Um amor incompreendido

Lembro daquela tarde chuvosa, devia ser uma quinta-feira, quando nossos olhos se encontraram, a química aconteceu.

Sexo Por Telefone

Eu estudava no período da tarde, em pleno início do ano letivo, eu era uma pessoa de poucos amigos por causa da minha orientação sexual, naquela na escola eu era muito sozinho, até aquele dia 22 de março de 2013, eu conheci a pessoa que seria meu consolo até o fim do semestre. A primeira vez que conversamos se tornamos grandes amigos, e dessa amizade que a cada dia crescia, algo mais foi acontecendo, e aos poucos eu fui ficando mais excitado, enão uma vez em um beco escondido que ficava atrás da quadra de volei, a gente começou a se pegar, ele tocava no meu pau e eu no dele, se beijavamos loucamente, até que então eu abaixei e resolve chupar aquele membro incrivelmente duro, parecia uma rocha, enfiei na boca, comecei a chupar a aquela cabeça deliciosa, e por 10 minutos fui me saciando com aquela pica saborosa, enfiando em minha garganta entalei algumas vezes, e minutos depois ele jorrou aquela porra deliciosa na minha goela. Quando terminamos eu ainda tinha um pouco de porra no canto da boca, limpei e então voltamos para a sala. E então por mais de 1 mes ficamos assim, eu sempre chupava quase todos os dias, eu odorava, aquele pinto enorme e sempre queria mais e mais, e então resolvemos da um passo a mais. Fui exatamente em um fia chuvoso, fim da tarde, a escola estava quase vazia, estavamos no banheiro, então ele me pegou por trás, me emporrou para dentro do banheiro e trancou a porta de um dos sanitários, então começou a me beijar loucamente, eu abaixei e comecei a chupar aquele pinto musculoso, enfiei tudo na minha boca, minha excitação aumentava, então ele me levantou e me jougou contra a porta, e entao abaixou minhaa roupas e enfiou aquele troço carnuda na minha bunda. Foi maravilhoso, a pica entrava e alargava meu buraquinho sem dó, eu não eguentei, tentai gemer ele tapou minha boca, e continou metendo mais forte, foi uma loura, depois ele sentou no vazo e me faz sentar naquele pinto palpitante, sentava que nem uma puta louca, eu adorava, sentava forte, mais e mais, me deliciava com aquilo ate que então aquela coisa quentinha veio e encheu meu buraco, estava satisfeito e alegre, eu nunca imaginei que fosse tão bom, depois saímos dali e fomos para casa. Repetimos muitas vezes depois daquilo, e assim até o fim do semestre, quando ele foi embora e nunca mais tivemos contato.

Disk Sexo

One thought on “Um amor incompreendido

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *