Marido corno só chupa buceta arrombada e gozada

Sou a Ana uma madura esposa puta casada com um marido corno manso e submisso de pau pequeno por isso estou sempre em busca de cacetes bem grandes principalmente bem grossos para me satisfazer e deixar minha buceta bem arrombada para o meu corninho. Estávamos em um bar quando reparo que dois homens muito bem vestidos olhavam constantemente pra mim e pareciam que comentavam algo. Fui ao banheiro e tive que passar ao lado da mesa deles. Eu estava com um vestido florido bem curto e fino como sempre deixando meus seios soltos e a calcinha sutilmente a mostra e fui observada de cima em baixo por eles. Ao retornar sentei de frente para eles e cruzei minhas pernas fazendo meu vestido subir deixando minhas pernas quase totalmente descobertas chegando a descobrir parte da calcinha. Meu marido

saiu para ir ao banheiro e um deles veio em minha direção. Só aí reparei no tamanho de homem, provavelmente com mais de 1,90m e pouco mais velho que meu marido em boa forma. Chegou muito educado me elogiando. Disse que não teve como não reparar a forma ousada que me vestia e que meu marido com certeza era um corno que gostava de ver sua bela esposinha levar rola de outros homens. Meu marido chegou e ele se apresentou como Marcos e nos convidou para tomarmos a saideira no seu apartamento que era próximo ao bar. Marcos nos contou que o bar já estava fechando por causa da pandemia. Eu toda assanhada chamei meu marido para ir ao apartamento. Da forma que o Marcos me abordou e com uma mão imensa que ele tinha a expectativa era que ele tivesse um cacete bem grande para saciar os meus desejos. Chegamos no apartamento com Marcos me apalpando a bunda por baixo do vestido e meu marido somente nos

acompanhando. Sentia seus dedos grossos enfiando em minha buceta. Primeiro um depois dois dedos me penetrando. Eram dedos grossos quase do tamanho do pintinho do meu marido. Marcos socava seus dedos com vontade em minha buceta me fazendo gozar e amolecer. Ele aproveitou me fez sentar no sofá e tirou seu cacete para eu chupar. Peguei com as duas mãos e sobrava um pouco do cacete que fui colocando na boca com dificuldade pois era bem grosso. Mal cabia em minha boca, punheta a com uma das mãos, com a outra massageava seu saco enorme e chupava pouco mais que a cabeça. Depois de deixar o cacete bem duro Marcos acabou de me deitar no sofá, abriu minhas pernas e foi forçando seu cacete para dentro da minha buceta. Foi forçando devagar até eu sentir suas bolas batendo no meu cuzinho. Esperou um pouco para eu acostumar e foi bombando bem devagar me fazendo gozar com minha buceta esticada em volta de sua

tora. Com poucos movimentos eu estava gozando intensamente. Meu corninho estava do meu lado vendo aquela tora me abrindo toda. Gozei mais uma vez ficando toda molinha esperando ele gozar e me encher com sua porra. Meu marido esperou ele tirar sua rola de dentro de mim e veio em seguida colocar seu pintinho na minha buceta toda aberta e gozada. Ele bombava e me beijava até gozar também. Forcei sua cabeça para baixo fazendo que ele me chupasse toda arrombada e gozada até me fazer gozar novamente. Marcos já estava de pau duro novamente e começou a dedilhar meu cuzinho, mas eu não deixei e fiz ele meter novamente em minha buceta que já estava laceada e engoliu aquela tora facilmente até

fazê-lo gozar me enchendo de porra novamente. Vesti minha calcinha para que a porra não escorresse toda. Queria voltar com aquela porra dentro de mim, mas era tanta porra que no caminho para casa ela ia vazando pelas minhas pernas. Foi uma sensação deliciosa. Chegando em casa fiz meu corninho chupar toda a porra nas pernas e na buceta que estava toda aberta me fazendo gozar mais uma vez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *