A crente não resistiu e meteu gostoso

Moro com minha esposa em uma casa grande nos arredores da zona leste de sp, pelo fato de haver a possibilidade de uma verba extra, resolvemos alugar a casa dos fundos, essa casa passou a ser habitada por uma família bem religiosa, uma senhora(luciana), a quem já conhecia do trabalho informal que desenvolviamos juntos nos buffets de conhecidos, juntos com Dona Lu como era conhecida, vinheram seu filho João e sua filha Isadora.
No decorrer dos meses, passou a frequentar a casa dessa senhora uma moça(Natali) bem bonita, devia ter uns 17 aninhos, baixinha, , morena e de cabelo bem cumprido, logo vim a tomar conhecimento que era nora de dona Luciana, ela era “casada” com o seu filho mais novo Roberto, moravam no interior de Pernambuco, porém devido a questões financeiras haviam mudado para sao paulo e Natali frequentava semanalmente sua casa para fazer serviços de limpeza para ganhar algum dinheiro.
Sou um cara super discreto, tenho uma mulher hiper ciumenta, então sempre que essa moça aparecia eu dava um jeito de sair de perto, as casas eram praticamente coladas e preferia evitar dar motivo para desconfiança de minha esposa.
Natali apesar das suas saias que geralmente iam até o chão e que cobriam seu corpo todo, era naturalmente linda tinha um rosto muito bonito e perfeitamente podia-se ver os contornos de seu corpo, mesmo naquelas roupas nada atraentes..rs
Certo dia, por um descuido meu, Natali viu mais do que devia, eu acabara de sair do banho e não havia fechado a janela do quarto por inteira, Natali passou pelo corredor no mesmo momento em que me encontrava totalmente nu no quarto e pude,mesmo que de relance perceber que ela esticou seus olhos pra cima de mim, aparentemente com certo interesse.
Aproveitando a ausência de minha esposa que trabalha a noite, passei a repetir o “descuido”frequentemente.
Tentava calcular a hora exata que Natali passaria pelo corredor e repetia o processo, toalha no chão e minha rola amostra, sempre disfarçadamente e demonstrando inocência, fui percebendo que Natali a cada dia que passava esticava mais o pescoço para dentro do meu quarto, talvez no intuito de vizualizar melhor minha rola.
Talvez aquela crente, não fosse tão santinha como eu imaginava.
Eu trabalho como Segurança durante a semana e como havia relatado no começo, constantemente faço alguns bicos como garçom em buffets de conhecidos nos finais de semana, em um desses eventos, tive uma grata surpresa, Natali trazida por Dona Lu tbm havia sido convidada para participar da equipe do buffet e apesar de estarmos em um ambiente de trabalho, passamos a nos conhecer melhor, eu por fazer aquele trabalho a muito Tempo, passei a ajudá-la.
Apesar da nossa repentina aproximação no trabalho, procurei me manter afastado quando a mesma vinha fazer a faxina semanal na casa de Dona Lu, até que um dia…
Depois de uma noite cansativa no buffet, e sem condução para voltar para casa, Dona Lu que havia sido solicitada pelos responsáveis do buffet à permanecer no salão para finalizar o trabalho também de limpeza, me pediu o favor de levar Natali para sua casa, já era tarde, Natali tinha um filho pequeno em casa que não dormia enquanto ela não chegasse, pra mim não seria problema já que a casa de Natali ficara no meu caminho de volta.
Acatei o favor, mas já deslumbrava a chance de ficar a sós com aquela morena maravilhosa
Natali entrou no carro muda, e notei um certo desconforto de sua parte pela situação, perguntei a ela o o pq do incômodo, ela sem exitar respondeu que não cabia uma moça casada pegar carona com um homem também casado, que isso era uma invenção da parte de Dona Lúcia e que não se sentia a vontade quanto aquilo.
Dei margem a conversa, disse que não estávamos fazendo nada demais, que minha esposa estava de plantão naquela noite e que por mim não contaria sobre a carona, disse tbm que seu esposo a aguardava em casa, foi quando nesse momento..ela de maneira surpreendente passou a reclamar da vida que levava com Roberto, dizendo que não se sentia feliz, entre outras coisas e que realmente era uma boba por ligar para o que outros pensariam.
Aproveitando a situação, como faria um homem safado a procura de uma metida, passei a elogia-la desde seu comportamento até sua beleza, ela passou a demonstrar seu sorriso a cada elogio recebido, então tomei coragem para o “ataque” final, parei o carro, olhei em seus olhos e lhe dei um beijo, prontamente respondido intensamente, passamos a nos beijar ali mesmo dentro do carro, podia sentir sua respiração ofegante a cada toque de minhas mãos, tirei seus seios para fora do seu vestido, dessa vez não tão comprido e passei a me deliciar, chupando – os deliciosamente de maneira intensa, ela inclinando sua cabeça contra o encosto do banco e delirando de tesão, encheu sua mão com minha rola, que nesse momento já fora da calça se encontrava feito uma Rocha de tão dura, Natali com muita vontade passou a chupar o meu cacete fazendo com que eu estremecesse de tanto tesão, chupava minha rola com vontade, dava lambiscadas na cabeça do meu pau ao mesmo tempo em que me punhetava com força, o tesão que sentiamos era muito forte, aquela morena deliciosa estava se acabando em minha rola, naquele momento deixou suas crenças religiosas de lado para sentir meu caralho deslizar em sua língua, a sensação era deliciosa mas queria sentir meu pau em sua buceta, passamos para o banco de trás do carro e Natali como se fosse uma Amazonas levantou um pouco seu vestido e colocando a calcinha de ladinho passou a cavalgar na minha benga com muita vontade, podia sentir a pressão da sua buceta se contráindo, sua buceta apertava o tronco da minha rola, dando a impressão que a esmagaria, estava tão alucinado que podia até sentir os pelos da sua buceta peluda rasgar a cabeça da minha rola em cada estocada, ela sentava cada vez mais forte, lembrava das vezes que me via pelado pelas frestas abertas da janela, acho que aquilo lhe dava mais tesão ainda.
Fode gostoso, bota esse pau pra foder minha buceta, ela dizia…
eu simplesmente obedecia dava tapinhas em seu rabo, enquanto sentia a pressão e admirava cada rebolada que ela dava em cima da minha rola, me deliciava passando minha língua em seus seios maravilhosos, o carro balançava muito, mas naquele momento eu só pensava em encher aquela buceta de porra, Natali passou a gemer cada vez mais forte, o êxtase se aproximava e com a voz quase sussurrando balbuciava palavrões depravados e contidos em meu ouvido:
Porraaaaa tô gozando…
Caralhoo que Delícia, aí que delícia
Natali se estremecia de tesão, sua buceta molhada demonstrava o quanto ela sentia vontade de fuder loucamente, mas não parou de rebolar na minha rola até sentir o jato forte de porra que encharcou ainda mais sua buceta, gozamos muito e praticamente juntos, foi uma foda daquelas, ela, até então uma crente fervorosa, se rendeu aos encantos da minha rola.
No decorrer dos meses passamos a nos encontrar muitas vezes, em certos momentos chegamos a dar várias rapidinhas pelos cantos da casa, nos mantemos assim em sigilo por um bom tempo, Natali infelizmente acabou voltando junto do marido para Pernambuco, porém ainda trocamos mensagens pelo celular, e provavelmente ela virá nesse final de ano para as festividades de natal e ano novo, já estou ansioso para poder foder aquela bucetuda novamente.
Espero que tenham gostado amigos
PS: sejam felizes e gozem sem pudor!

Sexo Por Telefone
Disk Sexo

13 thoughts on “A crente não resistiu e meteu gostoso

  1. Adorei também tenho admiração por evangelica e mulher casada não importa a idade só tem que ser casada e muito safada a maioria das mulheres casadas que tiveram umas relação fora do casamento faz coisas que os maridos nem imagina a maioria não dá ó cú em 🏠 más fora até porra bebé e adora dar a bunda eu sou louco pelas mulheres dos outros homens se tiver alguma mulher casada próximo do metrô Tucuruvi entre em contato estou a disposição tenho 53anos casado a mais de trinta com a mesma mulher mas adoro o dos outros só pesso sigilo absoluto pois sou casado e só quero prazer sem envolvimento emocional vou deixar meu contato só para mim casadas e evangelica que tiver afim de uma aventura preferência que tenham lugar para encontrar sem perigo de alguém suspeita pois não penso em larga minha mulher passa o wtsap que mando fotos do meu brinquedo bjs para todas as safadas [email protected]

  2. Tenho vontade de fazer sexo anal com evangélica.
    Procuro mulher fogosa ou casal cujo marido sinta prazer em me ver transando com a amada
    Tenho excelente nível, cheiroso, saudável e sigiloso
    [email protected]
    sp interior e viajantes
    Sem baixaria ou prostituição.
    Vem gozar comigo, se vc for viciada em anal quero testar seus limites com carinho.Quero te proporcionar longas preliminares para deixar sua calcinha ensopada, cair de língua demoradamente e depois penetrar lentamente no início e depois enfiar vigorosamente ate se derreter em gozos alucinamentes e voltar arrombada e saciada para casa com cheiro de meu pinto impregnado pelo corpo

  3. se tiver alguma mulher evangelica ou casada que o marido gosta de ver tranzando com outro homem vamos nos deliciar sou casado e limpinho moro em tucuruvi se quizeres posso mandar foto do meu brinquedo so pesso singilo absoluto apenas prazer…

  4. Moro em Anápolis tenho o maior tezao em fuder com uma coroa evangelica casada ou não que seja tarada em uma rola super dura meu zap 62981942782 ok

  5. Que história boa adorei e tenho vontade ok vou deixa meu imail mulheres crentes que o marido e liberal me chama tenho uma parceria que é chegada no ménage ok

  6. Que história boa adorei e tenho vontade ok vou deixa meu imail mulheres crentes que o marido e liberal me chama tenho uma parceria que é chegada no ménage ok

  7. Sou de Natal RN gostaria de comer uma crente casada, pode me chamar no zap 084-99468-1484, sigilo total pois sou casado a 22 anos tenho 44 anos e amo fazer amor com carinho e muito tesão .

  8. As crentes sao as mais putas e safadas que dão cu e buceta mais gostoso. Adoro fuder uma crente com minha rola grossa e cabeçuda. Meu zap 11-95464-8431

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *