A noite que matei o tesão chupando o taxista

Olá, vou contar algo que aconteceu comigo esses dias, me chamo Ricardo, tenho 23 anos, sou alto, branco, olhos claros… sou heterossexual, entretanto sempre tive curiosidades e sempre bato punheta vendo alguns vídeos gays, principalmente em pregações e coisas do tipo, mas nunca tive vontade de beijar outro homem e tal. No dia do acontecimento eu fui a uma festa e na volta por conta da embriaguez fui obrigado a pegar um táxi. Depois de algumas tentativas na rua mesmo, chamei pelo aplicativo, chegou um senhor, deveria ter por volta de uns 60 anos, ele aparentemente tinha bebido também, mas não me importei e fui. Rapaz gente boa, fomos conversando, o perguntei se era sua última corrida, afinal já era 6h da manhã, ele disse que era, que ia pra casa, porém não trabalhou a noite toda, estava me contando que dormiu fora com outra mulher, e fomos conversando bem abertamente… como de costume de taxista ele me perguntou se a festa estava boa, falei que sim, mas que a noite dele deveria ter sido melhor. Ele riu e me perguntou se era por causa do sexo, e se eu também não tinha feito

Sexo Por Telefone

algo na festa. Respondi que não, que fiquei só na vontade e no tesão… nisso eu já imaginava diversas coisas e me excitava, mas o senhor não dava nenhuma pinta, finalmente ele perguntou o que eu precisava pra matar o tesão que tava, me perguntou se eu curtia bater punheta e tal e que eu devia realmente estar excitado, não deu outra, respondi que curtia que chegando em casa bateria uma pensando no que ele tinha me dito; ele riu, olhou com um ar de safadeza e perguntou: você vai bater uma pensando em mim? Respondi que fiquei excitado imaginando ele. Ai foi tudo, ele já abriu a calça, estava meio bomba e falou : não precisa imaginar… Não respondi, apenas pedi que ele parasse o carro em alguma rua tranquila, abri minhas calças e duro comecei a bater punheta vendo aquele cacete… Ele logo ficou duro, uma pica média, mas com uma cabeça linda, ele começou a se punhetar e perguntou se eu curtia, apenas pedi pra chupar-lo, ele respondeu que era toda minha.
Ele reclinou o banco, eu tirei o cinto e comecei a chupar aquela pica, que delícia, me acabei ali, pegava em suas bolas e engolia todo o pau dele… logo ele gozou, em minha boca, confesso que não gostei muito mas tive que engolir para não sujar tudo… depois ele me deixou em casa, não sei se quer o nome dele, mas sei que vou sempre me lembrar daquela pica!

Disk Sexo

One thought on “A noite que matei o tesão chupando o taxista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *