Tirando a virgindade da minha cunhada inocente

Olá,estou chegando pela primeira vez para escrever,mas eu sempre leio vários contos eróticos, principalmente os que são enviados por mulheres,podem me chamar de JPC,sou casado e vou contar como tirei a virgindade da minha cunhada.Ela é muito gostosa,pois apesar de ser baixinha,tem um corpinho moreninho,umas coxas deliciosas e os peitinhos médios e bem durinhos.Ela é bem mais nova que minha esposa pois é a casulinha da família,sou seu padrinho e por isso eu sempre a pegava no colo e fazia carinhos,dava beijinhos e a abraçava, mas tudo isso não passava de carinhos de padrinho, mas sempre me deixava de pau duro,dai eu tirava uma esporrada e voltava ao normal.Passou muito tempo e ela cresceu, seus pais se mudaram para mais longe e isso acabou.Algumas

Sexo Por Telefone

vezes vou com minha esposa em sua casa e a vejo sempre de uma forma de me dar tesão,as vezes de toalha saindo do banho,outras vezes de saia curtinha e dessa forma eu fico sempre com tesão por ela mas nunca dava uma oportunidade mais fácil de acontecer alguma coisa.Num domingo desses como ela ia sair para passear,deixou a sua mãe em minha casa pois ela é doente e não pode ficar sozinha,e nesse dia minha esposa iria tomar conta dela o dia todo.Como elas não combinaram como seria a volta,minha esposa pensou que sua mãe ficaria lá em casa até segunda feira de manhã.Lá pelas cinco da tarde arrumou e chamou minha sogra para irem a igreja,e saíram.Não demorou uns vinte minutos minha cunhada chegou para buscar a sua mãe,chamou no portão fui ver era ela,entrou e perguntou da sua mãe e da sua irmã eu disse que tinham ido a igreja mas não iam demorar.Ela então emtrou para esperar,eu estava bem a vontade,domingo a tarde,sem camisa,com uma bermuda de brinho não muito dura e sem cuecas,como sempre fico em casa só uso mesmo para o trabalho e para sair de casa,vendo como ela estava de saia jeans,bem curtinha e uma blusa com decote bem ousado e sem sutiã,meu pau subiu e eu tentava me disfarçar,mas acho que ela acabara percebendo,entramos,fomos até a cozinha,ela me perguntou se tinha janta eu disse que não,pois não havia sobrado nada do almoço e não acostumavámos jantar.Então como ela disse que estava com fome,procurei um suco na geladeira e uns biscoitos,mas para quem tinha fome ja poderia aliviar,sentamos ali na mesa,enqunto ela comia eu olhava o seu decote e imaginava o que poderia fazer com meu pinto duro.Ela acabou de comer e começou a reclamar do passeio que não tinha sido o que ela esperava e que seu namorado tinha lhe aborrecido e por isso o passeio tinha terminado mais sedo.Nisso deu oportunidade para que eu pegasse sua mão e ficasse ali dando um pouco de consolo,a abracei e fiquei passando as mãos nos seus braços e nas suas costas,e com isso meu pau duro estava encostado na sua barriguinha e dava aqueles pulinhos e ela sentia ele biliscando e foi amocecendo o seu corpo,perguntei um pouco sobre como era o seu namorado,e até cheguei a perguntar se eles ja haviam transado,ela disse que não,e era isso que as vezes a deixava mais aborrecida,pois não conseguia nada com ele,sempre que planejavam dava tudo errado,como aconteceu naquele dia e ela disse todas as minhas amigas da minha idade e até mais novas ja haviam transado e ela nunca e dizia mais, nem sei muito sobre isto,só conheço homem pelado nas revistas e isso ia me apertando o tesão,eu disse não se preocupa vai chegar a sua vez e tenho certeza que será bem melhor que você espera,com isso saimos dali da cosinha onde estavámos de pé ja bem abraçados e a levei para o quarto,sentamos e a sentei no meu colo e não aguentando mais de tesão disse como você disse que só viu homem pelado nas revistas, se você quiser ver de verdade eu posso lhe mostrar se é que tem vontade de ver de verdade,afinal você ja é uma mulher,ela disse que queria sim,mas que eu não me importasse com sua reação pois era a sua primeira vez, tirei minha bermuda e pedi que ela ficasse tranquila e olhasse bem a vontade,pois meu corpo era todo seu naquele momento,meu pinto estava todo melado e quase gozando.Ela olhava e adimirava e dizia que estava muito feliz com aquilo, que eu havia salvado o seu dia,comecei a lhe esplicar como funcionava o sexo de verdade,diisse que o homem tem o pinto aquilo que ela estava vendo e até pegando,a mulher tem a buceta e ela deveria ter uma muito linda e quando o homem toca uma mulher como era o caso,o pinto fica duro como está e a mulher normalmente fica molhada para que o pinto tenha facilidade de entrar.Perguntei se estava molhada ela disse que estava descendo até nas pernas e nunca tinha sentido isso.Pedi então que tirasse a roupa que eu iria ver e explicar mais,ela então tirou a blusa e tinha uns peitinhos tão lindos que tive que cair de boca imediatamente,dei umas chupadinhas e ela ia nas nuvens,dei um beijo na sua boca enquanto minhas mãos descia na sua bundinha e tirava a sua pequena saia jeans, nisso ela ja se encontrava só de calcinha branca que estava toda molhadinha mesmo,a deitei na cama e tirei aquela calcinha molhada e enfiei a lingua naquele grelinho vermelhinho e apertadinho,não demorou ela soutou um gemido e me molhou todinho com o seu primeiro gozo,e chupei até ela gozar várias vezes até que eu não aguentei depois dela chupar bastante o meu pinto dei uma gozada na sua boca que a molhou o queixo e os seus lindos peitinhos.Tivemos que parar pois minha esposa ja poderia estar chegando com sua mãe,não a comi naquele dia mas depois eu conto mais do que aconteceu depois …espero que curtam e votem no meu conto e se quizer mais pode me encontrar.
beijos e até breve!

Disk Sexo

3 thoughts on “Tirando a virgindade da minha cunhada inocente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *