Tomando porra pela primeira vez

Estava saindo com um menino, um ano mais velho que eu, seu nome era Jean. Sempre saímos com mais amigos, aonde todo mundo se pagava, aquela coisa de adolescentes.
Um dia, ele me convidou pra ir na casa dele, os pais iriam viajar e ficaríamos sozinhos, eu era um pouco inocente e achei que continuariamos apenas com os flertes, pegação. Chegando lá, os pais dele ainda estavam em casa, terminando de arrumar as coisas para a viagem, cumprimentei eles, ficamos conversando um pouco e em seguida eles saíram.
Jean sem perder tempo, me convidou pro clássico filme no quarto dele.
Deitamos na cama, nos aconchegamos bem um no outro, prestando atenção no filme, de comédia. Logo ele levou a mão na minha bunda apertando e passando os dedos entre ela e a minha xaninha, o que pra uma garota de 17 anos virgem era algo inédito. Senti aquele calorzinho e nervosismo subindo pelo corpo. Logo me virei pra ele e os beijos começaram, os dedos passeando mais fortes pela minha xaninha que já ficava molhada.
Sentia ficando umida e os dedos grossos dele mais forte contra ela. Meu corpo começou esquentar mais. Ele me colocou em cima dele, pude sentir o pau encaixado na minha bucetinha.

LibidGel

Em seguida começou empurrar minha cabeça pra baixo, no começo fiquei apreensiva porque era meu primeiro boquete, mas não resisti e resolvi tentar.
Ajudei ele descendo a cabeça até o zíper da calça, olhei com aquele sorriso nervoso enquanto abria o botão da calça e o zíper, ele baixou a calça deixando exposto o pau duro na cueca. Baixei a cueca e aquele pau soltou pra fora, ele pegou minha mão e colocou no pau que já tava melado, foi me ajudando descendo e subindo minha mão, enquanto gemia baixinho.

LibidGel

Fui levando a boca na cabecinha, sentindo aquela textura diferente, quente na minha boca gelada, fui deslizando devagar pensando se estava fazendo certo, até sentir a cabecinha no começo da garganta, ele soltou um gemido mais alto, voltei a boca até a cabecinha achando ter feito algo errado, mas ele empurrou minha cabeça de volta dizendo que podia continuar.
Fui pegando o jeito e percebendo o quanto era gostoso sentir aquele pau quente e grosso na boca, sentir deslizando na língua, enquanto ouvia o gemido gostoso de Jean.
Quando mais babado ficava, mas gostoso deslizava e experimentei brincar com a mão junto, deslizando ela conforme minha boca descia e subia. Jean foi gemendo mais forte, me fazendo sentir mais vontade de por aquele pau na boca, indo mais rápido.
De repente senti o pau ficando mais duro e Jean anunciando “Ai caralho vou gozar, vou gozar” ele segurou o pau deduzindo que iria tirar minha boca, mas sempre quis saber qual o gosto teria, então botei o pau na boca e continuei a punheta.
Senti minha boca enchendo e ficando mais quente, engoli e logo em seguida mais dois jatos encheram minha boca de novo. O gosto não era ruim, e ver a cara que Jean me olhava enquanto me deliciava com aquele pau jatando minha boca de porra, era mais gostoso ainda.

Levantei o corpo e fui até ele que me puxou com tudo pra me beijar, misturar o gosto da porra com o gosto da boca dele me mostrou que gostei de aprender a chupar rola e que gosto porra tem.

Espero que tenham gostado desse conto mais curtinho assim como os outros. Pensando em trazer mais histórias das minhas primeiras vezes, que por coincidência foram todas com Jean.
Deixem nos comentários o que acharam e quais mais primeiras vezes vocês tem interesse que eu escreva.
E como um sempre, um beijo da Sasa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *