o pedido de sigilo). Muito obrigado!

Conforme pedido, segue mais uma historinha vivida com a minha ex-cunhada, com quem curti muitos bons momentos.

Sou um cara que adora ver filmes e videos pornôs e muita coisa que vejo ali, procuro fazer com minhas parceiras. Certa vez, vi um video que me deixou maluco…rs. Pra variar, a historinha não fazia sentido nenhum, aliás, pra que historinha, não é? Continue lendo Arrombando o cu da cunhada…

Descabaçando gostoso o cuzinho da casada

Oi, meu queridos leitores este e meu primeiro história aque espero q gostem de uma de minhas aventuras. esse história e veridico e resultou porém ou pouco uns 2 anos atrais, nessa data tinha e tenho ate hoje um grande colega, desse forma de ”colega pra todas as horas”, uma vez que bem eu tinha descolado uma gatinha q mora numa município vizinha a nossa, essa gatinha era casada tinha 22 anos cabelos curtos seios medios barulho redondinho uma adulterada magra,bem apetitosa, trabalho no setor de comercio aqui em abrolho e modestia a parte e uma das mais perfeitas comportamento de conhecer gente bonita e simpatica e foi dessa maneira q a conheci, trocamos telefone e começamos a nos comunicar pelo inclusive!!! as nossas conversas foram ficando diarias, tinha dias q nos falavamos varias vezes ao dia e nossa desejo de se analisar ia cada dia aumentando mais também,mais pelo feito de ser casada seria dicifil um facil encontro,principalmente pelo horario uma vez que trabalho toda a parte do dia, apenas estando aberto a noite,me Continue lendo Descabaçando gostoso o cuzinho da casada…

O encanador me molestou e eu simplesmente adorei

Todo mundo aguarda uma coisa de um sábado a noite. Bom, no caso era de manhã e eu não fazia ideia que aparecia por vir.
Havia abatido de despertar, feliz pela noite antecedente ter sido excelente. Fui a uma afago com meus colegas do colegial, gastei toda minha bronze com bebidas e beijei um cara do alcoviteiro ano, Gustavo. Ele era abafador e tinha uma encalço gostosa, provavelmente eu daria pra ele hoje a noite, na casa de uma amante.
Por isso levantei disposta e em direção ao banheiro para tomar um bom banho quente. Lavei meus longos cabelos pretos, alegórico de toda japinha safada e comecei a ensaboar o meu corpo. Eu necessita me prepar para o abalroamento, achanar minhas pernas e minha xaninha. Todo cara precisa acomodar-se com de uma buceta toda molhadinha e lisinha. Eu fechava meus olhos ficava imaginando como o pau do Gustavo devia ser. Pelo o que senti antigamente, acrescentado que era grande e cabeçudo.
Agrado. Continue lendo O encanador me molestou e eu simplesmente adorei…

Como virei chupeteira safada

Nessa data eu também era abnóxio e não sabia nada sobre coito, moro no areal de Sc com meus pais e sou filha unica; um certo dia, meus pais precisaram dirigir-se para Lages uma vez que uma tia minha havia se acidentado e aparecia em estado baixo, meus pais pra eu não despossar muita apresentação resolveram me deixar na casa de uma tia que mora aqui na mesma município, me deixaram lá e foram alucinar-se, era por volta das 15h, no momento em que foi 17:30 minha prima Gislaine de 15 anos chegou da apresentação com meu essencial Ricardo que possui 10, eu e minha prima ficamos bastante tempo conversando e contando casos até que ela me perguntou se eu já havia ficado, respondi que tinha dado uns beijinhos em um amor, jantamos e dpois fomos achar-se na praia, chegamos lá e encontramos um amor que ela ficava que tinha 17 anos com o essencial dele de 15, ficamos conversando até que eles começaram a se beijar, decidimos ir pra um lugar mais absconso, eles ficavam se pegando e eu apenas do lado conversando com o Julio, minha prima por isso falou vai desfruta e da uns beijos no gatinho, fiquei sem agradecimento e ele veio e me beijou, não pude Continue lendo Como virei chupeteira safada…

Dei meu cuzinho pro estranho

Bom, após montar sobre como foi uma de minhas aventuras numa república, vou montar outra situação que eu adooooro advertir. Eu, especialmente, amei, enlouqueci de atração, por isso vou aformalar com vcs mais essa alienação.

Do mesmo jeito que o universitário que conheci no bico antecedente, este cara no qual cito agora tmb conheci pela net. Agradável pq não me lembro precisamente como nos add. Sei que ele aparecia la no meu msn a séculos, porém nós de modo algum se falava. Passaram-se meses e ele lá. Nem sequer sabia quem era. Afinal.
Numa madrugada qlqr, acessei o msn, e ele era um dos poucos na internet line. Dessa maneira que entrei, ele me cumprimentou e logo disse; ‘caramba, de modo algum nos falamos, será que podemos agora? rs’. Continue lendo Dei meu cuzinho pro estranho…

Novinha do Tinder gozando gostoso

Ola galera, hoje vou falar sobre uma saidinha que dei a umas semanas com mais uma que conheci no Tinder.
Vou chama lá de Aprazível, Aprazível e uma morena, baixinha, com um belo casal de peitos fartos com marquinha de biquini, coxas grossas uma assento gostosa e uma bucetinha quente, nos conhecemos no app a mto tempo mais de modo algum dava pra sairmos, até que um dia chamei Aprazível pra sair e deu certamente para os 2, fomos para um motel, e chegando lá já fui agarrando e beijando aquela morena, Aprazível tava de blusinha decotada, uma sainha branco curta que deixava suas coxas amostra, encostei ela na taipa e comecei a bjar com vigor, e abrandar aquelas pernas, desci o bjo para o pescoço e ela aparecia indo ao delirio, meu pau já aparecia difícil realizado pedra, roçando na bucetinha dela por cima das moda, tirei sua blusa e comecei a chupar aqueles peitos que delicia, ela se contorcia de atração, abaixei a fora e descobri uma jovem calcinha de renda branco, já toda molhadinha por aquela bucetinha lisinha e quente, deite Aprazível na cama e desci bjando sua abdômen até alcançar naquela delicia de buceta, arredei a calcinha e me deliciei provando do seu mel, mamava no grelin dela e segurava suas pernas, Aprazível gemia e me arranhava, mais eu não largava aquela Continue lendo Novinha do Tinder gozando gostoso…

Me oferecendo para o Advogado desconhecido no shopping

Sou Raquel, 41 anos, casada a 6 anos, moreninha clara, peitinhos grandes que gosta uma chupada, cuzinho e buceta assanhados.
Meu companheiro me liberou completamente, apenas me necessita de que possa ser encarregado. Por isso na semana antiga combinei com ele que seria a semana de alcance a trepada. E não é sair a noite em baladas não, a asserção é sair em lugares normais, centro comercial, mercado, casa, etc..  O primeiro dia foi numa terça-feira-feira. Sai dos trabalho as 18:00 e por volta das 19:00 aparecia no Centro comercial Eldorado em São Paulo. Aparecia de vestidinho decotado, levinho e evidente, sem calcinha. Chegando no centro comercial, embora da idade também chamo um tanto de atenção.  Ando para lá, ando para aqui e nada. Resolvi ir alimentar-se algo, tudo bastante abarrotado, o centro comercial abarrotado, abismo uma coisa para alimentar-se e consigo uma alimentação. Consumindo sem companhia então, logo noto que um altíssimo, meia idade, uns 55 anos aparecia a buscar alimentação. Ofereço a cátedra da minha alimentação para jantarmos acompanhados e ele aceita e trocamos aqueles conversa exordial de nome, tempo, essas coisas.  Continue lendo Me oferecendo para o Advogado desconhecido no shopping…