Aluna de inglês: transando na primeira aula

Durante a pandemia (novembro/2021) com muito tempo ocioso trabalhando em home-office, várias transas foram possíveis graças ao Tinder e ao WhatsApp. Uma delas foi com Bruna que postou no grupo do condomínio que procurava alguém para fazer aulas de reforço de inglês.
Com a desculpa de acertar os detalhes fiz uma videochamada e acabamos ficando quase uma hora conversando. Super simpática e muito bonita, meu pau vibrou na hora, e claro, a chamei para vir ao meu apartamento para uma “aula-teste”.
Bruna tem 28 anos, morena, cabelos curtos e pela foto do perfil tinha um belo corpão. Resolvi pedir informações sobre ela para um dos zeladores do condomínio que é minha fonte secreta. Descobri que ela faz academia no prédio com personal trainer e havia reclamações de vizinhos pelas festinhas que ela promovia em seu apto.

No dia seguinte eu e Bruna trocamos mais mensagens enquanto ambos estávamos no trabalho pois a noite seria a aula-teste e algo me dizia que iria rolar um delicioso sexo casual.
Bruna chegou vestindo uma calça jeans bem justa, uma blusinha manga longa e estava muito cheirosa. Medindo pelo olhar acho que tem 1.70m e no máximo uns 54kg. Quando ela foi “desfilando” até a sala de tv, percebi que tinha uma bunda avantajada com pelo menos uns 100cm de quadril e uma cintura de 65 a 67cm.

Começamos a conversar um pouco em inglês testando o vocabulário e assim um interrogava o outro sobre assuntos pessoais enquanto nossa troca de olhares confirmou que rolaria algo mais. Descobri que estava solteira por exemplo, entre outras informações bem importantes.
Perguntei se ela bebia algo – cerveja, espumante, vinho e ela pediu cerveja. Deixei-a na sala sozinha e fui até a cozinha preparar um baldinho com cervejas. Ela então resolveu investigar meu home teather e em meio a vários DVDs de filmes achou alguns pornôs que coleciono.

Quando retornei ela estava com vários filmes na mão e perguntou se eram bons. Respondi que assistir filmes é uma ótima maneira de aprender inglês e ela sorriu maliciosamente. Ela olhou a capa de um deles onde tinha duas atrizes usando vários brinquedos e perguntou sobre a história do filme.

Enquanto bebíamos contei que o filme era uma disputa entre duas atrizes deliciosas do mundo pornô (Aurora Snow e Gauge) que disputavam qual delas tinham feito as melhores transas, o que incluía todo tipo de fantasias. Peguei o DVD de suas mãos e coloquei no aparelho. No menu dos capítulos surgiu a imagem das atrizes usando brinquedos e percebi que seus olhos brilharam na hora.
Bruna sorriu dizendo que sempre quis comprar, mas tinha vergonha de entrar num sexy shop e além disso, seu ex-namorado não tinha a “mente aberta” para incrementar as transas. Fui então até o quarto e busquei minha mochila que contém vários brinquedinhos. Dei a ela um consolo e um mini vibrador e a safada me perguntou se podia pegar emprestado por alguns dias.

Concordei por fim emprestar, mas argumentei que precisava ensinar primeiro o melhor jeito de usar. O filme seguiu com a atriz falando “fuck my pussy” e pedi que ela traduzisse para mim. Nisso a gente se beijou e começamos a se pegar no sofá. Apalpei seus seios por cima da blusa e ela esfregou a mão em meu pau por cima da bermuda. Abri o botão, e ela mesmo tirou me deixando só de cueca. Bruna confidenciou que “já imaginava que era gostoso e grande” pois já tinha reparado em mim na piscina do condomínio.

Dali em diante acabou a aula de inglês. Puxei a blusinha e seus peitos estavam acomodados em um sutiã branco que tirei com facilidade. Cai de boca enquanto Bruna já havia passado a mão por dentro da cueca agarrando meu pau.
Seus peitos são naturais, grandes e em formato de gotas que são mais finos na parte superior e cheio embaixo – perfeitos para chupar. O filme exibiu uma cena da atriz fazendo sexo oral, e como seu novo professor recém contratado ordenei que ela fizesse igual ou melhor pois iria avalia-la.

Bruna ficou à vontade se deliciando em meu pau. Ela me masturbou gostoso, cuspiu, chupou e lambeu até as bolas. Sentia meu pau pulsar e crescer a cada chupada, mostrando que sabia mesmo como proporcionar um sexo oral delicioso. Sem pressa, relaxei e me entreguei a ela que deslizava sua língua com maestria esperando “ganhar a nota máxima”.
Mesmo não conseguindo gozar foi um sexo oral fabuloso e claro, resolvi retribuir arrancando sua calça e caindo de boca em sua bocetinha alternando dedos e lambendo seu grelinho. Não era 100% depilada como eu prefiro, mas, os pelos estavam bem aparados e ralinhos na parte de cima. Estava muito enxarcada e exalava o aroma do mais puro tesão.

Continuei metendo a língua já fazendo planos para usar o consolo que ela havia pedido emprestado. Lubrifiquei-o com KY e introduzi em sua bocetinha que se abriu toda para recebe-lo. A cada movimento socando o consolo dentro dela, podia escutar o barulho provocado pela sua bocetinha completamente encharcada.
Coloquei um mini vibrador em suas mãos e direcionei para o grelinho a fim de que ela mesma o massageasse. Bruna gemia gostoso se entregando complemente e melhor ainda: disposta a experimentar coisas novas curtindo o momento.
Peguei outro consolo menor e mais fino a fim de brincar com o cuzinho dela. Lubrifiquei a entrada com KY e mandei que

continuasse se masturbando com o mini vibrador. Fui tentar enfiar o consolo, mas era apertado demais. Resolvi penetrar com o dedo e mandei que ela relaxasse e respirasse normalmente. Coloquei simultaneamente dedos na buceta e no cuzinho e fui masturbando-a bem gostoso enquanto seu grelinho já estava inchado pela ação do vibrador.
Enfim tentei novamente o consolo em seu cuzinho e consegui fazer entrar até a metade. Fiquei tirando e recolocando fazendo ela se acostumar com o volume. Mandei que ela o segurasse e Bruna começou a gemer gostoso sinalizando estar curtindo.

Cravei meu pau em sua bocetinha já com o tesão nas alturas. Segurei suas coxas e enquanto penetrava lentamente acompanhava o ritmo dela metendo o consolo em seu cuzinho já laceado. Perguntei se estava bom e ela só gemia positivando com a cabeça. Também falei que ela estava tendo uma amostra do que era receber uma DP (dupla penetração) mas que por ela ser tão gostosa merecia mais um pau de verdade preenchendo-a nesse momento.
Fui socando sucessivas vezes aumentando o ritmo aos poucos. Com seus dois buracos preenchidos e seus peitos pulando a cada estocada, percebi pela respiração que minha aluna putinha já estava quase gozando. Quando Bruna largou o consolo deitei sobre seu corpo imobilizando-a pelos cabelos. Nos beijamos e continuei metendo mais forte e cadenciado enquanto ela agarrava minha bunda forçando a meter mais rápido.

Nem ousei parar até porque estava gostoso nós dois espremidos no sofá trepando feito loucos. Quando ela anunciou que ia gozar, acompanhei cada reação do seu corpo trêmulo tendo um breve, mas intenso orgasmo.
Sentei numa poltrona ao lado e fiz ela me montar para testar sua cavalgada. Dei algumas palmadas e aos poucos ela foi se soltando até sua bocetinha engolir completamente meu pau. Comecei a mamar seus peitos e evitei segurar seu quadril deixando-a conduzir no seu ritmo.
Aproveitei as cavalgadas para enfiar um dedo em seu cuzinho que já estava bem lubrificado pelo gel e assim provoca-la bastante. Na sequência pedi que segurasse firme no meu pescoço, e ao ficar de pé, enganchei suas pernas em meus braços para penetrá-la de pé. Fui erguendo-a para cima várias e várias vezes pelo tempo que meus braços permitiram. Gosto de trepar assim porque a penetração é bem intensa e geralmente a parceira goza loucamente.

Não consegui fazê-la gozar, mas arregacei a sua bocetinha enquanto meu pau já estava super inchado de tanto segurar a ejaculação. Devolvi ela ao sofá colocando algumas almofadas para erguer sua lombar. Primeiro pincelei o pau em sua bocetinha e voltei a meter segurando suas coxas com firmeza. Forcei mais alguns minutos e sem avisar, mudei para o seu cuzinho arrebentando suas pregas.
Lógico que deve ter visto algumas estrelas, mas ela aproveitou para pegar o vibrador e recoloca-lo em sua bocetinha. Não abusei nem violentei com força pois o objetivo era ela curtir e aceitar outros brinquedos como por exemplo bolinhas tailandesas, mini plugs e vibradores que resolvi deixar para a próxima “aula de inglês”.
Penetrei apenas até a metade, mas foi o suficiente para que ambos sentissem prazer. Minha vontade ele lotar seu cuzinho de tanto gozar, mas controlei o que pude laceando e abrindo espaço para abrigar todo meu pau na próxima vez.

Com o vibrador atolado em sua bocetinha, controlei a intensidade e claro que ela gozou. Deixei-a curtir seu segundo orgasmo e mandei que abrisse bem a boca. Dei uma leve masturbada e logo a sua boquinha ficou repleta de esperma quente e viscoso. Ela me encarou e mostrou a língua para confirmar que engoliu tudo igual as atrizes estavam fazendo no filme pornô.
Após a transa Bruna confidenciou que gozou tão intensamente com sensações que nunca havia experimentado antes. A combinação de usar brinquedos sexuais unidos a uma fantasia de transar seguindo minhas ordens fez com que tivesse múltiplos orgasmos imaginando como seria ter por exemplo, um segundo macho no lugar do consolo.

Tomamos uma ducha que na minha opinião é o melhor momento para conversar sobre sexo. Separei alguns filmes para ela assistir e como “tarefa de casa” ordenei que deveria escolher uma cena que a deixasse excitada para realizamos juntos na próxima aula.
Quando pensei que haveria um segundo tempo, Bruna se despediu pois iria viajar a trabalho ficando alguns dias fora. Nesse meio tempo ela viu os filmes e me mandou uma mensagem dizendo que já havia escolhido uma fantasia, mas apesar da minha insistência não revelou qual será, mas assim que colocarmos em prática compartilho aqui com vocês. Além disso, mulheres (apenas mulheres) que queiram trocar experiências comigo podem entrar em contato pelo 4,7,9,8,8,1,6,3,0,6,0 que respondo com prazer. Tenho 40 anos, sou moreno, esportista, e pretendo publicar aqui outros relatos (todos reais) sobre as minhas aventuras e fantasias já realizadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.