Amigos Brincando no Quarto 01

Olá sou Drake, esse é meu primeiro conto e espero que gostem. Sou moreno claro, olhos e cabelos lisos castanhos escuros e um porte atlético em forma, faço vários esportes.
Vamos lá…
Eu tinha na época 26 anos meu amigo uns 20 anos, ele tem 1,60 magrinho uns 50 kg, carinha de anjinho, cabelos lisos e olhos castanhos igual seus cabelos, já somos amigos a algum tempo. Eu tenho costume de viajar sozinho e estava planejando uma viagem para um parque aquático, perto da data um amigo meu acabou terminando com a namorada e resolveu curtir a vida, acabou que resolveu que iria comigo.

Sexo Por Telefone


Chegamos lá na parte da manhã e fomos direto para o parque, pois nossa entrada na pousada só se daria após 12:00. Nos divertimos muito na parte da manhã e na hora do almoço fomos fazer o check-in e almoçar.
Após almoço voltamos a pousada para nos arrumar e voltar ao parque. Arrumando as coisas e conversando surgiu alguns assuntos mais picantes e mais íntimos. Sempre notei ele as vezes me olhando meio diferente, nada que me incomodasse, como praticamos vários esportes, as vezes ele elogiava minhas pernas (realmente elas são bem grossas e fortes, estilo jogador de futebol) dizendo que gostaria de ter pernas como a minha. Percebi que algo o incomodava, ja tinha notado que ele tinha uma vergonha a mais que o normal, como somos amigos e sempre que viajamos não ligo de aparecer de cueca e tal, mas sempre percebi certo desconforto dele, papo vai papo vem ainda no quarto, percebi que o desconforto dele era sobre o tamanho do pau dele, e acabei ficando curioso e perguntei o tamanho, ele meio sem graça refez a pergunta jogando pra mim.
– O seu tem quanto?
– Perguntei primeiro, mas não sei porque do mistério, meu tem 18 cm e o seu?
– Caralho mano tudo isso?
– Sim, porque? isso é grande?
– Claro mano tadinho das minas
– Seu tem quantos então?
– Meu tem só 13 cara.
Percebendo a frustração nele eu falei:
– Relaxa mano as coisas são proporcionais na maioria das vezes
– Como assim?
– Pensa comigo, eu tenho 1,72 com 70 kg e você deve ter 1,60 com 50 kg, ficaria desproporcional um pau de 18 cm, assim como um de 13 cm ficaria desproporcional ao meu tamanho.
– Pensando nesta lógica você está certo.
– Se ficarmos na frente do espelho sem roupa vai perceber que não é tanta a diferença, então desencana mano.
– Mano 18 é muita coisa.
– Rsrs é não cara, quer ver ?
Ficou um segundo em silêncio e falou?
– Ehh, não quero não mano, ta doido.
Dei uma risada e morreu assunto ali.
Nos arrumamos e voltamos ao parque, nos divertimos mas notei ele ainda meio com a pulga atrás da orelha, as vezes falava pra ele:
– 1 real pelo pensamento kkkkk
– Kkkk Nem fudendo
– Mano ainda sobre o assunto lá?
– Não, relaxa mano me deixa, nada haver.
Me senti mal por deixar o guri nesta situação mental, após jantarmos e nos acomodar ficamos trocando ideia com nossas amigas e peguetes no whatsapp, tentando conseguir uns nudes. Então dei a ideia pra ele de mandar um semi nudes para elas para ver se elas caiam na ideia. Ele disse:
– Como assim semi nudes?
– Assim olha, fica só de cueca e coloca o travesseiro em frente, ele tirou a bermuda e ficou de cueca e colocou o travesseiro, peguei cel dele e tirei a foto
– Olha ai, não parece que você está pelado?
– Caramba mano realmente, e mandou a foto pra menina.
Passamos mais um tempo e ganhamos uma foto de calcinha, mas queríamos mais, então eu falei:
– Faz assim, pega uma toalha lá no banheiro e dobra ela fazendo um quadradinho ou só enrola ela como uma bolinha, tira a cueca e coloca so a toalha na frente.
– Tá pera vou lá.
Ele voltou pelado so com a cueca na frente do pau dele e eu tirei a foto, ele mandou para a garota e ganhamos o nudes da menina que tanto almejamos. Eu acabei tirando uma minha também do mesmo jeito só com a toalha cobrindo, mas ninguém viu o pau de ninguém, então já cansados do dia eu e ele fomos dormir para acordar cedo para mais um dia no parque.
Acordei cedo meu pau estava muito, mas muito duro mesmo, estava até doendo de tão duro, olhei na cama ao lado e meu amigo já havia acordão.
– Bom dia, ele me disse
– Bom dia eu respondi
– Nossa você capotou ontem
– Foi mesmo, cansado demais.
Então não sei porque eu falei pra ele:
– Mano meu pau ta muito duro cara olha isso. Levantei o lençol e mostrei o volume do meu samba canção, ele olhou e disse:
– Acordei assim também, não tão grande assim, mas também estava duro.
– Mano ta até doendo.
– Vai lá no banheiro e bate uma ou dá uma mijada que passa.
– Estou com preguiça e se eu mijar agora vou lavar o banheiro todo ou vou ter que mijar deitado na privada.
– KKK verdade.
Rimos da brincadeira então eu falei:
– Mano está com a mão limpa?
– Estou, porque?
Dei aquela risada irônica e percebi que ele não tinha entendido.
– Está mesmo limpinha?
– Esta sim caramba, porque?
– Bate uma pra mim vai?
– Está louco viado?
– Viado não, apenas com tesão. Vai mano o que é uma mão amiga poxa, sou seu amigo maior tempo e não vai cair sua mão ou você vai ser gay só por causa disso e outra só tem a gente aqui, iria ficar entre nos somente. Ele parou pensou um pouco, eu falei:
– Sei que está curioso pra ver meu pau, desde ontem, aproveita a chance, me fala, já viu algum pau além do seu?
– Não
– Então você já mata a curiosidade.
– Você é foda cara
– Larga de frescura e vem logo estou ligado que você quer.
– Maldito para de ler minha mente.
Então ele saiu da cama dele e veio pra minha, olhou pra mim com vergonha e disse:
– Só porque você é meu amigo e sei que não vai contar nada.
– O que acontece aqui fica aqui e não sou louco de contar, pra quê?
– E eu não sou gay, nem sei porque estou fazendo isso, mas estou curioso agora.
– Nem eu mano, só relaxa e finge que hoje pode tudo.
Então ele abaixou minha samba canção, meu pau pulou quase acertando o rosto dele, então ele tirou toda ela, me deixando peladinho na cama, parou um tempo e ficou olhando e disse:
– Caramba mano é grandão e cabeçudo, olha parece um cogumelo e está todo babando.
– É ele baba bastante, não sei porque, mas ele é um babão. Mas nem é tão grande assim.
– Perto do meu é sim.
– Tá, mostra ele aí deixa eu ver
– Ta bom.
Ele tirou a bermuda e ficamos os dois peladinhos na cama, olhei pro pau dele que era bem parecido com o meu só que um pouco menor, cabecinha cogumelo, rosinha. Ele ficou me olhando e olhando pro meu pau aí eu falei:
– Pode pegar mano sente como é.
Ele pegou no meu pau e começou a olhar ele de todos os ângulos, seu pau dava soquinhos de tesão toda vez que apertava meu pau na sua mão, percebi que pau dele também estava babando e falei:
– Parece que o meu não é o único babão aqui, pelo jeito você gostou do meu pau.
– Verdade, meu está babando também, mas confesso que sempre quis ver e pegar no seu pau.
– Serio?
– Sim, não sei porque mano, mas só com você
– Relaxa mano de boa e aproveita
Ele batia uma pra mim bem gostosinho meu pau lambuzava mão dele, então segurei o pau dele e comecei a masturbar ele também, assim que peguei ele na mão ele deu um gemidinho involuntário, após alguns minutos assim, segurei na nuca dele e fui fazendo ele a cara com meu pau, ele resistiu e falou:
– Não mano.
– Vai cara, sei que você quer, coloca ele na boca vai, só um pouquinho, sei que você quer.
– Maldito, sabe o que penso não é possível.
Então ele começou a lamber a pontinha do meu pau circulando a cabecinha e foi colocando ele na boca, até a metade e foi chupando lentamente, nossa que delicia.
– Vai mano tenta por todo na boca.
– Não cabe mano, olha tamanho disso.
– Vai você consegue, vou te ajudar vai, vira pra cá. Ele virou e comecei a passar mão na bundinha dele, ele meio de lado com bumbum meio para cima quase um 69 ele começou a tentar colocar todo meu pau na boca, eu passava mão na cabecinha do pau ele, que estava toda meladinha e passava dedo melado no cuzinho dele. Ele gemia quando eu fazia isso, então comecei a enfiar o dedinho no cuzinho dele, ele gemia com meu pau na boca, e não é que ele engoliu meu pau todinho. Tirou da boca e falou pra mim todo orgulhoso de si:
– Consegui engolir tudinho, que gostoso.
– Isso aí, assim que eu gosto, persistente, vai continua chupando está tão bom
– Serio que está curtindo?
– Claro mano, boquinha mágica a sua.
– Continuo, mas continua fazendo o que você estava fazendo em mim?
– O que? Não fiz nada rsrs e fiz uma carinha irônica.
– Besta
Ele subiu em cima de mim encostou seu pau junto ao meu e ficou com os dois na mão, batendo uma e de vez em quando ficava passando cabecinha do dele na cabecinha do meu.
Virei ele e deitei ele na cama de barriga pra cima agora eu subi em cima dele sentando no seu peito, fiquei passando meu pau nos lábios dele igual batom e quando ele tentava chupar eu tirava e dava um tapa com meu pau no rosto dele e falava:
– Não deixei você chupar
– Maldade mano
Então voltei a passar ele nos lábios dele e quando ele tentava de novo chupar eu batia de novo, deixando-o doido de tesão até que ele implorou.
– Deixa eu chupar por favor
– Não ouvi, fala de novo
– Deixa eu chupar essa rola grande mano, por favor.
Então quando coloquei na boa dele, ele chupou como se não houvesse o amanhã.
Enquanto ele chupava eu coloquei a mão pra trás e lambuzei meu dedo no pau dele e passei na boca dele, percebi que ele levantou a perna permitindo o acesso fácil ao seu bumbum por entre suas pernas, fui lá lambuzar meu dedinho no pau dele e passar no seu cuzinho, quando meu dedo entrava ele gemia e enfiava ainda mais meu pau na boca. Fui descendo e coloque as pernas dele no meu ombro, ele olhando pra mim com tesa o e medo, seu pau todo melado de tesão e o meu todo babado. Passei meu pau no seu cuzinho todo meladinho, ele gemeu baixinho e falou:
– Mano é muito grande.
– Mas você deixa? você quer?
– Mano estou com tesão da porra, me come logo, mas estou com medo, sou virgem mano, só mamãe relou ai
– Relaxa mano, você confia em mim?
– Confio
– Vou bem devagarinho se doer eu paro
– Blz, demorou.
Lambuzei bem ele com meu pau dando pinceladas pra cima e para baixo fazendo ele gemer baixinho, pau dele escorria de tesão na sua barriga. Então coloquei a cabecinha nele, ele gemeu, esperei um pouco pra ele se acostumar, tirava de novo, lambuzava mais e colocava mais um centímetro e esperava mais um tempinho, até que ele estava todinho lá dentro, olhei pra ele e falei:
– Viu está todinho lá dentro
– Está mesmo e nem doeu tanto mano você é foda veio.
Comecei o vai e vem bem suave, ele gemia e isso me deixava mais excitado ainda, eu parava um pouco pra ele respirar e batia uma pra ele. Continuei o vai e vem segurando ele pela cintura, ele aperta meu pau e começa a gozar na sua barriga peito e vai até na cara dele, gemendo mais alto, não me aguentei o aperto e comecei a gozar dentro dele todinho enchendo ele de porra, ficamos ali parado por algum tempo assimilando as coisas, então tirei meu pau e vi minha porra escorrendo, adorei ver isso e falei:
– Nossa cara isso foi bom
– Nem me fala mano, cara gozei muito mano
– Mas você curtiu?
– Mano arrisco dizer uma coisa, mas só entre a gente, melhor sexo que já fiz.
– Nossa que bom que gostou, sinal que fiz bem.
– Você foi incrível.
– Bora pro banho que temos que ir ao parque ainda mano
Fomos tomar banho.
O que aconteceu no banho e depois do parque fica pra outro conto, se você gostou e quiser saber o que mais rolou deixa uma mensagem.

Disk Sexo

11 thoughts on “Amigos Brincando no Quarto 01

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *