Meu primeiro homem

Essa história aconteceu comigo há muitos anos, mas tinha um certo medo de revelar, medo esse perdido ao ler contos quase parecidos. Tenho 41 anos, solteiro e sem filhos. Mas vamos a estória.
O ano era 1991. Passei um mês na casa da minha madrinha, por ser muito apegado a ela e porque era apaixonado pelo filho mais novo dela, o Gonçalves. Quase a mesma idade que eu, lindo e com uma pica que me deixava louco. Nesse período estivemos sempre juntos e sempre que podia, arrumava uma forma de esbarrar nele para a minha mão segurar naquele mastro. Até que um dia, dei um pretexto para dormir no quarto dele, prontamente aceito. Foi a deixa que precisava para fazer a investida. Logo fui abrindo o jogo com ele:

Sexo Por Telefone


– Cara, não vou negar, mesmo sabendo que você vai me expulsar do seu quarto. Mas eu sou apaixonado por você e quero foder contigo.
Para a minha surpresa, ele respondeu:
– Também sou apaixonado por você. Quero você pra mim.
Depois disso, nos beijamos loucamente e fizemos 69. Mamar aquele pau foi uma delícia, chupei tudo, até as bolas. Até que ele não aguentou e disse:
– Vou comer teu cuzinho. E depois você me come.
Na mesma hora fiquei de quatro e ele, meio desajeitado, começou a me comer. Que delícia sentir aquele pau dentro de mim. Mandei ele me comer com força e uns minutos depois ele gozou. Senti aquele leite quente escorrendo nas minhas coxas. Depois a foi a vez de comer aquele cuzinho lindo e também não demorei muito pra encher de porra.
Durante anos viramos amantes e sempre nos encontrávamos pra transar. Hoje, ele é casado, tem dois filhos. Mas nunca me esqueceu e quer marcar um novo encontro, quando for visitar a mãe. E eu, claro, estou ansioso por esse dia.

Disk Sexo

2 thoughts on “Meu primeiro homem

  1. NÃO gostei , detesto violencia , gosto de ser tratado com carinho ,acho que todo VIADO deve ser tratado com carinho , SOU CASADO com MULHER mas ADORO UMA PIK ATOLADA NO MEU CU, ainda mais se for de um NEGÃO PAUZUDO .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *