Quando meu marido descobriu que era corno

Vou contar a vez que meu marido descobriu que era corno! Eu fazia aula de Francês nos Jardins, ia depois do trabalho e meu marido me buscava na saída, então nunca tive muitas oportunidades de sair com os colegas para uma sacanagenzinha básica.

Porém um dia era aniversário do meu colega Rodrigo e combinamos de ir na Pizzaria Margarita ali do lado, quando saímos todos juntos da escola, vi o carro do meu marido estacionado. Havia esquecido de avisa-lo! Passei ao lado do carro dele com a minha turma, e não sei por que, fingi que não o vi!

Entramos na Pizzaria e ficamos bebendo caipirinha na recepção até vagar uma mesa, reparei que meu marido ficava do lado de fora, andando pela rua e nos olhando, e eu continuei fingindo que não o via! Conversa vai, bebida vem e o Rodrigo começou com a mão boba a me pegar nos braços, alisar as costas, a cintura…

Nossa mesa vagou, e fomos sentar, o Rodrigo ao meu lado! Meu marido então entrou e ficou no bar para “ver e não ser visto”. A festa estava animada, bebemos champagne e vinho, comemos pizza… A mão boba do Rodrigo estava na minha coxa, mas agora era minha mão boba que alisava seu pau de vez em quando. Aos poucos os colegas foram embora e ficamos só eu e o Rodrigo!

Eu estava alta e muito excitada com meu marido espionando e o Rodrigo passando sua mão em mim, nos beijamos na boca demoradamente, e eu disse que tinha um presente especial de aniversário para dar para ele! Pagamos a conta e saímos, meu marido já não estava no bar! Estaria por perto? Teria ido embora? Fui até o carro do Rodrigo, entrei no banco de traz comecei a beijá-lo, passar a mão no seu pau, pondo-o para fora e comecei a chupar gostoso.

O Rodrigo tirou a minha calcinha, massageou minha bunda, enfiou o dedo na minha xaninha e bateu uma siririca até eu gozar em sua mão. Eu continuei tarada e parti para cima do Rodrigo para cavalgar naquele pau gostoso! Foi quando percebi que meu marido nos olhava por trás de uma árvore, o vidro do carro era escuro e já estava meio embaçado, mas tenho certeza que ele sabia o que estava acontecendo!

Eu e meu amante gozamos juntinho, gostoso e demoradamente, senti aquele liquido dentro de mim, coloquei minha calcinha e pedi para o Rodrigo me levar para casa! Quando cheguei, peguei o elevador e meu marido estava nele vindo da garagem, me fiz de desentendida, disse que tinha ido a um aniversário e perguntei onde ele estava? Ele disse que foi me buscar, mas como não me encontrou, foi tomar uma cerveja pelo bairro.

Quer dizer que além de Corno, era Manso! Confesso que fiquei meio puta com a atitude dele, então ao entrar em nosso apartamento resolvi provocá-lo um pouco. Disse que estava alegrinha pela bebida e pedi que ele me ajuda-se a me despir, então ele tirou meu vestido, e depois a minha calcinha, que estava toda molhada de sexo. Pedi para ele cheirar e ver se tinha um cheiro diferente? Ele disse que não, estava normal! “Normal?” Estava cheia do gozo meu e do Rodrigo!

Pedi para ele lamber minhas coxas e bucetinha, que estavam todas meladas, ele obedeceu! Lambeu aquele escorrido de porra nas minhas pernas e chupou minha bocetinha molhada! Em situações normais eu me lavo e estou sempre bem cheirosa, mas estava muito brava com aquele Corno Manso. Perguntei de novo se estava tudo normal e ele disse que sim!

Deitei-o na cama e me agachei na sua cara esfregando minha bunda e a xaninha na cara do Corno, quase o sufocando! Depois mandei ele bater uma punheta enquanto me chupava até quase gozar, ele obedeceu! Fiquei de quatro e mandei ele gozar na minha bunda e depois mandei-o lamber toda a porra! É muito bom ter este poder de mandar no marido, humilhar e o tonto não fazer nada! Tive a ideia com este vídeo: http://www.romanvideo.net/TRAILERS/Trailer-FacesittersInHeat-Vol37.wmv

No final das contas foi tudo ótimo! Não precisava mais pensar em mentiras, qualquer desculpa colava! Despertou em mim um lado perverso que eu não conhecia, mas que me excita muito desempenhá-lo. Sabe o que eu faço de vez em quando? No meio da transa com meus amantes? Ligo para o meu marido escondido e deixo ele escutar a transa, e eu capricho nos gemidos, gritando, isso, mete, me fode, põe Corno no meu marido…

Quando chego em casa ele finge que nada aconteceu! Corno … Manso!

E esta é a nossa relação! Não é Ótimo?

Beijos,

[email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *