Lotação depravada

Lotação da sacanagem
Num dia de muita chuva numa citação totalmente adversa e anormal para Juliana uma moça de muito boa índole mais também muito maliciosa nas questões do sexo.
Edson seu namorado muito inexperiente e sem muita vontade de aprender dava pra ela a penas um sexo meia boca e ela sempre ficando na vontade de algo à mais é ficava ali sempre querendo e imaginando senas tórridas de um sexo quentíssimo.

Sexo Por Telefone


Edson por outro lado achava era o amante do ano . Certo dia ela almoça-ra num restaurante no centro da cidade e pagou um transporte alternativo
Como ela morava num bairro da periferia passava bastante tempo no ônibus. Ainda morava no final da linha costuma poucos passageiros pra descer no final .
Já no trasporte alternativo que ela pegou reparou que ninguém descia nos outros pontos mais nada que chamasse muito a atenção . De repente quando sem qualquer olhou pro lado se deparou com uma cena que há deixou arrepiada viu uma garota no banco do outro lado do ônibus.
Desfaça e mansturba o cara do lado quando viu tamanha ousadia sentiu um tesão inexplicável o que nunca havia sentido antes com Edson ficou ali quase que hipnotizada naquele momento instigante.
Olhando pará outro lado até pra ver se tinha mais alguém olhando mais uma surpresa .
Um cara com uma calça folgada visivelmente excitado com um volume que parecia ser enorme incochando a moça que estava na frente dele mais surpresa ficou com a cara da moça que parecia instasiada e aí quanto mais olhava ao redor mais o tesão aumentava ela chegou a pensar que estava delirando aquilo parecia um dos sonhos eróticos que ela tinha as vezes .
Principalmente quando ficava frustrada com a falta de criatividade, e falta de tesão pra satisfaze-la .
Por um minuto ela pensou bem que ele deveria estar aqui pra aprender como se faz .
No auge daquela confusão de sentimos e pensamentos o motorista avisa que chegou o ponto . Como um balde de água fria o término da viagem foi interpretado dessa maneira pela jovem.
Naquela noite ligou pro Edson falou que estava indisposta pra que ele não aparecesser aquela noite. Como um tormento aquelas imagens não lhes saíam da cabeça tomou um banho foi dormir cedo.
Acordando no meio da noite após um sonho muito erótico causado pelas imagens que não saiam da cabeça não teve outra solução se masturbou freneticamente. Era muito tesão que precisava ser expelido ou ela iria entrar em combustão.
Vários orgasmos que o Edson jamais sonharia em presenciar ou proporcionar pra Juliana.
Totalmente instasiada de tantos orgasmos múltiplos adormeceu ali sem roupa e vertendo sua satisfação mais íntima.
Ao amanhecer um novo dia virada a página daquele episódio . Como fazia diariamente tomou banho se arrumou vestiu a roupa que ela adora e comesou a rotina do dia.
Passou tranquilamente o dia alguns fleches Ainda vinhão mais com pouca intensidade
Uma semana depois numa tarde desadesabando em tempestade. Esperando o ônibus em meio àquela tempestade lá vem aquela lotação pensou Juliana ou mesmo tempo pensou
– Não iria acontecer novamente é claro
Deu sinal é entrou dado um certo tempo que estava na lotação percebeu que havia três rapazes que não parava de olhar pra ela. Olhando pra se mesma percebeu que seu roupa era branca e estava transparente e mostrava os detalhes do seu corpo é suas roupas íntimas ou olhar pra trás viu que um senhor já estava com a mão na genitais os rapazes aproximavam-se ela começou a ficar assustada. Mais há sua frente novamente aqela cena da moça masturbando o cara se repetia não o mesmo casal mais o mesmo atuo de repente mudou o centímento de assustada para uma mulher cheia de tesão bem diante dela a gota ‘d água .
A mulher abocanhou o pênis do cara ela pensou
— Gente isso é absurdo um boquete em pleno transporte coletivo isso é surreal.
Nisso ela sentiu alguém encostando atrás dela ela não acreditava mais tinha um pinto duro encostado na bunda.
Ela até queria sair da reta mais estava estática com os acontecimentos.
Ao um dado momento ela começou a deixar de lado os pudores e num movimento involuntário empinou o bumbum pra sentir melhor o membros que há explorava aquela bunda que digamos respeitosamente e bem avantajado . E sentiu, sentiu que não ia aguentar aquela pressão.
Por um lado pesava todos os pudores da sua educação.
Por outro gritava animalescamente a luxuria que enebriava todo aquele ambiente.
Nisso o rapaz pegou na cintura e precionou mais o membro naquela estonteante bunda. Num momento de lucidez olhou ao redor , percebeu que todos ali estavam envolvidos de alguma maneira , o senhor que antes só segurava os genitais agora já se manstubava com muito afinco a mulher que fazia um boquete já estava cavalgando na piroca do cara e mais casais na mesma citação aquilo foi rodopiando as investidas do passageiro atrás dela.
Sentiu um impacto dentro de se quando sentiu sua saía sendo levantada e não conseguia se mexer então fechou os olhos , se entregando aquele momento
Ou descuidar sua bunda o rapaz estasiado beijou-lhe a bunda. E com o olhar bem cedento colocou o pinto pra fora da calça
Juliana se arrepiou ao sentir sua casinha sendo posta de lado. Parecia que ia explodir . Quando sentiu que estava prestes a ser penetrada e fazer parte daquela orgia , um organismo involuntário escorreu nas suas coxas.
O item que faltava pra uma peneiração tinha se cumprido , vorazmente o passageiro penetru-a , ao mesmo tempo os outros dois abaixarem a blusa fartando-se com ceios volumosos e firmes.
Não importava mais nada entregou-se totalmente,. Puxada pra trás inclinou-se pra ficar mais receptiva , e não se fez de rougada e abocanhou uma piroca a segurou outra.
Não cessavam as penetrações ciriricas boquetes , gosadas muitas gosadas de homens e mulheres. Tudo inacreditável.
–Nunca fui promiscua o que aconteceu comigo ,o que está acontecendo comigo.
Mais por outro lado ela mesma se questiona e responde pra se mesma aproveita porque não vai ser tão fácil acontecer de novo.

Disk Sexo

5 thoughts on “Lotação depravada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *