Mulher de bebado não tem dono

Um dia bebi um pouco demais em um jantar e tive que ser levado para casa por um colega, o cidadão e a minha esposa me levaram para dentro de casa e me colocaram na cama, não demorou muito pra minha esposa começar a falar que ja estava cheia de todas as festas eu beber os dois sentaram-se e começaram a conversar do meu lado, fingi que estava dormindo pra ver oque dava, ela começou a chorar e ele lhe abraçou para conforta-lá, nisso ele sentiu os peitinhos dela e apertou mais ele perguntou se não tinha perigo de eu acordar, ela disse que não que quando eu dormia bebado só acordava noutro dia. ele começou a elogia-lá e beijou seu pescoço, ela arrepiou-se e olhou para mim pra ter certeza que eu estava mesmo dormindo então pegou a mão dele e colocou em seu peitinho ele sem cerimonia curvou-se e começou a chupá-lo, não demorou pra ele começar a tirar calça dela, ele falou no ouvido dela “vou encher essa bunda de tapa e essa xotinha de porra” eu sempre dava uns tapinhas nela, mas ela parecia não gostar, ela olhou para ele e disse me come na frente desse corno, ele baixou a calça e deixou amostra uma pica duns 20 cm e falou pra ela “abaixa e chupa sua puta” ela não gosta de chupar mas ele lhe deu um tapinha na cara e fez ela abaixar, ela começou meio receosa mas ele forçou sua boca então ela começou a sussurar e lamber o saco do colega, eu nessa altura já estava com o maior tesão e de pau duro, ele mandou ela passar a lingua na sua pica e depois me beijar ela obedeçeu e me beijou, nisso ele deu um tapa na bunda dela e ela disse pode bater seu filho da puta, ele deu outro tapa e começou a roçar a pica na bucetinha da minha esposa que nessa altura parecia uma cadela no cio, ela disse me come seu puto ele então socou a metade da rola na buceta dela que urrou feito louca, ele mandou ela virar de costa e ficar de quatro na cama ela obedeçeu e eu pudia sentir a respiração dela, ele pincelou novamente a pica na grutinha dela só que dessa vez enfiou tudo o caralho nela, ela começou a gemer e rebolar e ele dando tapinha na bunda dela oque deixava ela mais louca ainda. ele começou a tirar e colocar quando ela estava quase gozando ele lhe disse vc tem um cuzinho bem delicioso e hj ele vai ser meu, ela disse que não e ele falou que ela não se mandava, ele pegou um creme que estava em cima da pentiadeira e começou a lambusar a bunda dela e seu cuzinho isso sem tirar a rola da buceta dela, ela começou a gritar que ia gozar e nem tomou conhecimento de mim, nisso ele tirou o pau da buceta dela e começou a colocar no cuzinho dela ela começou a reclamar que estava doente e ele nem tomou conhecimento e disse que só ia parar na hora que ele gozasse, de repente ela mandou ele enfiar tudo e ele obedeçeu, ela rebolava igual a uma puta e ele gozou umas duas vezes no rabinho dela, ela disse pra ele ir embora pois já estava de madruga, ele saiu e ela foi tomar banho e deitou-se ofegante! bem de manhã acordei e vi aquela bundinha e me enxi de tesão e comecei a passar a mão ela fingiu que dormia e abriu as pernas, puxei a calcinha pro lado e passei o dedo em sua bucetinha que começou a verter o liquido precioso, enfiei um dedo e ela suspirou então pensei oque é um dedo pra quem tinha acabado de levar 20 cm no rabo, enfiei mais um dedo e ela abriu mais as pernas não guentei e falei agora vc vai ser minha putinha, ela não conseguiu disfarçar e disse haham, soquei tres dedos na buceta dela e comecei um vai e vem, senti que a cadela estava pronto pra gozar e tirei o pau pra fora e começei a tocar uma punheta bem perto da buceta dela, quando ia gozar encostei no cuzinho dela e enxi de porra aquele buraquinho que ainda apresenta vestigio de ter sido fudido, ela disse baixinho”vai meu macho me come”, virei ela de costa e soquei no rabo dela de uma vez só ela urrou pois minha rola tem apenas uns 14 cm más é grossa pra caralho, ela olhou pra tras e disse quero que vc goze mas desta vez na minha cara, atendi o pedido dela e quando ia gozar virei ela de frente e gozei na cara dela, ela se saiu como uma verdadeira puta e lambeu todo o meu pau, depois dormimos abraçados, ela pensa até hj que eu não vi ela sendo putinha de nosso colega, depois disso como ela de todos os jeitos e ela disse que não me troca por homem nem um, é só eu não beber.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *