Conto erótico

O tempo chuvoso e eu saiu de casa aborrecida e chateada, o vento batendo forte em meus cabelos fazendo ele voar e arruinar minha escovinha droga tudo que eu precisava, e a chuva vem com tanta velocidade que quase leva meu guarda chuva e ainda mim molha o suficiente para mim pegar um resfriado, naquele caus todo um homem se aproxima – E ai estar tudo bem ?

Sexo Por Telefone


– tudo bem? Olhe como estou!
E nesse momento nem tinha reparado em seu rosto ou mesmo em seus olhos, o estado da minha roupa mim deixou zangada, aborrecida e nem mim importa com o homem ali parado mim observando
– quer entrar em meu carro e se aquecer um pouco ? Enquanto a chuva passa?
E foi nesse momento que levantei os olhos para lhe olhar, olhos castanhos cabelos pretos corte social belos ombros sua cor branca e forte, que cara lindo e nesse momento parecia que não sentia mais friu mais sim uma chama se acendeu no meio das minhas pernas, e fiquei ali encarando aquele homem tão gostoso que nem mim importo mais com a chuva e nem nada.
– ei moça?
Ele mim chama mim tirando do transe – oi ?
-Eu estou aqui na chuva mim molhando todo se quiser sair da chuva entre no meu carro!
Eu fiquei ali parada pensando e se ele for casado ? A que se dane, caminhei até seu carro abri a porta e entrei.
– oi meu nome é Carlos!
– oi o meu é Mariane
Então fiquei ali esperando a chuva passar e toda molhada até que ele falou – tire essa blusa e coloque aqui no aquecedor para secar, olhei para ele e pensei ppr um instante, há que mal tem ele é tão gostoso que chega doer e tirei a blusa.
-o que você faz nessa chuva ?
Eu olho para ele e pergunto o mesmo – e o que você também faz aqui ?
– o meu carro quebrou eu estava indo para casa só que não quer pegar, e você?
– eu apenas resolvi sair dar uma volta eafriar a cabeça mais não imaginei que estava chovendo tanto assim
– nessa chuva?
Eu o encaro aqueles olhos castanhos claros e quando vou abrir a boca para responder eu espirro, – você vai acabar pegando um resfriado com essas roupas molhadas melhor tira-las.
O olhei com os olhos arregalados ,esse cara só pode tá querendo mim ver pelada, e quando olho novamente para ele, ja estar tirando a sua camisa e eu pergunto – então vamos fica nos dois aqui dentro pelados ?
E ele rir e mim responde -pelo menos vamos ter uma bela visão um do outro.
Dou de ombros quer saber que se dane, tiro minha calça jeans, já que tinha tirado a blusa, fico apenas de sutian e calcinha, quando mim viro o vejo só de cueca e mim Deparo com aquele pal semi ereto, ou será que estar ereto ? Meu Deus que volume grosso e grande, como será ter ele em minhas mãos e na minha boca na minha boceta que já dar um aviso pulsante avisando que gostou da ideia.
– o que está vendo te agrada ?
Ele pergunta e emrubreso com sua pergunta, há o que ele queria nos dois sozinhos dentro de um carro em um canto de uma rua deserta, minha boceta pulsa com imagens daquele pal mim fodendo e imaginando mil formas de ele mim comendo, esse corpo perfeito.
E ele fala – quer sentir como estou quente ?
Eu respondo -ham?
– você está tremendo de friu ainda mesmo com o aquecedor ligado, venha cá eu não mordo!
Pensei um pouco e ultimamente estou pensando muito em muitas coisas será que não posso deixar esses pensamentos um pouco de lado ? Chega de pensar, mim aproximei mais dele o abracei e ele mim abraçou de volta, que corpo definido gostoso e quente e meu corpo todo entrou em chamas e febril, meu sangue começou a virar fumaça minha boceta já estava molhada e pulsando necessitando desse pal, derrepente minhas mãos se movem em direção aquela ereção, passo as pontas dos dedos em cima e ele geme em meu ouvido E fala – nossa que gata safadinha.
E daí em diante perdi o controle de mim mesma. Quê se dane tudo chega de ser a certinha hoje eu quero ser a safada a errada quero sentir ele dentro de mim me fodendo de mil maneiras, preciso sentir, sem pensar direito pulei para seu colo comecei abeija- lo e rebolar e gemer em cima daquele pal , e ele retribuiu – calma gata tem muita roupa ainda aqui . E ele tira meu sutian chupando os bicos do meu seio e modiacando me excitando mais ainda e apertando o outro seiu com a mão, e com a outra mão livre desce para minha calcinha, e rasga ela – Humm nossa essa bocetinha já está encharcada que delícia.
Eu só sei gemer e rebola ainda mais naquele pal
Ele se movimenta apenas o suficiente para se livrar da cueca e vejo pega uma embalagem laminada do porta luvas , eu arregalo os olhos com aquela imagem do membro dele sem a cueca e minha boca saliva mais uma vez, mim posiciono ali no meio das suas pernas, pego ele em minhas mãos e passo a língua pela cabecinha e lubrifico a boca mais ainda, passo a língua da ponta até o final e coloco aquele pal em minha boca de tão grande e grosso não chega ao final mais ele agarra em meus cabelos empurra cada vez mais fundo em minha boca, através de seus gemidos ele fala – gata safada se continuar assim eu vou gozar
então mim pega pela cintura coloca o preservativo com uma técnica e velocidade e me Senta em seu pal, – que bocetinha mais apertadinha caralho que gostoso.
E vai metendo a cada centímetro e mim levando a delírios e nossos gemidos se misturam com o barulho da chuva e dos trovões lá fora, e que se foda se alguém estiver passando e ouvindo, hoje eu quero ser safada e insana tô nem aí para quem ouvir e ver e mim achar louca, só quero sentar nesse pal e não pensar em mais nada e então vem meu orgasmos, ordenhando esse pal maravilhoso, gemo em mim delicio semtindo ele metendo e mais duro feito uma rocha dentro de mim, -isso assim, mais haaa.
E ele pucha meus cabelos, -geme mais pra mim minha puta safada que vou gozar na sua bocetinha…
Parece que nunca vai acabar, ele estoca mais e mais bem cundo e rapido e mim faz perde os sentidos com mais um orgasmo, gozo entorno do seu pal e ele também goza e geme ao meu ouvido E mim beijando sem parar.

Disk Sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *