Sexo na Madrugada

Opa, como esse é meu primeiro conto aqui, irei me apresentar, tenho 28 anos, sou moreno, 1,75 de altura, cabelo pretos, olhos castanhos escuro, magro, meio definido. O que vou contar aconteceu nessa madrugada de 12/11/18, tem uma amiga, daquelas muito boa, que nos damos muito bem, e há alguns meses nós demos um passo a mais e começamos a ficar, antes mais esporádico e hoje até com mais frequência, ela era amiga da minha ex-namorada, então já imaginem o que isso causou rsrs, bem ela tem 18 anos, quase 1,60 de altura, magrinha, uma cintura bem fininha, uma bunda que me deixa doido, com um cabelo grandão que é para matar qualquer um.

Sexo Por Telefone

Estávamos meio estressados um com o outro, já tinha quase duas semanas que não nos víamos, ontem chamei ela para ir lá para casa e ela acabou aceitando, chegou em casa por volta de umas 18h, estava deitado no chão da sala, e meu irmão no sofá ao lado, ela chegou e ficamos assistindo série deitados abraçados, MAS é claro que não ia ficar só assim, eu ficava passando a mão nela, tentando provocar, passando a mão nos seios, depois apertando a bunda dela e passando a mão por cima do shortinho de malha que ela estava, fazendo questão de passar por sobre o clitóris dela só para poder acender a chama, e meus caros, essa mulher tem um fogo, que me faz ficar doido d+!! Mas infelizmente só ficamos nisso. Por volta de umas 23h vomos deitar, para dormir.

Parecia que seria tudo muito tranquilo, mas lá pelas 03h da manhã, não sei ao certo quem acordou quem, só lembro de já estar de pau duro e ela alisando minhas costas com aquelas unhas e passando a mão no meu pau, e claro que eu não iria deixar que ela não tivesse sua compensação por me fazer ficar tão excitado, então coloquei a calcinha dela de lado e comecei a passar o dedo naquela bucetinha linda e gostosa dela, ia passando o dedo, fazendo movimentos de entrada e saída e me concentrando no clitóris dela, a essa altura ela já tinha tirado meu short e minha cueca liberando meu pau que ela punhetava com muita força, cada vez que eu aumentava o ritmo no clitóris dela, mais ela gemia e mais batia uma punheta para mim, isso foi ficando cada vem melhor, e me dando mais tesão e eu querendo dar mais tesão para ela, então eu tirei o sutiã dela para poder chupar aqueles peitinhos maravilhosos e tirei minha roupa e a roupa dela, e cara, ela me faz ficar doido gemendo daquele jeito enquanto eu chupava os peitos dela e estimulava a bucetinha dela com um dedo, e fazia movimentos circulares com outro dedo na bundinha dela, cada gemido dela era uma vontade a mais de meter meu pau com toda força naquela bucetinha, e foi assim até eu não aguentar mais, então peguei a camisinha, coloquei no meu pau, e ali, nós dois de frente um com o outro deitados de lado na penumbra da madrugada, com aquele feixe de luz vindo da janela eu comecei a encaixar meu pau todo melado de tanto tesão naquela bucetinha toda molhadinha dela, e foi encaixando e ela gemendo enquanto meu pau ia entrando, e eu gemendo de tesão por estar com aquela mulher gostosa comigo. Cada metida, era um gemido dela, só que eu sei que ela gosta com força, e naquela posição eu não conseguia meter com tanta força, então virei ela para ficarmos em posição frango assado, e comecei a meter com muita força naquela bucetinha, e cara, ela gemia d+, cravando aquelas unhas nas minhas costas, e eu pedindo para ela cravar com mais força, e ela com medo de me machucar, e eu com medo de machucá-la, mas o tesão estava a mil, meti muito nela daquele jeito e aí ela vem no meu ouvido e fala com aquela voz cheia de tesão “Calma”, aiin, quase gozei, mas dei uma reduzida e mudamos de posição, eu deitei e ela veio por cima de mim, ela cavalga como nunca ninguém tinha feito comigo, e rebola aquela bunda muito gostoso no meu pau, e foi isso que ela fez, ela cavalgou muito gostoso, fui no ouvido dela e falei “Cara, assim você me deixa doido” e ela com a voz embargada de tesão me responde “Essa é minha intenção”, quase gozei mais uma vez quando ela me falou isso, e ficamos ali, ela cavalgando gostoso no meu pau e quando ela parava porque cansava, eu continuava metendo, mas depois que ela veio no meu ouvido e pediu com uma voz tão safada “goza para mim, vai!”, quando ela disse isso não vi a hora que a virei de volta, coloquei as pernas dela nos meus ombros e meti com muita força, e com muito tesão, ficamos naquela posição por alguns minutos, eu metendo forte gemendo, e ela gemendo d+, o que ainda me dava mais força para continuar metendo nela, até que anunciei que ia gozar, e meti ainda com mais força, e gozei, gozei muito, gozei com muito tesão, e fiquei ali um tempinho tentando recuperar minhas forças, tirei as penas dela dos meu ombros, deitei ao lado dela, ela deitou sobre meu peito toda suada e ofegante e me disse que eu tinha dado um cansaço nela, que ela tinha gozado duas vezes, e eu todo ofegante, cansado fiquei ali com aquela linda mulher sobre meu peito, com um gostinho de quero mais, mas sem forças momentâneas para isso, dormimos de exaustão, e isso já eram mais de 4h30 da manhã, com o risto de ter acordado os outros morados da casa com o barulho de tesão que fizemos, mas que valeu a pena cada segundo.

Fico com tesão agora só de lembrar.

Disk Sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *