Dando a buceta para o montador de móveis

Ola! meu nome é rafaela, tenho 20 anos, sou morena clara, 1,71m, 63 kg. cabelos pretos e longos, seios médios, bumbum grande e uma xaninha que todos adoram. o que vou contar pra vcs aconteceu a dois dias atras. era bem cedo quando a campainha tocou e uma voz grossa do outro lado se anunciou como o montador, abri o portão e pedi pra que entrasse. fiquei o esperando na sala, eu estava vestindo uma camisola e um robe, ele bateu na porta e em seguida abriu, ele era moreno claro, uns 1,90, forte, mais ou menos uns 50 anos, cabelos castanhos ja com um tanto de fios brancos, muito bonito. pedi para me acompanhar e o levei ate a cosinha pra lhe mostrar onde estavam as caixas e onde era pra ser montado o armario. perguntei se não tinha um ajudante e ele me disse que o cara furou com ele mas nao teria problema pois ele conseguia montar sozinho. fui pro meu quarto e comecei a maliciar com aquele homem que era uma delicia, então resolvi me exibir pra me divertir um pouco. tirei a calcinha, coloquei um vestidinho branco sem alças e bem curtinho, por ser de malha sobe enquando eu ando, arrumei meus cabelos e passei um batom claro, só pra dar um brilho nos labios. fui ate a cozinha e ele estava já havia começado, disse que iria fazer um café e fui rebolando em direção a pia, coloquei a agua pra ferver, lavei a garrafa e pelo reflexo da geladeira vi que ele nao tirava os olhos de mim, nessa hora o vestido ja tinha subido um pouco e ja estava mostrando o começo do meu bumbum, entao resolvi deixar algo cair pra mostrar minha xana pra ele, peguei a caixa e coador e derrubei, virei a bunda na direção dele afasteia as pernas e sem flexionar os joelhos me abaixei, na hora ouvi um barulho de algo caindo, me levante e virei e vi que ele havia deixado uma ferramenta cair. continuei a fazer o cafe e levei uma xicara pra ele, sentei de frente pra ele e comecei a puxar assunto, olhei pra calça dele e pelo volume vi que estava com o pau duro, entao abri um pouco as pernas e continuei conversando, ele nao tirava os olhos da minha buceta, e eu ja estava toda molhada, o que era pra ser só uma brincadeira estava me dando muita vontade de dar pra aquele homem, entao resolvi oferecer minha ajuda pra ele e logo aceitou. me pediu pra segurar uma das parte pra ele parafusar na parede, me virei e dei uma leve abaixada no vestido para que quando eu levantasse meus braços pra segurar o armario um dos bicos meus seios ficassem a mostra. e deu certinho mas ele veio por tras e se encostou em mim, senti o volume daquele pau e me mexi pra mostrar que percebi, ele estava com a respiração ofegante e me pediu para subir na cadeira pois nao estava dando altura. continuei segurando o armario enquanto ele pegava a cadeira pra mim, ele colocou a cadeira na minha frente e quando olhou pra mim viu o meu seio, como sempre fingi que nada estava acontecendo, ele se posicionou de frente pra mim e segurou o armario pra eu subir, me curvei um pouco na hora de subir pro meu vestido subir mais um pouco e subi na cadeira passando meus seios pertinho do rosto dele e peguei o armario, depois de subir na cadeira o vestido deixou o resto do meu seio escapar e com certeza a parte de baixo ja estava na altura da minha cintura, mas eu nao podia olhar pois ele iria ver que eu sabia o que estava acontecendo. ele voltou pra tras, se encostou bem em mim e enquanto parafusava o armario me me fazia elogios, logo que se afastou de mim senti uma respiração no meu bumbum, na hora estremeci toda e me desequilibrei, ele me segurou pela cintura e me colocou no chao, nossos corpos estava colados e nessas horas meu vestido ja estava enrolado na minha barriga. ele me olhou no olhos e disse que não estava mais aguentando, me pegou no colo, me colocou em cima da mesa, começou a me beijar e mordicar o pescoço, foi descendo pros meus seios, ele sugava com muita vontade, colocava o que pudesse dos meus seios na boca, e logo continuou a descer pela minha barriga ate que chegou na minha xaninha. ninguem nunca me chupou tão gostoso como aquele homem, ele envolvia meu grelo com os labios e fazia movimentos circulares com a lingua, mordiscava, enfiava a lingua na minha grutinha e no meu cuzinho, me fez gozar varias vezes. me levantei e tirei a roupa dele, ele devia ter uns 23 cm de pau, não muito grosso, mas uma cabeça grande e vermelhinha, fiz a melhor chupeta da minha vida, nunca tinha visto um pau tão bonito como aquele, depois de uns 10 minutos, com o pau dele todo atolado na minha garganta, senti uma contração e ele anunciou o gozo, que delicia aquele caldo quantinho escorrendo na minha garganta. ele me colocou na mesa de novo e me beijou, explorava a minha boca toda com a lingua, e logo senti o pau dele duro forçando a entrada da minha xaninha, ele foi devagarzinho ate que alcançou o fundo da minha xaninha, o pau dele era tao grande que deve ter ficado uns 5 cm pra fora, rebolei bastante pra minha xaninha acostumar e ele começou a bombar forte, logo o pau ja entrava todo em mim e sentia as bolas batendo no meu cuzinho, perdi a conta de quantas vezes gozei. ele me pediu pra ficar de costas por que queria me fuder puxando os meus cabelos, obedeci na hora e ele voltou a me fuder, me chamava de cachorra gostosa, putinha, vagabunda, entre outras coisas e isso me deixava cada vez com mais tesão, ele batia no meu bumbum e mordia minhas costas. depois de algum tempo pedi pra ele comer meu cuzinho, ele se sentou em uma cadeira e fiquei de frente pra ele, posicionei o pau e sentei devagar ate entrar tudo, fiquei um pouco parada por causa da dor e comecei a rebolar, me acostumei com aquele pau imenso no meu rabo e comecei a descer e subir, enquanto isso ele chupava meus seios, me beijava, me batia na cara, e com uma das mãos massagiava me clitoris, anunciei meu gozo e acho que com as minhas contraçoes ele gozou comigo. depois da ultima gozada perdi minhas forças e fiquei ali no colo dele, enquanto ele acariciava as minhas costas e beijava meu pescoço, ficamos um pouco ali e fomos tomar banho. no primeiro momento ele me tratou feito uma puta mas agora me tratava com muito carinho, lavou meus cabelos, me ensaboou, enquanto me enchia de beijos, logo seu penis deu sinal novamente, ele me pegou no colo com as pernas abertas me encostou na parede e trasamos por uns 30 minutos. terminamos o banho, me levou pra minha cama e foi terminar de montar o armario, quando terminou foi ao meu quarto pra se despedir mas pedi pra se deitar um pouco comigo. ele tirou a calça, se deitou e depois de mais uma transa dormimos um pouco, no começo da tarde disse que tinha que ir pois tinha algumas montagens a fazer. o levei ate a porta, trocamos telefone, ele me disse que adorou transar comigo, disse que me queria outras varias vezes e confessou que tambem é casado, nos despedimos com um beijo e entrei. ele me ligou no fim do dia e hoje de manha disse que esta morrendo de saudades e vem me visitar o mais rapido possivel, estou ansiosa pra ter aquela delicia novamente. espero que tenham gostado, bjs!

Sexo Por Telefone
Disk Sexo

4 thoughts on “Dando a buceta para o montador de móveis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *