Conto Gay – Desejos de um macho

Em um sábado a tarde eu tava sozinho, e resolvi entrar em uma loja de departamento aqui perto, fiquei passeando entre as ferramentas, pois sou macho, e acabei indo para sessão de roupas, e no setor feminino, comecei a observar as langeries, tomei coragem e fingi escolher algo pra minha mulher, então escolhi umas calcinhas com top, acabei pegando umas duas opções, e fui pro caixa pagar.

Sexo Por Telefone

Escolhi um caixa que tinha um cara magrinho e alto, de pele morena e mais novinho.

Entreguei as peças pra ele cobrar, e vi no olhar dele uma cara de safado, ai ele perguntou se era pra uma gata gostosa , eu disse que ela ia ficar bem gostosa! ai ele falou que gostaria de ver ela com esta calcinha. Na hora fiquei vermelho , e ele percebeu . então ele falou que o horário dele acabava em dez minutos, eu meio que tremi, e só acenei com a cabeça. Ele disse me espera no estacionamento.

Fui pro meu carro , e em alguns minutos vi ele andando entre os carros me procurando , pensei em fugir , mas ele me achou e entrou no carro . E falou , anda vamos no motel aqui perto. Eu congelei e fui dirigindo sem pensar muito… mas o safado tava cheio de tesão e foi me guiando. Chegamos ao motel rapidinho e em alguns segundos estávamos no quarto.

Ai caiu a ficha. Eu tava com um cara desconhecido, em um quarto de motel com uma sacola de lingerie e comecei a sentir um tesão louco. Assumi o controle e falei que ia ao banheiro me arrumar. Tirei minha roupa e vesti uma calcinha que ficou bem atoladinha, e coloquei também um soutian que ficou muito gostoso, pois apertou meus peitinhos e eu parecia uma putinha.

Voltei pro quarto e meu safado tava sentado na cama, desfilei pelo quarto rebolando e sentindo aquela calcinha roçando no meu cuzinho, o meu tesão foi a mil, vi o mastro do cara crescer dentro da calça dele e me ajoelhei e tirei pra fora a pica dele. E ai vi que o cara magrinho tinha uns 23 cm de pica, humm que tesão.

Comecei a laber e o mastro enrijeceu como uma tora, fiquei punhetando e admirando, e só podia abocanhar e lamber e tentar engolir aquela maravilha .

O safado me girou e colocou de costas na cama, começou a me lamber todo, me deixando todo arrepiado. Ele foi até achar meus peitinhos que ele chupou gostoso. Ai foi procurando meu cuzinho pra lamber e meter a língua.

Nesta hora percebi que o cara era muito bom em sacanagens, eu ja tava me contorcendo de tesão, e ele começou a ajeitar aquela pica na porta do meu cuzinho. Este é um momento maravilhoso sentir o mastro de um macho forçando a portinha do cuzinho , anunciando o que esta por vir . Quem já sentiu não esquece, e depois que leva uma varada não vê a hora de sentir de novo.

O carinha foi forçando e ajeitando e eu rebolando ate que entrou tudo, me senti recheado com a tora de carne enfiada no meu cu, quase gozei na hora, mas resisti, pois queria que aquele momento durasse pra sempre . Meu macho começou a bombar forte, e fazer movimentos que chegavam a tirar o pau todo pra fora do meu cu , e antes que meu buraquinho fechasse, ele enterrava tudo de novo, me deixando louco.

Foi assim ate que ele anunciou o gozo, tirou a pica de dentro e me mandou abrir a boca, meio atordoado só obedeci, e minha garganta foi enchida de porra, engoli, lambi e abri de novo, e veio mais leite, encheu de novo, tinha um sabor agridoce, que a gente acostuma a gostar, engoli de novo ai fiquei chupando aquela cabeçona para saborear a porra que ainda escorria, fiquei assim até a tora começar a amolecer e eu perceber que tinha acabado.

Eu ainda tava de calcinha, pois o tarado só tinha colocado de ladinho, então ele me virou na cama e me deixou de quatro, com a bunda pra cima, pegou a calcinha e abaixou ate as minhas coxas, me segurou com as duas mãos, encaixou a pica meia bomba no meu cu e começou um vai e vem com a cabeça da pica enfiada no meu cu , é uma sensação maravilhosa, pois parecia que meu cu tava punhetando ele, e a tora acordou e foi inchando dentro de mim, um tesão, que o cara que sabe fazer deixa qualquer macho tarado em levar pica no rabo.

E foi assim até eu não aguentar e explodir em porra pra todo lado, e amolecer e me esticar na cama, com o tarado jogado nas minhas costas e ainda bombando, ele começou a meter com força e bem rápido, me arrombado.

Nessa hora eu só tava curtindo o momento até que o safado enche meu cuzinho de porra. Ai ele falou que era pra eu não esquecer dele… como se fosse possível esquecer uma foda dessas.

Ai eu falei: Não ficou gostosa a putinha com a calcinha?

Disk Sexo

3 thoughts on “Conto Gay – Desejos de um macho

  1. Hummmm que delícia de conto.
    Deu até tesão, vontade de de soltar

    Amo ir trabalhar com uma calcinha ou um fio enterrado.
    Nunca dei mas quero uma boneca que tenha local com uma rola pequena e fina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *