Minha primeira vez com uma amiga

Oi meu nome é Kelly tenho 22 anos e sou casada há dois com meu maravilhoso marido, Paulo de 27 anos. Somos swingers desde que casamos de fato mesmo antes do casamento adorávamos a idéia de ter sexo com outras pessoas mas sempre achamos que deveria ser feito entre amigos. No meu primeiro ano de faculdade conheci Laura e ficamos muito amigas e como todas as amigas com o tempo estávamos conversando sobre tudo, inclusive sobre sexo.No meu segundo ano de faculdade descobri que ela era bissexual e tinha uma quedinha por mim, fiquei muito excitada e Paulo, na época meu noivo, também. Seria maravilhoso transar com ela mas estávamos de casamento marcado e como precisava da autorização dos meus pais para casar adiei essa experiência(minha família é muito conservadora e se descobri-se que eu fazia sexo com outras pessoas e que Paulo concordava só poderíamos casar dois anos depois).Estávamos loucos para

casar e para viver aquilo que sempre pensávamos e então resolvemos não nos arriscar ainda. Laura de vez em quando me dizia que adoraria “brincar” comigo e eu sempre ficava muito excitada mas não dizia nada para ela, desconversando um pouco.Ela percebia minha excitação mas não me queria provocar problemas por isso um dia me disse que quando eu estivesse pronta ela estaria também eu então contei a ela que adorava a idéia mas esperava me casar antes e que Paulo me apoiava em tudo. Sete meses depois voltei de minha Lua de Mel muito feliz e ela nos ligou e eu fui logo dizendo que havia chegado a hora combinamos e em meia hora estávamos na casa dela esperando que ela descesse. Ela desceu entrou no carro e já me deu um beijo na boca delicioso, eu não acreditava que estava fazendo aquilo era muito gostoso,

perguntei para o Paulo se podia ir para o banco de trás ele ele concordou na hora.Laura voltou a me beijar e comecei a ficar louquinha de tesão e pelo volume na calça do Paulo ele também.Ela me pediu para mostrar a buc ho junto com minha calcinha preta até os joelhos, ela deu um sorriso e disse:Que coisinha linda vamos brincar muito hein! deu um beijo nela e continuou:Agora só falta eu ver o pintão que entra nela.Posso ver?Eu com a cabeça disse sim e ela foi abrindo o zíper da calça do Paulo que continuava dirigindo louco para chegar em casa e libertou aquela pica maravilhosa segurando-a bem forte.Eu fiquei molhadinha na hora vendo o meu maridão com o pinto na mão da minha amiga.Estávamos chegando em

casa e como moramos em um apartamento me vesti rapidamente enquanto Laura recolocava aquele pinto de volta na calça. Subimos o elevador e não falamos nada só ouviamos nossa respiração ofegante de tesão.Chegamos em casa e nos sentamos no sofá, eu estava muito nervosa e tímida embora cheia de tesão e Laura me deu um beijinho na boca e me disse que era normal ficarmos nervosos mas que iríamos brincar e nos divertir muito, disse também:Agora é minha vez de mostrar minha bucetinha para vocês.Começou a tirar a sainha preta e uma calcinha branca que pude ver que estava bem molhadinha, não sei porque mas fiquei excitadíssima vendo aquela bucetinha raspadinha bem rosinha e tive vontade de tocá- la.Comecei a passar minha mãozinha naquela bucetinha e estava adorando e Laura também, ela então beijou minha boca e começou a beijar meu corpo inteiro principalmente o meu umbiguinho meus peitinhos (duríssimos já nesta hora)minhas pernas até para na minha bucetinha, ela começou chupando os meus grandes lábios depois meus pequenos

lábios deu um beijinho no meu grelinho enfiou a língua dentro de mim e depois pouco me lembro pois estava nas nuvens,ainda mais quando ela me chupou e me penetrou ao mesmo tempo comecei a gozar, realmente mulher sabe chupar. Ela me deu um beijo e pude sentir meu próprio gostinho em sua boca e pedi para chupá-la o mais rápido possível comecei a chupar e descobri que o gosto de uma mulher é puro tesão, chupei mordisquei e a penetrei com a minha língua ndo na minha boca, fui beijá-la e fiquei abraçadinha com ela no chão.Meu marido estava quase gozando(estava se masturbando o tempo todo)e como sou louca por uma porrinha quente fiz ele gozar na minha boquinha com algumas

chupadas e aquela pica continuou em pé.Laura pediu para chupá-lo e eu deixei (era lindo demais), estava louca para receber ele dentro de mim quando Laura falou para eu sentar nele comecei a sentar bem devagar sentindo aquela cabeça enorme me penetrar e em alguns segundos o estava cavalgando, Laura que estava na nossa frente começou a chupar o saquinho dele, ele berrou:Assim não dá assim eu vou gozar!! eu então diminui o rítimo e ele conseguiu se segurar, só que para minha surpresa e felicidade Laura passou a me chupar enquanto eu cavalgava meu maridão, não resisti e gozei duas vezes seguidas, Paulo teve que se segurar mas não aguentou e gozou na minha bucetinha, senti aquele picão todo murchar dentro de mim e me levantei deixando aquela porra escorrer para Laura provar um pouquinho do néctar do meu marido, ela adorou. Ficamos sentados falando como tinha sido gostoso e Laura se levantou e disse que não podia deixar aquele pinto sem colocá-lo dentro dela na mesma hora o pau do Paulo subiu e eu resolvi retribuir tudo o que ela tinha me

proporcionado naquele dia disse para o Paulo:Mô vamos fazer ela gozar gostoso?ele rindo me respondeu :Com todo prazer. Ele a pegou e a colocou na mesa com as pernas bem abertas e disse:Deixa eu dar umas lambidinhas nessa bucetinha que minha mulher teve o prazer de provar.começou a chupá-la um pouquinho e percebendo que ela já estava excitada olhou para mim e disse:É bem gostosinha mesmo , agora vamos ver se ela me recebe gostoso.Fui junto deles dei um beijo na boca de cada um e ele começou a penetrá-la e comecei a ouvir os gemidos dois dois e passei a fazer o que ela tinha feito comigo chupei a bucetinha dela enquanto meu maridão realmente brincava com ela até que ela gozou e gozou e

gozou, 3 toso. Estávamos todos cansados e melados fomos tomar banho rindo muito do que acabavamos de experimentar trocamos alguns beijinhos e carícias nos vestimos e a deixamos em casa super satizfeitos trocando mais alguns beijinhos.Chegamos em casa e conversamos sobre o que tinha acontecido e quanto nós nos amávamos, dormimos abraçadinhos super felizes. Depois disso a Laura se tornou ainda mais amigas e até hoje nos divertimos muito (ela e mais outros amigos nossos)escrevi esta carta pois achamos legal compartilhar experiências.Adoramos ajudar casais ou pessoas que sentem o mesmo que nós se precisarem ou quiserem nos escrever

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *