Segundo dogging com minha esposa

Já contei sobre o primeiro dogging em que eu e minha esposa participamos, então vou relatar o segundo. Meu nome é Rodrigo e minha esposa se chama Juliana, um mês depois de nossa primeira vez no dogging, resolvemos viajar para a cidade natal de minha esposa. É uma cidadezinha pacata, também do interior de São Paulo, de cerca de 4.000 habitantes. Certa noite, por sinal muito quente, resolvemos eu e minha esposa sentarmos na área da casa junto ao portão, eu apenas

Continue lendo Segundo dogging com minha esposa…

No Jogo de poker comi a casada e as novinhas

Como sempre jogo de poder, sempre rende boas experiências e aventuras.
Última semana tínhamos um churrasco na chácara de um amigo.
Já era quase meia noite, minha esposa desistiu do jogo e foi dormir . Como era o último dia só tinha ficado eu e esposa. Casal de amigos e a prima deles junto com uma amiga.

O jogo chegou na fase final depois de mais uma hora e justamente nessa hora as coisas começaram a ficar interessante.

Continue lendo No Jogo de poker comi a casada e as novinhas…

Primeira vez anal

A conquista do cuzinho, valeu a pena esperar!!

Olá, me chamo Paty, sou casada há quase 20 anos com um homem que não liga pra sexo. Por isso, tenho um namorado há mais de 5 anos que me fode gostoso toda semana.
Somos fascinados por festinhas onde já fui fodida por ele mais um amigo, dois amigos e com outros casais, porém, nunca tinha dado o cuzinho. O motivo era falta de coragem, pois meu namorado tem um pau enorme e muito grosso, mas muito grosso mesmo! É exatamente a grossura do meu pulso…isso me deixava com muito medo de tentar.

Continue lendo Primeira vez anal…

Primeiro dogging com minha esposa

Meu nome é Rodrigo e o nome da minha esposa é Juliana, moramos no interior de São Paulo, somos casados a dez anos. Descrevendo minha esposa ela é fofinha, só que não tem barriga, muito pelo contrário, tem a cintura fina, no entanto tem muita coxa e bunda, de pele branca, cabelos castanhos ondulados, seios médios, coxas grossas e bunda bem grande como já falei, que por sinal me deixa louco, a sua bucetinha é rosadinha, grelinho pequeno, depiladinha. Minha esposa desde a época de namoro, sempre teve a fantasia de transar no carro, mas como era muito tímido, ficava com receio de

Continue lendo Primeiro dogging com minha esposa…

Traindo o namorado com o tatuador

Letícia, uma menina de 22 anos, magrinha, com a bunda redondinha, baixinha, morena, seios pequenos e cabelos cacheados. Sempre foi tímida e focada nos estudos e trabalho. Namora a 5 anos com seu parceiro e nunca tinha o traído, até que…

Um belo dia, Letícia decidiu fazer uma tatuagem, se inspirou em uma que tinha visto na internet, uma flor que cobriria um lado do seu bumbum e valorizaria ainda mais aquele traseiro lindo. A morena está um pouco nervosa por se tratar de sua primeira tatuagem.

Continue lendo Traindo o namorado com o tatuador…

Fazendo Uma Troca de casais na viagem para a Bahia

Me chamo Marcos, minha esposa é a Paulina, somos casados a 7 anos e nas férias do começo desse ano rolou algo inesperado e bem gostoso. A gente gosta muito de pornô e vimos um anúncio de uma viagem para a Bahia, com casais que curtem swing.

Demorou pra convencer minha mulher, mas com os meses ela foi aceitando e se empolgando com a ideia. A gente comprou o pacote com os responsáveis 5 mese antes de rolar a viagem e no dia fomos empolgadíssimos para uma escuna, onde várias mulheres gostosas estavam com seus maridos, prontas para uma putaria.
Continue lendo Fazendo Uma Troca de casais na viagem para a Bahia…

Descobrindo a traiçao

Sou casado a 8 anos , tenho 38 e ela 41 , gostosa demais , no início transavamos e nos completávamos , ela gozava feito louca , molhava demais , com o passar do tempo ela foi esfriando e eu desconfiando de algo errado , até que conheci o tal x vídeos e viciei nos vídeos , uma bela noite eu em outra cidade assistindo vídeos deparo com video de minha esposa na

Continue lendo Descobrindo a traiçao…

Tara pelo professor

Oi! Me chamo May e o que eu vou contar me excita bastante ainda.
Perdi minha virgindade com 13 anos, hoje tenho 30, sempre tive uma veia putona. Adoro ser desejada, uso bastante vestidinho e quase sempre estou sem calcinha.
Um dia fui estudar desse jeito, e na hora de subir as escadas aí que eu dava uma rebolada e escutava alguns cochichos, ele me chamavam de putinha que adorariam me comer, aquilo me excitava de uma tal maneira que começou a escorrer pela minha coxa ( Meu marido ficava enfurecido por saber que eu ia desse jeito para os meus compromissos, mas eu sei que isso deixa ele louco).

Continue lendo Tara pelo professor…