Tesão incontrolável

Me chamo Angelina, tenho 1,70 m, 70kg, bunda grande, seios fartos, cabelos coloridos e pele morena, após alguns meses sem fazer sexo, comecei a me queixar depois de algumas cervejas a o atendente da venda de bebidas, moro em uma cidade pequena, onde os homens não sabem chegar em uma mulher, e eu sempre tive o fogo de cinco mulheres cheias de tesão, não estava aguentando mais, quase pedindo por favor pra alguém me comer e os calouros não tinham coragem de chegar, com minha reclamação piorando, e ficando cada vêz mais explícita, os clientes foram saindo e o atendente perguntou algumas vezes se eu não queria entrar pra onde ele estava (um gradeado com cadeado nos separava) e eu achei uma graça pelo horário imaginei que ele estivesse preocupado, mas neguei, até que em um momento pedi outra

Sexo Por Telefone

cerveja e ele trouxe, mas ao entregar me puxou contra a grade e ficou me acariciado e segurando minha cintura ao mesmo tempo, eu já estava a meses sem sexo fiquei excitada no mesmo momento, quando ele me beijou o pau dele começou a ficar ereto e eu nunca tinha visto algo tão grande assim, depois de alguns beijos e sustos, percebemos as câmeras do local, eu já não me importava mais, ele novamente me chamou pra entrar, dessa vez obteve sucesso, me levou ao estoque de bebidas e começamos uma pegação mais forte, no momento que ele tirou aquele pau enorme da calça eu não me contive e caí de boca, ele me segurou pelo cabelo e foi dando as coordenadas de como queria, foi tão bom que nem percebemos as câmeras, quando ele tinha terminado de gozar veio a observação das câmeras então ele me puxou ainda

mais para dentro, me pegando com força, abriu minha camisa social com uma sede que acabei perdendo alguns botões, enquanto eu pedia calma, parecia que mais vontade ele tinha, me agarrou pelo cabelo e me chamando de égua começou a me amarrar, falando sobre minhas reclamações e que ele iria me mostrar o que um homem de verdade faz com uma mulher como eu, me amarrou as maos e os pés de forma que eu fiquei de quatro, e sem aviso nenhum me penetrou, eu

gritei de dor no primeiro instante, mas aquilo me deixou tão excitada, ser dominada por um macho de verdade que nem mesmo liguei pra violência, e até gostei da forma que ele me tratou, cada estacada que ele dava eu ia a outro mundo de dor e prazer, ele me tratava como uma égua vadia, e eu acabei gostando de tudo isso, quando senti o gozo quente dele entre minhas pernas me ví sem controle, estava totalmente entregue a um cretino que nem conhecia, mas, também não conhecia esse meu lado submissa, espero ver ele mais vezes.

Disk Sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *