Fui arrombado por 3 pedreiros brutos

Vou relatar o que aconteceu comigo no começo deste ano, mas primeiro para me apresentar para quem está lendo, me chamo Fabio, tenho 25 anos, sou homossexual mas não assumido publicamente e muito discreto, sou moreno claro, cabelo escuro e olhos castanhos, barba, 1,77 de altura e 77kg malhado de academia.
O que aconteceu comigo foi algo bem inusitado, confesso a vcs que sempre tive a tara e realizei essa tara tão naturalmente, ser fodido por homens rústicos, brutos, desses tipo peão trabalhador parrudão, se for peludo e barbudo mais eu curto. Mas todos sabemos q esse tipo de homem rústico machão é muito hetero pra se interessar por gays, mas descobri q eles tem um ponto fraco e tem tesão em coisas femininas. Digo isso pelo seguinte:

Estava saindo com um cara meio dominador ativo, casado, bissexual, que gostava de me pegar de calcinha, ele ficava insistindo pra eu tomar sol usando a calcinha pra ficar a marca q ele tem muito tesão nisso, e como eu disse sou um gay bem discreto, não sou uma bichinha não topei. Mas até q um dia desses em janeiro tinha um sol bem forte e eu estava de férias em casa sem nada pra fazer, foi então q eu coloquei uma calcinha, passei um bronzeador e me deitei no sol nos fundos da minha casa pra ver se ficava a marquinha. Tinha uma construção ao lado da qual dava pra escutar perfeitamente o barulho dos homens trabalhando, aquilo já me deu um tesão, escutava a voz deles, mas não tinha como eles me verem pq o muro tem uns 2,10 de altura. Foi então q eu percebi q parou os barulhos da obra e continuei com a bunda empinada no sol. Bem distraído me deparei q fazia um tempo q não tinha barulhos e escutei um barulho no muro e cochichos, me virei e me deparei com 3 homens no muro me espiando. Congelei de vergonha e não sabia o q fazer, até q um deles falou: “A gente tava apreciando sua bunda, ainda mais de calcinha, vc é um viado gostoso”, os outros deram risada.
Nesse momento o gelo foi quebrado e eu comecei a me sentir bem, percebi q eles estavam curtindo e talvez me desejando, foi então q eu falei, to pegando um sol aqui, mas não esperava q vcs me vissem, ainda bem q estão curtindo, mas não querem ver mais de perto minha bunda?
Eles cochicharam e decidiram vir, coloquei uma toalha e fui abrir o portão, estava muito nervoso, pq eu pensei o q esses homens vão fazer comigo, com tantos casos de homofobia morri de medo de q me fizessem algum mal. Eles entraram, comprimentei eles um por um e disse pra eles entrarem. O primeiro aparentava ter uns 40 anos, morenão de sol, barba por fazer, camisa aberta mostrando o peito peludo corpão de machão com uma barriga de leve. Outro aparentava ter uns 33, castanho claro com cara de safado e o outro era um loiro de uns 40 e poucos anos tbm bem brutão com cara de mal e barbudo.
Fiquei meio sem jeito com aqueles 3 bruta montes suados e fedidos de suvaco e suor ali e recolhi eles na minha sala, até q derrubei a toalha, já foram pegando na minha bunda, o mais velho me segurou forte pelos braços e falou: Aguenta dar o cu para os 3?
Respondi q sim, me ajoelhei e eles foram tirando os caralhos pra fora, desse tiozão tava bem peludo e com aquele cheiro forte de suor, mas abocanhei aquele caralho sem frescura, ele gemeu na hora, curtiu muito a minha mamada e me elogiava de boca gostosa, foi então q o outro me puxou pelo cabelo e fez eu ir com tudo no caralho dele, esse já era mais bruto, fez eu engasgar, eu forçava pra traz e ele socava contra a minha garganta, foi foda isso, não curto tanta brutalidade, mas tava dando tesão ser vitma daqueles machos imundos ali na minha sala. Foi então q comecei a chupar o terceiro enquanto masturbava os outros dois, os 3 eram dotados, nenhum com pau pequeno, quando me dei conta de q teria q agüentar muita pica e q os machos eram bem brutos fiquei preocupado, fui no quarto pegar camisinha e gel, perguntei quem ia ser o primeiro e eles começaram a brigar pra ver quem ia meter primeiro, foi q eu intercedi dando uma camisinha pra cada um e fui ajudando a colocar enquanto chupava, aí eu me virei pro pau médio do mais coroa e fui indo pra trás devagarinho sentindo aquela dor de começo, até q ele na total brutalidade do nada ele enfiou com tudo até o final, eu gritei e fui pra frente pq doeu muito, eles deram risada e eu implorei pra ele ir devagar no começo, até q ele enfiou novamente com mais jeito dessa vez, consegui sentir o caralho bem no fundo e a dor foi passando até q comecei a rebolar na vara dele e ali ele ficou louco de tesão e começou a bombar com força e os outros já usaram a minha boca, daí foram revesando, o mais pausudo era o mais novo e metia muito, ficaram revesando meu cu até q chegou num ponto q nem estávamos mais usando camisinha, saia um e entrava outro no meu cu e na minha boca, aquele cheiro de suor e suvaco de homem recendia la.
Eles eram muito brutos, me pegavam com força, me xingavam de putinha, de viadinho, e eu ali com o cu ardendo muito, mas agüentando firme pq dava tesão ser a puta daqueles machos estúpidos, sujos, suados e brutos que me davam tapas na bunda e me seguravam com toda força com suas mãos ásperas de macho trabalhador.
Depois de uma meia hora de sexo bruto um deles não agüentou e gozou dentro do meu cu, deu um grito e gozou bem no fundo. Os outros dois mandaram eu ficar de joelhos e chupar mais um pouco e masturba-los pra gozarem na minha boca, chupava um e masturbava o outro enquanto meu cu escorria porra, até q veio um jato de repente direto na minha testa e aqueles jatos não paravam, o cara lavou minha cara com porra, foi no meu olho e começou a arder, nisso o outro me segurou pelo cabelo e colocou o pau jorrando porra na minha boca e ordenou q eu mamasse de leve e engolisse tudo a porra. Senti aquele leite delicioso fluindo da pica direto pra minha boca, terminei de fazer o macho gozar e abri a boca cheia de porra pra ele ver e engoli com gosto em seguida.
Eles já foram se vestindo e me ameaçaram que se eu contasse pra alguém sobre aquilo seria a ultima pessoa q eu contaria na vida. Falei q sou sigiloso e que eles poderiam confiar em mim, deram risada e falaram é bom mesmo viadinho safado, depois de ter dado pra 3 ganhou um troféu de puta do ano. Até mais vadia.
La se foram aqueles três estúpidos sem olhar pra trás, e eu fiquei ali com o cu sangrando e escorrendo porra, os olhos ardendo pq foi porra no olho e a garganta arranhando com gosto de porra. Me senti mal por ter sido tão humilhado, tão usado, mas ao mesmo tempo achei da hora uma aventura alternativa como aquela, acho q nunca mais uma dessa, mas não to arrependido, agora qualquer homem q eu pegar vou pegar sem medo.
Eles agora estão quase terminando a obra, mas eu não procurei mais eles e eles tbm nem olham mais pra mim. Lembro q na hora q me fodiam um deles disse q só estavam me pegando pq uma puta tinha dado o cano neles e estavam afim de meter.
Ou seja, eu fui a puta daqueles três marmanjos brutos por apenas um dia.

One thought on “Fui arrombado por 3 pedreiros brutos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.