Rapidinha de Carnaval

Maria sempre desajeitada,mal mal tentava a sorte no amor,devido às compilações que sempre obteve com seus affers,então o que lhe importava era ficar
Um dia de Carnaval,Maria,resolveu como de costume ficar com vários já que isso virou moda na sociedade moderna,porém,um homem lhe chamou a atenção.Forte,musculoso porém …Sozinho!Perguntava como isso é possível no Carnaval,então resolveu chegar para ver se o papo era bom o bastante de “ficar”com ele.
-Olá!
-Olá!
-Como você chama?Perguntou Maria.
-Roberto e o seu?Perguntou o homem.
-Maria.
-Porque você não está curtindo o Carnaval,ele está bombando!.
-Ah,estou exausto dessas mulheres fáceis sem papo,sem nada na cabeça isso me deixa nervoso e sem paciencia ao ponto de querer ficar com alguém nesse Carnaval.Explicou Roberto.
-Hum,entendi.Falou Maria assustada.
-E você está curtindo o Carnaval?Perguntou Roberto.
-Claro.
-Só fazer uma pequena pergunta,você curte o Carnaval assim sozinho sempre?Perguntou Maria intrigada.
-Não,só esse ano mesmo,resolvi vir pra cá de última hora,pois dizem que o Carnaval daqui é bom.
-Eh verdade.Carnaval de Diamantina sempre bomba.
Maria por via das dúvidas ,estava começando a entender aquele homem misterioso e instigante,pois,não era aqueles homens que se encontram em qualquer parte da cidade,com princípios,caráter e simpatia também.
-Quer ficar comigo?
-Claro,porque não iria?
-Mas assim logo de cara?
-A questão que nem é essa,é que eu gostei do seu papo o me intrigou saber um pouco mais sobre você.
E começaram a beijar repentinamente como loucos para talvez saciar a falta de carinho que ambos não estavam recebendo de acordo com que pensaram.
Maria apesar de pegadora não conseguiu se firmar com ninguém,pois,quando finalmente quis e deu pra namorar o homem que estava lhe chifrou 3 vezes,e assim,vivia um trauma subsequente sempre.
Roberto por sua vez,estava livre,solteiro a 6 meses,devido ao seu último relacionamento conturbado devido ao ciúmes de sua antiga namorada,que era excessivo o que lhe cansava sempre.
Ambos queriam algo mais,mas não encontravam a pessoa certa para ficar,talvez aquele dia tivesse encontrado a chave dos sonhos de qualquer ser humano pretende conseguir:a felicidade e o amor verdadeiro.
Nesse instante estavam com tesão, e nem por isso deixariam tudo pelo ares,sabiam o que queriam e então resolveram praticar ali mesmo no meio da multidão.
-Hum,peitoral forte.Falou Maria com a maior cara de safada.
-E esses seios deliciosos,tem como resistir?Explicou Roberto.
Roberto tirou o cropped que Maria usava,e logo após o sutiã “para que sentisse mais à vontade”,naquele calor intenso que estava em Diamantina,e começou a chupá-la devagarinho até gemer baixinho.
Depois de um certo tempo,Maria,abriu o short do homem e bateu um boquete delicioso,deixando louco o rapaz.
Tudo estava ocorrendo depressa demais,afinal era Carnaval e queriam também curtir.
Roberto tirou a calcinha de renda que ela utilizava,deixando-o com mais tesão,chupando seu grelo repentinamente para gozar rapidinho,pois,estavam vendo que a situação estava começando a sair fora do controle.
Maria boba não era,demorou a gozar só pra o rapaz ficar passando a língua nos grandes lábios e no grelo,até que enfim gozou.
Ambos colocaram a roupa ,e como consequencia resolveram curtir,até a improvável pergunta vieste a surgir:
-Quer namorar comigo?
Ambos ficaram constrangidos,mas aceitaram,mesmo sabendo que foi através da rapidinha de Carnaval que conheceram o par que poderia durar a vida inteira.

Sexo Por Telefone
Disk Sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *