Eu no mato com três desconhecidos

Sou casado, bissexual, 44 anos, moreno alto e magro, sou um cara normal na sociedade, casado e pai de três filhos, mas com muito desejo de virar uma fêmea na intimidade, mas como fazer sem que ninguém perceba?
Um dia um amigo me convidou para ir na chacará dele passar um final de semana prolongado, fui com a família é lógico sem nenhuma intenção de satisfazer minha vontade de fêmea, passamos a quinta – feira de boa, churrasco, cerveja e nos divertindo muito, fomos dormir já de madrugada, na sexta acordei antes de todos, peguei uma latinha de cerveja e resolvi dar uma volta, fui para o fundo da chacará e entrei em uma trilha, andei por uns quarenta minutos, cheguei em uma mata

Sexo Por Telefone

fechada a beira de um rio, andei um pouco e cheguei em um lugar que aguçou meus desejos de fêmea, tinha uma clareira em meio às árvores, algumas embalagens de preservativos jogados no chão, camisinhas velhas usadas e uma calça jeans toda suja provavelmente de porra do lado, em uma moita tinha uma sacola de super mercado escondida, peguei e quando abri tinha um monte de revista porno, na era digital, achar revista porno é um tanto estranho, mas estava no interior, tentei ver mas estavam com a maioria das folhas grudadas, já sabe né? Alguém bateu uma punheta e colou as folhas, sentei na grama e fiquei olhando o que dava, derepente fui surpreendido por três caras, que já chegaram falando que eu estava mechendo nas coisas deles, me desculpei, coloquei de volta na sacola e entreguei para um deles, pensei em sair, mas eles tipo fecharam minha saída, fiquei no meio dos três, sem mais nem menos eles tipo me deram um tipo de pedagio, então veio aqui e mexeu nas nossas coisas e vai sair assim?
Calma cara, me desculpe, não tinha ninguém aqui.
Esses caras da cidade vem aqui e acham que são melhores que agente!
Vendo a situação em que estava, sem pensar perguntei o que eu poderia fazer para me desculpar?
Um dos caras abriu o zíper da calça tirou a rola pra fora, e que rola e disse pra mim chupar ele, aí minha vontade de virar fêmea falou mais forte, sem reclamar eu segurei sua rola e comecei a chupar, logo os outros dois estavam com as rolas na minha cara, chupei gostoso um de cada vez, passei a colocar dois de uma só vez e depois chupei os três juntos, como eu sempre sonhei em ser uma putinha e abaixei minhas calças e tirei minha camiseta, fiquei peladinho no meio dos três, eles também ficaram pelados, fomos para um lugar mais aberto e continuei chupando os três, um dos caras se deitou na grama e eu sentei na sua rola, cara apesar de estar morrendo de vontade, não foi fácil, não consegui sentar na sua rola, estava difícil de entrar e doeu muito, me levantei e disse que não dava, um outro cara me segurou pelos braços me abaixou me deitou na grama, colocou as pernas no meu pescoço o outro sentou nas minhas costas me mobilizando, não tive como escapar, esse cara que me segurou pelas costas abriu minha bundinha e o outro cara lambuzou meu cuzinho com cuspe e forçou a entrada, eu não estava aguentando de tanta dor, mas não tinha como me soltar, o cara de uma só vez enfiou no meu cuzinho aperta que dei um grito que acho que escutaram a distância, o cara nem se importou com meus pedidos de parar, ele me fudeu com tanta força que parecia que estava me rasgando, depois de me fuder e gozar eles me soltaram, me virei de lado e antes que pude sair outro cara me pegou de lado mesmo, eu não tinha forças para me levantar, a rola dele desceu no meu cuzinho que nem senti entrar, esse segundo cara senti o prazer que eu estava imaginando, tanto que quando ele começou um vai e vem eu relachei e até gemi com o pau no meu cuzinho, sem se quer encostar no meu pau eu gozei, nossa estava feliz enfim estava me sentindo uma fêmea com um pau no cuzinho, passei a gemer, rebolar e pedir pra ele me fuder, ele me colocou de quatro sem tirar de dentro e começou a me fuder com mais força, senti algo jorrar dentro de mim, ele segurou firme lá no fundo e gozou, ele saiu de cima e mesmo com meu cuzinho escorrendo porra o terceiro colocou no meu cuzinho também, foi outro que entrou gostoso, ele me fudeu de quatro e me fez gozar pela segunda vez, enquanto ele me comia ele segurava meu pau e me mas tuba vá, ele me puxou para o peito dele e me fez gozar gostoso com sua rola no meu cuzinho, depois que eu gozei ele me fudeu mais um pouco e tirou a rola e me fez tomar seu leite, ele gozou na minha boca e mandou eu engolir toda porra, eu obedeci meu macho, tomei toda porra e limpei sua rola com a língua, os três ficaram comemorando como se estivessem comido uma gostosa se arrumaram e foram embora sem ao menos me falar os nomes deles, me limpei, coloquei minhas roupas e voltei pela trilha que eu tinha ido, voltei para chacará como se nada tivesse acontecido, passei um final de semana prolongado maravilhoso e ainda realizei meu desejo de virar fêmea e ainda na mata foi melhor ainda, espero fazer tudo de novo logo.

Disk Sexo

2 thoughts on “Eu no mato com três desconhecidos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *