Tive uma madrasta gostosa

Olá á todos leitores. Nome fictício. Me chamo Django, na época eu tinha entre meus 15 a 16 anos. Meu pai , na época namorava uma mulher muito gostosa. E até então no começo quando a conheci nunca tive outros olhares para Ela a não ser de entiado e madrasta. Ela ela uma loira, com peitão e bunda bem saliente, sempre de marca de biquíni. Era um tesão. Aqueles seios enormes. Tudo aconteceu quando uma certa vez ela bebeu muito naquele dia e acabou deitando na cama dela e simplesmente apagou, eu como dormia no chão ao lado da cama fui em direção a minha cama e vi ela deitada na cama mas com as pernas para fora da cama. Ela estava de saia nas coxas mas no deitar dela a sai subiu e ficou a

calcinha a mostra. A calcinha era transparente e dava pra ver toda a buceta dela que era linda . Grelinho pra fora , uma delícia. Na hora fiquei observando por alguns minutos, e meu tesão foi a mil, quase que cai de boca ali naquela mesma hora, mas não criei coragem. Até pq meu pai estava na casa. Bom alguns dias se passou e já eu não olhava mais pra Ela da mesma forma do incio, agora já sentia desejo por Ela. Em uma outra oportunida aconteceu que, estava tendo uma festinha em casa , pouca gente, e no final ficou somente eu meu pai e minha madrasta. Era noite e minha madrasta tinha ido para seu quarto. E em um certo momento precisei pegar um cobertor que estava no quarto. Mas não imaginei no que viria lá. A porta estava encostada, e luzes apagadas. Quando chego na porta eu bate , pedindo licença , mas Ela não

respondeu. Então entrei devagar, para não acorda lá. Quando derrepente me deparo com ela toda nua na cama dormindo. Nossa era muito linda, acho q era uma das primeiras mulheres que tinha visto nua na minha frente. Meu tesão foi no céu , e eu queria chupar Ela ali naquele instante , mas me contive, então tirei o pau para fora e comecei a me punhetar e chegar com meu rosto perto da sua buceta para ao menos sentir o cheiro. Nossa estava quase giszando já. Derrepente Ela desperta E me olha , em segundos ela volta a fechar os olhos. Eu assustado sai depressa do quarto. Mas com medo da bronca vir no outro dia mais cedo. No dia seguinte Ela estava de pé já lavando a louça e de sainha curta, toda vez eu via a poupa da bunda dela. E percebi que Ela não comentou nada. Foi um segredinho que morreu com a gente até hoje, rsrs

Enfim , além dessa história Real tenho muitas outras aventuras. Se gostaram comentem aí, digam o que acharam, que postarei mais. Bjos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *