F a Deliciosa Massagista

Depois de um tempo de sedentarismo resolvi voltar para a academia e fazer musculação três vezes por semana. Depois da segunda ida à academia eu sentia meu corpo dolorido e resolvi fazer uma massagem para aliviar as dores. Como eu trabalho em horário comercial procurei por uma massoterapeuta que atendesse fora desse horário, e foi assim que eu cheguei à F. Combinamos um horário e o local seria a casa dela, onde ela havia adaptado um quarto para receber seus clientes.

Sexo Por Telefone

Conforme o combinado fui até a casa dela onde fui recebido pelo seu marido, um senhor muito educado e simpático que eu estimo ter por volta de sessenta anos de idade. F estava no banho pois havia recém chegado do seu outro trabalho, que era de recepcionitsa numa escola de idiomas. Enquanto aguardava fiquei conversando com o marido e assim foi até que a F disse que eu poderia subir. A casa tinha dois andares e o atendimento ocorreria no andar de cima.

Apesar de ter visto uma foto de F no Whatsapp confesso que me surpreendi quando a vi pessoalmente, era uma mulher na faixa dos quarenta anos com longos cabelos ondulados, qua ainda estavam molhados, e um corpo que desperou minha atenção. Ela me recebeu com uma calça legging, camiseta e chinelo, onde ficavam à mostra seus lindos pés com as unhas pintadas de vermelho. F fez uma rápida entrevista comigo para saber sobre minha saúde e alguns hábitos, expliquei que meu objetivo era o alívio das dores que eu estava sentindo pelo fato de voltar a fazer atividades físicas. Ela me passou um roupão, pediu que eu me dirigisse a seu quarto e que ficasse a vontade para ficar apenas de cueca e quando estivesse pronto que eu retornasse. Eu assim o fiz, retornei apenas de cueca e vestindo o roupão por cima.

F pediu que eu tirasse o roupão e subisse na maca com a barriga para cima. Ela perguntou sobre a temperatura, ofereceu um lençol caso eu estivesse com frio, que eu rejeitei por estar com calor, colocou uma toalha sobre meu púbis, explicou qual óleo iria utilizar e começou a massagem pelos meus pés. Assim que ela me tocou eu já senti meu pau ficando duro, eu estava com uma cueca branca que era bem justa e se ela estivesse exposta F perceberia minha ereção. Enquanto ela massageava meus pés e minhas pernas, nós íamos conversando sobre assuntos gerais, assim como eu ela era uma leitora compulsiva e durante algum tempo a conversa foi sobre livros. Enquanto conversávamos eu ia mudando a toalha, primeiro eu puxei-a para cima onde a região da virilha ficasse descoberta. Como eu estava já com segundas intenções eu comentei que os alongamentos que havia feito tinham deixado minhas virilhas doloridas, ela disse que era normal e que faria uma massagem especial no local. Meu pau estava muito duro e estava voltado para a direita, que era onde ela estava fazendo a massagem. quando ela chegou na virilha eu disse que a toalha estava me incomodando e ela tirou-a. Ela fazia a massagem e se concentrava na minha virilha, chegando muito perto do meu pau que já estava muito duro. As vezes ela voltava a massagear a perna e então voltava para a virilha. Ela deu o lado direito por encerrado e foi para a outra perna.

Massageou a perna esquerda e chegou na virilha, meu pau estava para o outro lado então aqui ela chegou a massagear um pouco por baixo da cueca. Comecei a achar que poderia rolar algo a mais, embora essa não fosse minha intenção inicial agora tentaria transformar essa massagem em algo mais sexual. Ela terminou as pernas e foi para a parte de cima do meu corpo. Massageou meus peitos, minhas barriga, chegou a passar um pouco os dedos por baixo da cueca mas sem tocar no meu pau. Para massagear meus ombros e meu pescoço F ficou atrás da minha cabeça. As vezes ela massageava minha barriga e quando ela estendia os braços para poder massagear bem perto da minha cueca seus seios encostavam no meu rosto. Ela deu por encerrada essa parte e pediu para eu virar. Ela também disse que faria a massagem no corpo todo e depois a gente poderia focar onde eu desejasse fazer mais um pouco.

Virei de costas e a sessão continuou, apesar se estar querendo algo mais eu realmente estava gostando da sessão de massagem. Continuamos a massagem e o papo, que estava muito agradável. Num momento ela pediu licença para pegar algo no quarto e eu aproveitei para puxar meu pau para fora da cueca, ficando visível a cabeça dele na virilha. Como eu ainda estava de costas ela retornou e não percebeu nada diferente, e continuamos.

Terminada a parte de trás, ela pediu para eu me virar novamente., Quando me virei fiquei atentamente observando qual seria a reação dela ao ver que uma parte do meu pau estava visível, mas ela estava arrumando os acessórios que tinha e eu não vi reação alguma. Deitei, fechei os olhos e recomeçamos. Ela começou pela perna direita e rapidamente perguntou como estava a virilha, se eu queria mais massagem ali. Eu respondi que sim e como meu pau já estava pra fora da cueca na virilha direita, assim que ela começou a massagem ela já encostou nele. Primeiramente ela encostava com a ponta dos dedos ocasionalmente, depois ela começou a fazer massagem onde a mão dela ficava o tempo todo encostando no meu pau. Ela perguntou se eu estava gostando e eu respondi que estava adorando, e ela foi massagear a perna e a virilha esquerda. Apesar de me desanimar um pouco, meu pau ainda estava muito duro. Ela massageou a parte esquerda, e já foi para trás da minha cabeça massagear meus ombros, pescoço e barriga, sendo que ela se demorava muito quando massageava minha barriga e seus seios descansavam no meu rosto enquanto ela fazia isso. De repente ela me disse que havia concluído a massagem e para eu levanta com calma porque as vezes as pessoas ficavam meios zonzas quando levantavam com pressa. Eu olhei nos olhos dela e perguntei: posso pedir para massagear um pouco mais essa região , e apontei para meu púbis de maneira vaga. Ela olhos de volta, disse que sim, deu a volta na maca, abaixou minha cueca e perguntou “É aqui que você quer a massagem?”. Eu apenas deitei minha cabeça e fechei os olhos, ela masturbava um pouco, massageava a perna. a barriga e voltava para o meu pau. Ela começou a encostar sua buceta na minha mão que estava na lateral da maca, nesse momento eu levantei a mão e toquei em seus seios por fora da camiseta, como ela sorriu para mim eu deslizei minha mão e passei na buceta dela um pouco, depois coloquei por dentro da camiseta, puxei o sutiã que cobria seu seio esquerdo para baixo, levante a camiseta e pude ver como seu seio era lindo, ela se aproximou e eu pude chupá-lo um pouco.

Não podemos nos esquecer que o marido dela estava ali perto, no andar de baixo. Ela colocou seu dedo indicador na frente dos seus lábios pedindo silêncio, e então colocou meu pau todo na boca. Eu me controlei para não fazer nenhum barulho. embora as vezes dava pra ouvir o som dela chupando meu pau. Ela me masturbava e me chupava, as vezes ela continuava punhetando bem rápido e colocava só a cabeça na boca. Eu já estava passando a mão na sua buceta por cima da calça e já começava a perceber a calça ficando úmida. Ela olhou pra mim, eu chamei-a e sussurei em seu ouvido “Eu quero ver vocÊ completamente nua”. Ela fez uma cara de surpresa, sorriu e tirou sua camiseta. Seu seio esquerdo ainda estava para fora do sutiã, e era uma delícia com os bico bem rosadinho. Ela tirou o sutiã e eu pude ver como seus seios eram grandes e firmes, com grandes bicos rosas e já excitados. Eu chupei-os com muita vontade e ela continuava me punhetando. Ela então me sussurou “Da próxima vez nós faremos tudo, mas agora não posso”. Assim, ela voltou a me punhetar e a me chupar, passando a língua nas bolas e indo até a cabeça, percorrendo todo o pau. Eu extava explodino de tesão e não me aguentei, comecei a tremer de tesão e ela percebendo colocou todo o meu pau na boca, onde eu gozei farta e deliciosamente. Ela continuou chupando meu pau mesmo quando ele amoleceu, e quando encerrou eu vi que ela havia engolido tudo.

Sorrimos, me levantei da maca e fui para o quarto me vestir, ela continuou a conversar comigo normalmente. Descemos, o marido dela estava vendo TV e veio conversar conosco, ele realizou o pagamento via cartão, nos despedimos com a conversa habitual, ela disse que se eu tivesse gostado poderíamos marcar mais sessões, eu disse que tinha adorado a massagem e que marcaria com certeza. Amnbos me acompanharam até o carro e eu fui embora. Quando cheguei em casa vi que F tinha uma mensagem de F, que ela havia acabado de enviar. Mas a mensagem faz parte de uma outra história.

Disk Sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *