Gozando muito no horário de trabalho

Quando casei eu tinha 21 e ela 24 anos, começamos a namorar 2 anos e alguns meses antes, a minha única experiência sexual foi a que tivemos durante o namoro, sendo ela a minha primeira mulher. Ela já era uma mulher experiente, já tinha sido casada e foi muito namoradeira.

Apesar da minha falta de experiência, a surpreendi, pois via muitas revistas pornôs e ficava muito atento aos filmes que passava na noites de quinta feira na band, naquela época não tinha a facilidade que temos hoje com a internet.

Outro detalhe é que nessa idade eu era um vulcão em continua erupção o cacete ficava a maior parte do rígido, tinha que colocar bem agasalhado na cueca para não passar vergonha com o volume . Continue lendo Gozando muito no horário de trabalho…

Não acredito que gozei dentro da buceta da minha mae

Quando eu era adolescente eu acordava por volta das 10 da manhã e minha mãe loira peituda de 36 anos na época costumava lavar roupa no quintal de casa quando eu passava pela cozinha nú para tomar banho com o meu pau meio duro eu sempre tive um pau grosso grande e cabeçudo sempre tivemos a liberdade de andarmos nú pela casa quando eu acordava minha mãe sempre dizia-bom dia picudo,ou já acordou pauzudo ? isso me deixava muito envergonhado e eu reclamava com ela e ela apenas achava graça da minha timidez todos os dias era a mesma coisa eu acordava e ela me via nú e elogiava meu cacetão enquanto eu escovava os dentes ela ficava olhando pro meu pau ela conversava comigo eu percebia que ela tava olhando direto pra a minha caceta isso me deixava de pau duro e meu pau crescia na frente dela toda vez que ela olhava meu pau crescia e ela puxava assunto só para passar mais tempo olhando de vez em quando ela me provocava se abaixava na minha frente e empinava o rabão dela para pegar alguma roupa no chão quando ela ficava me olhando com cara de puta e me chamava de picudo meu pau ficava durão na hora e ela ficava olhando sem disfarçar um dia eu acordei e ela falou já acordou pauzudo? meu pau ficou duro na hora e ela disse com cara de safada -não sei Continue lendo Não acredito que gozei dentro da buceta da minha mae…

Sexo com a empregada fogosa

Acordei naquele nível, louco para fazer um sexo gostoso, ali na cama comecei a mexer no meu pau, me punhetava devagar, afinal nada melhor que aquela bronha da manhã, foi que duma hora para a outra nossa empregada me surpreende, Janete estava com a gente a pouco tempo, mas era muito competente, ahh e dona de uma raba rsrsrs ela deve ter seus 40 anos, alta, bem conservada para sua idade.

Sou Andrew, tenho 20 anos e moro com meus pais, curso engenharia civil e sou de classe média alta, porém não sou igual esse playba que se acham e tal, sou na minha, adoro ficar na minha casa e curtir algumas aventuras da vida, agora voltando a cena com Janete, notei que ela estava bastante sem graça, afinal ela sabia que o filho dos seus patrões estava tocando uma punheta, tentei disfarçar, mas era inegável a vergonha dela, ou não…
Continue lendo Sexo com a empregada fogosa…

Sexo anal é simplesmente demais

Tenho 24 anos e gostaria de contar para vocês minha experiência com o sexo anal. Um dia, conheci Pablo na academia que freqüento à noite. Durante o dia trabalho em um hospital da grande Porto Alegre (sou enfermeira). Pablo é um gato de 1m82 e 94 quilos de muito músculo. É um tipo de homão pra ninguém botar defeito, de cabelos e olhos castanhos, também claros.

A gente começou a namorar e como moro sozinha, dormíamos juntos e trepávamos desde o primeiro mês de namoro. Sempre foram transas normais, tipo sexo oral como preliminar e muito coito vaginal. Mas Pablo sempre gostou de passar o dedo na minha bundinha enquanto me comia de quatro ou em posições que permitissem o acesso a essa parte do meu corpo, que sempre reneguei prazer por achar que iria doer e, principalmente, por medo de uma infecção vaginal (no caso de o parceiro colocar o pênis na vagina após esse tipo de coito sem trocar o preservativo ou limpá-lo bem). Continue lendo Sexo anal é simplesmente demais…

Transando na igreja Evangelica

Transei uma vez no banheiro de uma igreja evangélica aqui da minha cidade.
Fui pintar a igreja e acabei comendo uma garota que trabalhou comigo em uma confecção,ela era membra dessa igreja.
Eu sempre fui doido pra pegar mais nunca cheguei nela achava que era recatada e que poderia ter alguém.
Ela tinha um corpo d dar inveja,seios grandes cintura fina e uma bunda espetacular…
Apesar de ser crente e andar com saia longa e roupas discretas sempre notei tamanha perfeição …
Mas fiquei sabendo por amigos em comum da empresa onde trabalhamos,que ela era safadona.
Nada fica encoberto por muito tempo em empresas grandes e cidades pequenas …
Tempos depois que sai de lá, fiquei parado,isso foi em 2009 mais o menos, e fiquei fazendo uns bicos,então uma conhecida da família da minha namorada na época, sabia que eu estava parado e perguntou se não queria pintar a igreja.
Na mesma hora topei, e no dia seguinte pela manhã já estava lá. Continue lendo Transando na igreja Evangelica…

Como perdi a minha virgindade

Meu nome é Marcela. Atualmente tenho 26 anos, mas o fato que vou relatar aconteceu quando eu tinha apenas 16. Eu morava em um prédio classe média em Porto Alegre, onde nasci e fui criada.

Desde pequena eu sempre convivi com os porteiros do meu prédio. A maioria estava lá há alguns anos, e todos me tratavam muito bem. Com o tempo fui crescendo e ganhando corpo. Meus seios são medianos, mas bem durinhos.

Meu bumbum é redondinho e empinado, e eu particularmente o adoro. Inclusive, na escola, minhas amigas sempre brincavam de apertar ele, mas isso é assunto para outro conto.

Sou baixinha, branca, com cabelos longos e pretos, e sempre despertei a atenção dos garotos. Quando cheguei aos 16 anos, vi que os homens sempre olhavam pra minha bunda, já que eu usava short jeans que mostravam a polpa da bunda.
Isso sempre foi um saco! Eu odiava aqueles olhares masculinos tarados e indecentes, como se estivessem memorizando meu corpo pra baterem punheta depois. Mas com o tempo me acostumei, e de uma hora para outra, passei a gostar muito de ser desejada pelos machos de plantão. Continue lendo Como perdi a minha virgindade…

Sexo entre gays no Parque

Olá galera, voltei, andei meio ocupado por causa da faculdade, mas estou aqui pra deixar vocês de pau duro de novo. Me chamo cesar tenho 25 anos sou moreno claro 1,75 alt magro, como sabem todos os meus contos são reais.
Hoje vou contar pra vocês como que aconteceu no parque maurilio biage aqui de ribeirão preto, bom vamos ao que interessa.
sexta passada dia 14/11 eu tive uma entrevista para mestrado na USP, sai da USP era umas 17hr muito feliz por ter conseguido um orientador, peguei um ônibus e fui para o centro da cidade, da lá iria para casa.
Ao chegar no centro vejo o parque que fica próximo a rodoviária e decido passar um tempo lá ( já com segundar intenções rsrs). cheguei la, procurei um banco para sentar onde passasse bastante pessoas. fiquei lá sentado por umas uma hora e meia, nesse tempo um cara passou várias vezes perto de mim me olhando, mas não fazia nada. Eu estava quase me levantando para dar uma volta no parque quando ele sentou perto de mim, um cara bonito, loiro, com um rabo de cavalo, forte, ele se apresentou como Fernando, ele já estava pegando no pau direto, eu também me apresentei. Ele foi direto ao ponto, falando que eu era gostoso, que ele gostava de magrinho porque dava pra enfiar bem lá no fundo. Perguntei a ele se ele queria, porque eu queria dar pra ele, aí ele disse que estava muito afim, porém, ali não dava ( ele estava com medo de ser pego). No final fiquei com vontade e fernando foi embora dar sua aula de circo. Continue lendo Sexo entre gays no Parque…

Ele simplesmente ama ser um corno assumido

Somos um casal de 43/38 , eu claro , 1,72 85 kg , e ela 1,66, morena , cabelos castanhos com 52 kg . Quando a conheci era só mais uma para eu comer , e ela como sabia que eu nada queria de sério vivia dando para seus outros namorados e para mim, com o tempo fomos nos apaixonados e acabamos casando .Ela me deu três lindas crianças e como conseqüência sua xoxota ficou maior e mais larga do que já era , pois ela namorou um cara que foi quem tirou seu cabaço que tinha uma pica enorme ( segundo ela me conta ) e como ela “deu” muito experimentou diversos ” calibres e tamanhos ” . Depois de casados ela não deu mais , mais eu tenho o maior tesão quando a estou fodendo que ela conte como ela dava , como era sentir o caralhos entrando na buceta , etc. , no início ela não gostava muito , mas hoje ela conta cada coisa que é um loucura e eu gozo como nunca . Vamos contar uma história que aconteceu na realidade e que quando ela conta eu gozo muito . ” Quando namorávamos , ela tinha outros cara com quem ela saía , e as sextas a noite nos no encontrávamos num clube no Rio de Janeiro onde rolava um pagode muito bom , numa destas sextas ela chegou mais Continue lendo Ele simplesmente ama ser um corno assumido…

Página 4 de 79« Primeira...23456...102030...Última »