O primeiro chifre a gente não esquece

Esse é meu primeiro conto, onde vou relatar a primeira vez em que fui traído.
Sempre me interessei e gostava de ler contos sobre traição e me excitava com isso, mas por vergonha nunca tinha compartilhado esse desejo com ninguém.
Até que comecei a namorar uma garota muito gente boa, com a cabeça aberta e bem safada, que eu senti que podia aos poucos expor esse meu desejo de ser corno.
O relacionamento foi ficando sério, e um dia em que estávamos bebendo e fomos transar acabei falando sobre. Na época, nós dois com vinte e dois anos, ela linda, e bem gostosa, com uma bunda espetacular, que chamava atenção por onde passava, e o melhor de tudo, ela era bem safada.

Durante um tempo ficamos apenas na fantasia, imaginando outro na transa, ela adorava me provocar com isso, e eu cada vez mais louco de vontade de ver outro comendo minha namorada.
Passado um tempo, fomos em uma festa numa boate da cidade, e bebendo demais, ela começou a me provocar, até que eu pedi que fosse naquela noite. No dia havia um amigo nosso na festa também, e decidimos que iriamos chamar ela pra ir embora junto. Chamamos ele pra conversar, mas nessa hora travei, não consegui falar nada, então ela tomou a frente da situação e chamou. Ele assustou com o pedido mas não pode recusar.

Fomos buscar o carro para ir para um motel, nisso, ela ja entrou no banco traseiro com meu amigo e eu fui dirigindo. Quando olho pelo retrovisor, ela sentada no colo dele beijando. Meu amigo levantou a saia da minha mulher, e aquela raba gostosa pro alto, eu mal conseguia dirigir.
Finalmente chegamos no motel, e eu ja fui sentando no canto da cama, meu sonho tava se realizando. Eles foram se pegando, ela pagava um boquete e olhava pra mim, meu pau parecia que ia explodir de tanto tesao.
Logo depois meu amigo coloca ela de quatro, aquela bunda gostosa pra cima, e ele mete na bucetinha dela, enquanto dava muito tapa na bunda dela. Os dois me olhando, ela com cara de puta, bem soltinha na cama com outro. Ficamos nessa por quase 1 hora, mas cansados da festa, terminamos depois dele gozar pra ela.

Fomos embora do motel, deixamos o amigo em casa, e em nossa casa, pude fuder minha mulher, buceta toda molhadinha e arrombada, deliciosa.
Essa foi a primeira vez que ela me traiu, primeira de muitas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *