Apanhando na buceta

Me chamo Bruna e eu sempre gostei muito de ser dominada. Eu tenho 22 anos, sou magrinha, mas tenho um bucetão bem carnudo. A história que vou contar agora é de quando eu namorava o Gustavo. Gustavo sempre soube o que eu gostava, e me fazia surpresas sempre. Era comum que ele escolhesse o lugar para onde sairíamos, incluindo minhas roupas. Nesse dia, eu tava deitada, cansada, quando recebo uma ligação dele.

Sexo Por Telefone


-Oi, amor
-Oi minha vadia mais gostosa do mundo
Eu amava como ele me xingava e era romântico rs.
-Hoje a noite a gente vai sair pra comer, e eu quero que você coloque aquela sainha curta e não use calcinha.
Eu falei que tava cansada e que não queria fazer nada naquele dia. Ele respondeu
-Eu não perguntei se você tá cansada, meu amor. Você é minha vadia, não é?
-Sou, mozinho.
-Então me obedeça, porque se não obedecer, vai levar chinelada na bunda e na buceta. Viu minha vadiazinha?
Nossa, ele sabe me tratar como a puta que sou, e eu amo quando ele ameaça bater na minha xaninha.
Quando anoiteceu, e ele passou lá em casa, eu estava usando a sainha como ele pediu. Mas fui de calcinha, só pra ele ficar com raiva e ter motivo de me dar uns tapinhas na bunda. Eu tava com uma blusinha de alça sem sutiã. A blusa é escura, mas contorna bem meus peitinhos, e como tava frio, meus mamilos estavam bem a mostra. Quando entrei no carro, ele disse:
– Hmmm, muito bem. De sainha… Blusinha sem sutiã. Levanta a saia pra eu ver essa bucetona
Quando eu levantei a saia e ele viu a calcinha, agiu normalmente. Mas falou “hmm, você não me obedeceu em tudo né? Agora você vai ver”
Eu fiquei nervosa,
-Como assim, mozinho? Ver o que?
-Vou abastecer. Tira essa calcinha. Quando eu chegar no posto e abrir a janela pro frentista, é pra você estar com a saia levantada e a buceta toda a mostra pra ele. Porque você é uma cachorra, e eu quero que vejam a cachorra que eu tenho.
Nossa, quando chegamos no posto, o frentista não tirava os olhos da minha bucetinha. Meu ex tava se divertindo vendo meu nervosismo, ao mesmo tempo que eu estava molhadíssima. É uma mistura de medo, nervosismo e prazer. Depois disso, ele só falou “muito bem minha puta”, e ficou calado. Fomos no restaurante, e foi tudo normal. Como se nada tivesse acontecido. Quando chegamos na casa dele, ele se transformou:
-Anda minha puta vadia, deita e abre as pernas, deixa essa buceta gorda bem a mostra pra mim, que agora você vai apanhar.
-Como assim, amor? Eu fiz tudo que você pediu, não fiz?
-Voce sabe que não, Bruna. Eu não pedi pra você usar calcinha
Nessa hora ele já tava me deitando na cama e amarrando minhas pernas dobradas, unindo o tornozelo com a coxa. Vendou meus olhos e fiquei toda molhada. De repente senti um ardor na minha buceta. Era a havaiana dele. Nossa, como eu gemia e amava aquela dor.
“Toma minha vadia!! Vai ficar com a buceta vermelhinha e inchada, no ponto de te fuder! Do jeito que você gosta. Foi pra isso que você foi de calcinha né, cachorra? Responde, vadia”
Quando eu abri a boca pra falar que sim, ele me deu um tapa no rosto e respondeu “sabia”
Depois de levar tanta chinelada na buceta, ele me virou e começou a dar na bunda. Nossa, como eu amava, como eu gemia e gritava. A cada chinelada, eu sentia minha buceta escorrer de tão melada. Eu não aguentava mais e implorava pelo cacete dele.
-Por favor amor…. Me… Mete… Ah… Mete vai
-Quer rola minha piranha? Amei ver o frentista desejando sua bucetinha hoje. Depois vou permitir dele te tocar, viu cachorra? É pra deixar ser dedada por ele quando eu mandar
Nossa, quando ele disse isso já metendo, eu quase gozei. Eu amo fazer essas brincadeiras na rua com ele.
A cada socada na minha buceta, mais eu gemia. Ele começou a socar forte, tudinho, eu não aguentava mais, quando ele tirou e meteu no meu cuzinho. Eu dei um gemido bem alto, e ele me deu um tapa na cara
-Cala a boca, vadia, vai tomar tudinho sem gritar, se gemer alto vai tomar mais!
Nossa, eu tava amando ser dominada assim. Meu couro já tava quente, minha bunda tava quase roxa de tanta chinelada. Tava quase gozando, e falei:
-Ai amor, eu vou gozar… Enche o cuzinho da sua vadia de porra, vai. Me enche de leitinho
Ele não aguentou quando eu falei isso, rs, ele me deu um tapa na bunda e gozou no meu cu. Foi incrível. Pena que terminamos, porque eu tô morrendo de saudade de ser a vadia dele.

Disk Sexo

3 thoughts on “Apanhando na buceta

  1. Adoro fuder cu e buceta de novinhas bem putas e bem safadas com minha rola grossa e cabeçuda. Tenho 47 anls e tambem gosto de evangelicas que dao bem gostoso. Meu whats 11954648431

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *