Perdendo meu Cabaço para um Personal Dotado

Comecei a dar tarde ja tinha 46 anos hoje tenho 54 anos. Sempre senti tesao em homens mas dificil assumir isso na nossa sociedade. Ficava nos pegas e sarros com outros meninos mas nunca penetracao. Minha primeira vez aconteceu sem nada combinado. Eu ja estava separado e faziam dois meses resolvi comprar dois consolos um pequeno e um grande e comecei a usa-los antes de partir para um pau de verdade. Fiz uma viagem para um hotel 5 estrelas spa no interior de SP. Era um encontro de trabalho onde todo grupo de trabalho( umas 40 pessoas de varios estados ). Anualmente fazíamos essa reuniao com atividades internas e externas( praticas de rafting, tirolesa, etc ) e a empresa sempre contratava consultores que nos ajudavam nas atividades. Ficávamos sempre em qtos duplos para aumentar a amizade. Dessa vez incrivelmente me colocaram no mesmo qto com um dos consultores( era um cara negro muito bonito na epoca uns 10 anos mais jovem que eu e personal com um físico de dar inveja ). Como era ambiente de trabalho qdo fiz a viagem nem pensava em fazer algo por la ate porque queria perder meu cabaço num ambiente que nao fosse o de trabalho.

No primeiro dia havia um respeito pois pouco conheciamos um do outro entao dentro do qto so ficavamos de cueca na frente do outro. Mas aquele Deus Negro era dificil nao ser notado principalmente qdo ele ficava de cueca branca boxer. Eu como tenho saco grande( rs.. ) prefiro usar cuecas sleep de modal que marcam bem minha bunda( branquinha lisinha natural grande de 108cm bem arrebitada ).Houve aquelas trocas de olhares mas num ambiente de trabalho procurava pensar em outra coisa. No segundo dia ficamos mais amigos e trocamos muitas ideias e percebi que ele ficou mais amavel e com uma tremenda cara de sacana.No segundo dia depois de voltarmos das atividades fomos tomar banho antes de jantar, ele foi primeiro e eu fiquei de cueca aguardando minha vez. Qdo ele saiu do banheiro como sempre saiu de cueca mas percebia que por baixo o volume era grande bastante estava de lado e parecia bem duro. Aquilo me excitou e sai rapido para o banheiro mas claro que ele percebeu e qdo passei por ao lado ele fez questao de virar a cabeça para olhar minha bunda.Tomei um banho frio mas tava dificil baixar aquele tesao. Saimos pra jantar e percebi que ele ficou introspectivo e quase nao falou. Eram umas 22:00 eu disse que estava cansado e iria dormir e ele disse que tambem ia. Fomos ate nosso qto chale( era um hotel fazenda )e nao trocamos nenhuma ideia, estava um clima diferente, eu logo pensei que eu nao iria tomar nenhuma iniciativa mas o tesao era grande e nem sabia o que ele curtia. Chegamos e ele disse que iria tomar outro banho, eu achei estranho mas como era mes de novembro que estava muito calor eu nao liguei muito. Mas a cena dele saindo de pau duro por baixo da cueca ficou na minha cabeca e um tesao me invadiu inteiro so de pensar ele saindo igual. Passou poucos minutos e ele saiu do banheiro mas para meu delirio saiu peladinho, alias peladao, rs… se enxugando numa toalha que mostrava claramente um pau enorme( depois confirmei que tinha 22 cm ) e ereto que chegava a ficar de pe. Ele se enxugava e me encarava. Eu claro que meu pau acordou na hora e tentei disfarcar, olhava para o lado, so faltava assobiar mas tava dificil, qdo ele veio entre nossas camas acabar de se enxugar e aquele pauzao balançava espirrando agua e quase me tocando tava dificil aguentar. Eu pensei eu era virgem, estava numa ambiente de trabalho uma mistura de tesao e medo e meu consolo maior tinha 18cm como iria aguentar aquela tora. Ele finalmente acabou de se enxugar atirou a toalha ficou com o pauzao apontado pra mim me encarando, nao precisamos trocar uma palavra sequer, eu nao aguentei e o tesao venceu o medo. Eu agarrei o pauzao e logo ele ja tentou socar a tora na minha boca( o cara estava super entesado mais do que eu, rs..), eu fechava fingindo que nao queria mas em segundos abri minha boca no que ele ja comecou a socar e comecou a se punhetar usando minha boca eu perdia a respiracao e ele dava um tempo mas logo voltava a socar eu estava adorando me sentir possuido daquele jeito e literalmente chupava como se fosse um picole e sentia a rola dele cada vez mais dura na minha boca no que ele falou as primeiras palavras, nao estou aguentando quero te comer antes de gozar, eu assustei tirei minha boca e tb disse as primeiras palavras eu sou virgem.Ele respondeu com aquelas palavras conhecidas tipo se machucar eu coloco so a cabecinha, se vc nao gostar deixo vc so me chupar ai fui me entregando. Ele me colocou de bruços na cama tirou minha cueca e disse nossa que delicia de bunda dando um tapinha junto e eu claro dei uma gemidinha mostrando que tinha gostado. ai ele começou a me dar um banho de lingua ele passava a lingua desde minha nuca ate meus pes e que lingua ele tinha. Qdo chegou na minha bunda ele lambia mordiscava dava tapinhas e falava nossa que gostosa. Ai ele abriu minhas pernas e eu olhei pra tras e fechei e ele logo disse calma nao vou te machucar. Ele me seduziu e me senti incapaz de me segurar e fui me entregando, ele começou a chupar meu cuzinho lambia chupava e enfiava a lingua, eu jamais havia sentido um prazer tao grande numa preliminar eu abri minhas pernas e piscava meu cuzinho como pedindo mais, gemia alto parecendo uma putinha. Depois dele deixar meu cuzinho bem molhado e eu pedindo que queria algo mais duro ele foi se sentar na cama recostado segurou o pau pra cima e disse agora vem sentar putinha branca, ele estava tao convicto que me comeria que ja tinha uma camisinha e encheu de gel o pau qdo me preparava pra sentar ele lambuzou meu cuzinho de gel e eu sabia pois qdo usava meu consolo enchia de gel tambem.Eu aos poucos fui sentando naquele pauzao e ele dizia calma devagar putinha, eu tava louco pra sentir ela dentro de mim. Ele separava minhas nadegas pra facilitar e eu rebolava tb e ele falava isso rebola devagar. Ele foi super carinhoso em nenhum momento tentou socar. Eu sentia entrar um pouquinho e queimava e eu tirava, depois de algumas tentativas eu senti que a cabecorra dele tinha entrado toda e eu chorei tentei tirar e ele me segurou e disse calma que vai passar a dor, fiquei uns segundos e a dor foi passando.ai ele ja dava ordens e dizia agora rebola bem devagar e deixa ele deslizar nesse cuzinho. Eu comecei a sentir um tesao que jamais tinha sentido e comecei a cavalgar com mais forca e ele falava isso cavalga putinha branca, sabia que vc queria rola. Qto mais ele me xingava mais eu sentia tesao. Depois de poucos segundos senti que aquela vara tinha me penetrado quase toda e a dor havia passado. Ele ja metia de baixo pra cima com vontade me chamava de puta branca, metia e falava nossa que cuzinho macio delicioso. Depois de uns 3 minutos cavalgando eu disse ai acho que vou gozar meu macho, e ele urrou isso minha puta goza que vou gozar tambem, qdo senti aquela vara inchar dentro do meu rabo eu comecei a gozar em cima dele sem por a mao no meu pau e ele tambem comecou a gozar junto, ele me segurou pela cintura nao me deixou mais mexer e encheu a camisinha de porra. Gozamos ficamos ali quase um minuto esperando a vara dele amolecer. Depois ele me comeu por tres dias seguidos pelo menos 3 vezes por dia dizia que minha bunda era mais gostosa que da mulher dele e cu muito mais macio e que nunca havia comido um cu tao guloso. Depois conto a continuacao.

Posted in Gay

One thought on “Perdendo meu Cabaço para um Personal Dotado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.