Vizinha Coroa Gordinha de Quarentena (Real)

Olá, me chamo Felipe o que passo a contar agora foi inesperado, maravilhoso, mas real. Desculpa o tamanho do conto, mas prometo compensar no final. rs
Vou nós descrevermos um pouco, eu 34 anos, agora deixo com a imaginação de vocês sobre minha aparência, rsrsrs.
Ela 51 anos (descobri recentemente), 1,79, branca, cabelos castanhos, não me importo com peso de uma mulher ou qualquer coisa do tipo, mas ela e gordinha, com um quadril largo e pernas grossas, peitos médios, mais lindos.
Tudo começou há 20 dias, moramos em um prédio pequeno sem elevador, moramos de frente um para o outro, mas mesmo sendo vizinhos de porta, nunca tivemos conversas longas ou pessoais, normalmente era sobre problemas do prédio ou algo do tipo, ela sempre se mostrou muito fechada, nunca levando a conversa para o pessoal.
Vamos aos fatos.
Há 20 dias, nós encontramos no corredor, os dois de máscaras, mas deu pra ver que ela não estava com uma aparência muito boa, perguntei se ela estava bem, E para minha surpresa ela respondeu que não, me falou que estava com febre a 2 dias, e estava preocupada que fosse algo mais sérios, aconselhei a procurar um hospital caso não melhorasse com remédios.
Fiquei preocupado e como tem o grupo do Whatsapp do prédio, mandei mensagem no particular, mas sem segundas intenções, por mais que o fato dela ser gordinha sempre me atraiu muito, (amo gordelicia,rsrsrs), mas realmente estava preocupado, ela respondeu que não estava muito bem e iria para o médico, pedi para me chamar caso precisasse de alguma coisa.
No dia seguinte ela me chamou, falou que já estava em casa e o tinha feito o teste do COVID-19, mas não tinha saído o resultado, perguntei se precisava de algo, pois iria ao mercado.

Sexo Por Telefone

Ela falou que precisava de algumas coisas e se eu poderia trazer pra ela, falei que ficaria feliz em ajudar, fiz as compras e deixei na porta dela, ouvi quando ela pegou as sacolas e em seguida me mandou mensagem agradecendo.
Começamos a conversar mais vezes, eu sempre me oferecendo para alguma ajuda, finalmente saiu o teste e deu negativo para COVID-19, ela me agradeceu pela atenção e as idas ao mercado, farmácia e etc…
Os dias foram passando e nossas conversas continuaram, eu nesse momento percebi que ela falava mais sobre sua vida pessoal, até problemas com a filha que mora com o ex-marido, e para minha surpresa nossa conversa chegou ao sexo, falou que estava há um tempo sem sexo, e a conversa esquentou muito, a ponto de falar pra confessar do tesão que tinha por ela, em seguida ela falou que estava cansada e que iria dormir.

Nessa hora meu coração parou, pensei que bosta, falei merda, ela não gostou, pensei em mandar mensagem pra ela pedindo desculpas, mas resolvi esperar o dia seguinte, pela manhã mandei uma mensagem pedindo desculpas, que tinha falado besteira que foi o calor do momento.
Depois de um tempo ela respondeu (pode imaginar minha ansiedade), ela falou que tudo bem, que ficou sim assustada, mas ao mesmo tempo surpresa, e que durante a noite pensou muito no assunto, falou que nunca tinha me visto dessa forma, que nunca se imaginou com alguém tão mais novo e coisas do tipo, entendi o recado e pedi desculpas novamente.
O dia se seguiu normalmente, por volta das 22h30min, ela me mandou mensagem, falou que tinha voltado no médico pra pegar o resultado do novo teste e também tinha dado negativo, agradeceu a ajuda e a preocupação, eu pedi desculpas novamente e falei que estava, a disposição para ajudar mesmo sabendo que não iria aceitar depois do ocorrido.

Ela falou que não tinha problema e depois de pensar muito sobre o assunto até que ela gostou de saber que ainda desperta o interesse em um homem, principalmente mais novo, ACHEI MINHA OPORTUNIDADE, não perdi tempo e tentei novamente esquentar a conversa e obtive sucesso, depois de um tempo ela já estava novamente falando do que gostaria de fazer, mas agora eu era o foco, falou o que tinha pensado em fazer comigo, foi nessa hora que tentei o tudo ou nada, falei a porta da minha casa está aberta, se quiser descobrir se sou como imaginou estou esperando.
Ela ficou um tempo sem digitar nada, depois percebi que ela começou a digitar e parou isso, aconteceram umas duas vezes, mas não mandou nada, depois de uns minutos veio à mensagem.
A MINHA PORTA TAMBÉM ESTÁ ABERTA.

Dei um pulo da cama e no mesmo segundo já estava na porta do apartamento dela, entrei e fui em direção à única luz acesa, entrei no quarto e tive a visão de uma mulher maravilhosa, fui recebido com um lindo sorriso seguido da frase “somos loucos” me aproximei a puxei da cama em minha direção e nos beijamos, nossa que delícia, que beijo gostoso, eu com uma mão na sua nuca a outra puxei ainda pra mais perto, senti sua respiração ficar mais forte.
Coloquei ela contra a parede, fazendo minha coxa encaixar no meio das suas pernas, ela parou de me beijar e gemeu no meu ouvido, virei ela de costas para deixando de frente para a parede, com minha mão ainda em sua nuca levantei seu cabelo e beijei sua nuca, fazendo ela soltar outro gemido, com a outra mão na cintura puxei ela, meu pau estava muito duro, quase rasgou minha cueca e sua calcinha.
Minha mão foi subindo por sua barriga deliciosa, chegando aos seus peitos, apertei e sua mão veio por cima da minha apertando ainda com mais força seu peito, ficamos assim por um tempo até eu virar ela novamente, e dar outro beijo agora com mais vontade.

Ela me empurrou na cama e veio por cima me beijando, nós beijamos por algum tempo, minhas mãos agora na sua bunda grande, eu abria a bunda dela fazendo com que a calcinha entrasse ainda mais, inverti a posição e fui por cima, beijando sua boca, descendo por seu pescoço, até chegar aos peitos, tirei seu sutiã, deixando amostra seus seios lindos, de bicos grandes e rosados, não resisti, chupei com muita vontade, ela gemendo cada vez mais, enquanto ela apertava minha cabeça contra seus peitos, fazendo eles entrarem ainda mais na minha boca, eu batia com eles na minha cara chupava e lambia com vontade, alternava entre sua boa e seu peitos.
Desci beijando cada cm, cada curva, até chegar a sua buceta, onde senti a calcinha completamente molhada, lambia e dava leves mordidos por cima da calcinha, fazendo ela gemer alto, até que eu não aguentei mais e com um dedo coloquei a calcinha de lado deixando aquela linda buceta, vermelha, lisinha, cheirosa e completamente encharcada, a minha disposição, com os dedos abri os lábios dela fazendo seu clitóris pular para fora, nessa hora minha boca encheu d’água, e passei a língua bem de leve algumas vezes, até que ela se inclinou para frente e enfiei toda minha língua dentro da sua buceta.
Nossa que delícia, aquela combinação de sabores me deixou louco, um sabor, alcalino, salgado, mas incrivelmente doce, ela começou a gemer ainda mais alto e não demorou muito pra sentir ela apertando minha linha com sua buceta, acelerei ainda mais as lambidas e elas gozou.
Ela me empurrou me deixando em pé ao lado da cama, ela sentou e começou a passar a mão no meu pau por cima da cueca, olhou pra mim sorriu e abaixo um pouco a minha cueca, fazendo meu pau pular pra fora, quase entrando direto na sua boca, com uma mão ela segurou ele pela base e dei um beijo na cabeça, que a essa altura estava todo melado, de uma só vez ela engoliu ele todo, me fazendo ir às nuvens, ela chupava com muita vontade, em certo momento ela me joga na parede e se ajoelha na minha frente, aumentando cada vez mais o ritmo, eu estava com tanto tesão que quase gozei na boca dela, depois de muito me chupar ela se levanta, me olha com um sorriso safado, se vira e fica de 4 na beira da cama, me olha e fala.
“VEM, QUERO ELE DENTRO DA MINHA BUCETA”
Coloquei novamente a calcinha para o lado, passei algumas vezes a cabeça do meu pai na entrada da sua buceta, tirando um gemido baixinho, e senti fazendo força contra meu pau, ela estava tão molhada, que ele entrou com muita facilidade, suave e lento, quando ele entrou todo segurei firme pela sua cintura é em uma sincronia perfeita fizemos força juntos eu forçando contra ela e ela em minha direção, fazendo ele entrar o mais fundo possível, ficamos alguns segundos assim, e comecei a lentamente o vai e vem, e conforme ela forçava sua bunda contra meu pau, mais forte eu socava na sua buceta , em certo momento ela inclinou a cabeça para trás deixando seu cabelo a minha disposição, com uma mão acariciava sua bunda grande, com estrias e celulites (como eu amo isso nas mulheres), a outra mão segurei firme nos seus cabelos, enfiei meu pau ainda mais funda e com mais força, depois de alguns minutos nesse ritmo, ela anuncia que vai gozar novamente, eu ouvindo isso não aguentei e gozamos juntos, foi uma explosão ela forçando eu tentando entrar ainda mais dentro de sua buceta, o ritmo foi diminuindo até ela cair sobre a cama.
Eu deitei por cima dela, beijei seu pescoço, ficamos assim por um tempo.
Ela se levantou e me chamou para o banheiro.
Esse relato ficou maior do que esperava então vou terminar por aqui, se gostou e/ou gostaria de saber o que aconteceu no banheiro e nos dias seguintes, deixa uma mensagem ou me manda direct no Instagram ou Skype abaixo.
Instagran: felipe.contos
Skype: [email protected]

Disk Sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *