Noite de apagão com a madrasta

Olá leitores, venho com mais um conto real que se iniciou faz alguns anos.
De início de 2016 em quanto decidi me mudar para casa de meu pai, a pedido dele, pois suas duas lojas precisavam de mais cuidados e de alguem mais próximo tomando de conta aqui mesmo em Curitiba, a pedido dele, sai do Rio e voltei pra casa, pedi transferência do trabalho pra cá.
Chegando em um domingo, tudo certo meu pai estava em casa, sua mulher com quem casou em 2011, não estava em casa, a vi poucas vezes, duas vezes que ele apresentou aos filhos, no casamento e em uma virada de ano em familia, nunca tinha posto os olhos.

Sexo Por Telefone


Cheguei cansado, fui ao meu quarto que ainda estava tudo em ordem desde quando sai de casa.
Marcela é bem mais nova que meu pai, meu pai tem 58 anos, ela tem 39, ela tinha chegado da academia quando acordei mais a noite, nunca tinha visto ela com roupa colada, me fiz desentendido e preferi nao olhar, para não ficar tão na cara, pois nunca havia notado sua barriga negativa e o corpo escultural que ela tinha, revelando o motivo de meu pai ter casado com ela, além dos olhos azuis, seios grandes e seus 1,75 de altura.

O tempo passou e tudo certo, trabalho das 7 às 14, no resto da tarde ficava colocando as coisas em ordem para meu pai nas lojas, e assim foram por semanas, até meu pai recebe um projeto grande em Santos, ele é engenheiro cívil e precisa ir até Santos, sem data marcada de volta, ficamos somente eu e Marcela em casa, no segundo dia sozinhos na janta eu estava pegando algo na geladeira, e percebo o olhar dela para mim, percebendo que eu estava sem cueca, eu desconcertado abro mais a geladeira e pergunto se ela queria alguma coisa, ela pra desfarçar pede água.

Desde esse dia notei a malícia dela, deve ser pq eu olho seco nos seios e na sua bunda sem me preocupar se ela está me olhando tbm.
Era um sábado ela tinha saído com umas amigas, chegaram umas meia noite, ouvi as gargalhadas e resolvi descer as escadas e ver o que acontecia, dei boa noite, e fui beber água, uma de suas duas amigas, fala “baixinho”, mas elas ja estavam um pouco altas, “ta sozinha, aproveita esse gato”, e Marcela diz: “ta louca” e riram, e fui ao meu quarto e dormir, acordo tudo escuro, foi embora luz, olho no celular e sao 3 e pouco da manhã. É uma noite fria em Curitiba, continuo deitado e nada da luz voltar, ouço bater na porta, é Marcela, perguntando se podia entrar, pois ela tinha acabado de ir deitar, e seu quarto estava um gelo perguntou se podia dormir ali, pois meu aquecedor ja estava ligado desde o inicio da noite, imaginou que estaria mais quente, e era verdade, ela se senta na cadeira da comoda e começa a conversar e deito na cama, depois de algum tempo o assunto acaba e ela me olha e diz, “vou deitar ai ctg” eu imaginei que fosse simplesmente deitar e dormir, talvez sem maldade ela alem de deitar colada cmg ela fica sob a mesma coberta que eu, eu fico estaginado

com aquilo e fico imóvel, com o silêncio dou uma apagada, e talvez por extinto ou em um movimento natural eu viro para ela passo o braço por cima dela e ficamos de conxinha, meio sonolento percebo o que estou fazendo e devagar me viro e e tiro meu braço, imaginando que ela estivesse dormindo respiro aliviado, mas ouço ela dizer, “volta aqui, estava tão bom”, e sem ter o que fazer voltei a posição de antes e ficamos mais colados e ficamos assim alguns minutos e ela percebe minha ereção, ela olha pra tras sutilmente e se ajeita ainda mais colada cmg, chega aquela hora que o homem não consegue mais controlar a ereção e ela rebola mais uma vez, sem eu perceber ela tira seu traje de dormir e percebo ela nua, e eu

imediatamente tirei minha samba canção, e ficamos em um encaixe perfeito ela diz, “encaixamos certinho” eu disse que sim, eu pego e sua cintura e beijo seu pescoço ela geme alto, percebo seu ponto fraco, e fico fazendo isso, ela ficou tão molhada que escorria pela perna, e em um unico movimento introduzo meu pau e ela se treme toda e grita alto, disse que nunca havia gozado so de penetrar, e pediu pra que nao parasse, ficamos transando até o amanhecer, ficamos assim por 3 semanas, ate meu pai retornar, na primeira noite em que meu pai tinha chegado ela vem nua ao meu quarto de madrugada, e diz que vem fazer o que fará por muitas noites, e estamos tendo esse caso desde então.

Disk Sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *