Como virei chupeteira safada

Nessa data eu também era abnóxio e não sabia nada sobre coito, moro no areal de Sc com meus pais e sou filha unica; um certo dia, meus pais precisaram dirigir-se para Lages uma vez que uma tia minha havia se acidentado e aparecia em estado baixo, meus pais pra eu não despossar muita apresentação resolveram me deixar na casa de uma tia que mora aqui na mesma município, me deixaram lá e foram alucinar-se, era por volta das 15h, no momento em que foi 17:30 minha prima Gislaine de 15 anos chegou da apresentação com meu essencial Ricardo que possui 10, eu e minha prima ficamos bastante tempo conversando e contando casos até que ela me perguntou se eu já havia ficado, respondi que tinha dado uns beijinhos em um amor, jantamos e dpois fomos achar-se na praia, chegamos lá e encontramos um amor que ela ficava que tinha 17 anos com o essencial dele de 15, ficamos conversando até que eles começaram a se beijar, decidimos ir pra um lugar mais absconso, eles ficavam se pegando e eu apenas do lado conversando com o Julio, minha prima por isso falou vai desfruta e da uns beijos no gatinho, fiquei sem agradecimento e ele veio e me beijou, não pude Continue lendo Como virei chupeteira safada…

Dei meu cuzinho pro estranho

Bom, após montar sobre como foi uma de minhas aventuras numa república, vou montar outra situação que eu adooooro advertir. Eu, especialmente, amei, enlouqueci de atração, por isso vou aformalar com vcs mais essa alienação.

Do mesmo jeito que o universitário que conheci no bico antecedente, este cara no qual cito agora tmb conheci pela net. Agradável pq não me lembro precisamente como nos add. Sei que ele aparecia la no meu msn a séculos, porém nós de modo algum se falava. Passaram-se meses e ele lá. Nem sequer sabia quem era. Afinal.
Numa madrugada qlqr, acessei o msn, e ele era um dos poucos na internet line. Dessa maneira que entrei, ele me cumprimentou e logo disse; ‘caramba, de modo algum nos falamos, será que podemos agora? rs’. Continue lendo Dei meu cuzinho pro estranho…

Dando a bunda em troca de carona

Anos atrás sai a noite Londrina, passando na AV Tiradentes proximo um ponto de travestis , começou uma abundância forte no momento em que avistei duas bonecas lindas pedindo calote por pleito da abundância , como tenho facinio por travesti nao pensei 2 vezes parei com o pedido delas , era uma morena e uma loira , a morena se chamava Carla e a loira Júbilo , duas beldades a loira foi no banco de traz e a morena que era a mais gostosa foi no meu lado , como aparecia saindo pra abronzar a noite nao me importei de permitir a calote sendo que a abundância ja tinha aguado meus planos , dessa maneira que elas entraram começamos abordar a morena resolveu levar seus peitos pra fora e arear eles no meu bravura , nao resisti ja fui alizando suas pernas enquanto dirigia , ate alcançar no seu pau , e que pau bom , sem pelos devia ter uns 22 cm e abundante naquele hora fiquei , com o rabinho inchado querendo rola. Acho uma delicia uma rola de travesti, adoro permitir para travestis. Queria permitir, porém aparecia aflito uma vez que aida nao tinha muita bagagem so tinha saido 2 vezes com travesti , ficava observando.Fiquei conversando por um tempo, e como ja aparecia aproximadamente chegando. O que foi ao meu lado ficou conversando comigo, e dava indiretas gostosas. Pra variegar meu cuzinho piscava de atração. Continue lendo Dando a bunda em troca de carona…

Metendo na bunda minha filha

Fala turma , Sou o Marcelo tenho 49 anos , tenho 175 m e tenho um corpo comum, minha filha chama-se Luana, morena magra e possui 22 anos . Eu sou afastado da mãe dela e em seguida que me divorciei não quis me adaptar a mulher nenhuma , moro sem companhia faço minhas festinhas nos finais de semana , nos dias de hoje moro no ABC paulista , sai do interior juntamente com a assinatura no qual trabalho , minha filha Luana terminou a aptidão e pediu para achar-se comigo uma vez que aqui o mercado de trabalho possui mais apelo , ela é da setor de RH , e eu trabalho como contabilista de uma metalúrgica .  No início desse ano fui busca-la no interior havia alguns anos que não via minha atraente filha ; uma vez que minha afastamento foi um pouco conturbada e a Luana sofreu bastante ela era bastante apegada a mim ,achei a ideia de ela achar-se comigo um tanto delicado perderia um tanto da minha intimidade não teria como resultar mulheres distintos pra casa semanalmente e nem sequer ficar na orgia com duas ao inclusive tempo , porém filha é filha e vale o abandono !  Cheguei na casa de sua mãe e ela já aparecia me esperando na acesso fiz de tudo para não entrar porém ela me convenceu , veio e me deu um abraçamento bem bom foi então que senti o calor do seu corpo Continue lendo Metendo na bunda minha filha…

Comi meu pai no rancho

Ola novamente, como prometi estou de volta para contar como foi que comi meu pai pela primeira vez. Bom, depois que retirei o gesso do braço eu e meu pai continuamos a transar, não tão frequentemente e em todas as vezes eu era apenas passivo, não que fosse ruim sentir aquele cacete gostoso em minha bundinha, sentir aquele peito peludo roçando em minhas costas, mas queria algo novo enfiar meu pau naquele rabão peludo. Porem meu pai nunca dava chance sempre que começava a passar a mão em sua bunda ele mudava de posição resolvi deixar um pouco de lado. Dois meses depois, na hora do almoço, meu pai disse que sairia de férias na próxima semana e que já havia muito tempo que não pescava e que estava pensando em ir, minha mãe logo disse que não iria nem em pensamento pois toda vez que ia no rancho voltava toda cheia de vergões por causa dos mosquitos, morria de nojo das pererecas e sapos e como havia anos que o rancho estava sem receber ninguém provavelmente tinha sido invadido por esses animais alem do mato e cobras e sujeira que deveria estar. Meu pai disse que ela estava exagerando e que pescar seria muito bom para desacelerar Continue lendo Comi meu pai no rancho…

Sexo com uma negra deliciosa

Esse é o minha segundo história e as situações e personagens são reais. Somente troquei os nomes. A conheci ao longo um bate-papo na internet. A conversa se desenvolveu de maneira educado para os dois e logo estávamos no MSN e a troca de telefones foi ágil. A vontade de nos encontramos foi aumento ao longo nossas conversas, porém tínhamos de compor nossos horários. Depois de algumas semanas de telefonemas e conversas no MSN marcamos um abalroamento depois de o expediente. 18 horas aparecia no local combinado, no Centro. Trocamos beijos no anverso e a acanhamento dela não permitia que a conversa se desenvolvesse. Na maior parte do caminho até um barzinho sossegado, foram breves palavras. No momento em que finalmente nos sentamos, a conversa voltou a advir como se tivessemos no MSN ou ao telefone. Ela disse que aparecia receosa por eu ser casado e ela divorciada, porém com uma filha para fazer. Depois de este abalroamento, se seguiram diversos, porém constantemente eram todos apressados, uma vez que eu não podia alcançar tarde em casa e ela morava afastado. Aproveitei uma viagem da minha mulher Continue lendo Sexo com uma negra deliciosa…

Meu dono fez um leilão comigo

Numa sexta-feira a noite, meu Amo me chamou e ordenou que eu me arrumasse, deveria colocar uma roupa bem erótico e estar bem cheirosa que nós iríamos sair.

Tomei um banho bem alongado, coloquei uma calcinha branco amarrilho dental e um vestidinho branco bem curtinho e decotado, que deixava à amostra meus seios. Fiz uma cosmético rápido, passei um óleo bem cheiroso pelo corpo, até mesmo na bucetinha. Continue lendo Meu dono fez um leilão comigo…