Pagando a conta do Marido

Oi pessoal… pra que não me conhece meu nome é Rico um cara normal, casado, safado, boa lábia e que adora um caso extraconjugal…porém em casa com a esposa sabe muito bem deixa-la satisfeita e realizada ma cama.
O caso que eu vou conta hj é sobre a linda eaposa do dono do supermercado e sacolão top que tem aqui na cidade. Carol é nutricionista, cabelos loiros, olhos azuis e um corpo delicioso esculpido pela boa alimentação, pela academia, massagem e tudo mais que o dinheiro pode ajudar. Gostosa é a definição.
Dinei seu marido estava no aegundo casamento e seus negócios iam mal… restando ao rapaz apenas administrar dívidas para tentar nao falir de vez e com isso havia deixado Carol um pouco de lado..

Um belo dia eu como representante comercial precisei cobrar uma divida de 2000,00 dele porem ele não tinha como pagar…resolvi parcelar em 5 prestações para ajuda-lo ja que ele era um cara bacana. Ocorre é que logo na primeira prestação ele ja atrasou. Fui la no supernercado na intenção de conversar com ele mas ele não tava… Carol foi quem me atendeu. Linda e educada como sempre…com uma calça colada e uma blusa branca de seda…sem sutian mas mesmo assim bem discreta. Quem não conseguiu ser discreto foi eu que ja fiquei de pau duro na hora imaginando aquele peito delicioso na.minha boca. Expliquei a ela o motivo da visita e disse sobre o nosso acordo. Ela disse que pegaria o dinheiro com ele e levaria no.meu escritório mais tarde. Fui embora pois tinha que resolver outras coisas…

No mesmo dia ja.no fim do expediente recebo uma ligação da Carol dizendo que iria um.pouco.mais tarde e se eu podia esperar ela por la…claro que disse que sim. Uma.meia hora mais tarde Carol chegou ao meu escritório… usaca a mesma blusa de cedo porém notei que havia vestido uma saia rodada (acho que é assim que se fala) e eatava de salto…não muito alto mas que favorecia sua bunda linda. Rs.

Carol entrou perfumando a sala…puxei a cadeira e perguntei se ela bebia algo. Ela disse que poderia ser uma água apesar que preferia mesmo um bom vinho. Sai para buscar a água mas ja voltei com uma taça de vinho e com outra de água. Queria ver no que aquilo ia dar. Ela olhou pras duas taças e disse que vinho era bom apenas acompanhada… e ja emendou que adoraria que eu a fizesse companhia nessa taça e eu obviamente não pensei duas vezes. Ela deu um gole, elogiou o vinho e começou a falar sobre a dívida…dizendo que ele não tinha como.pagar a parcela naquele momento… 400,00.
Eu disse a ela que.pra mim também era difícil pq vivia disso e não tinha como perdoar. Ela levantou e me falou…:
– Talvez eu e vc podemos negociar…o que acha ? Peça o que for do seu interesse.

Eu despistei e desconversei dizendo que não tava entendendo… e ela mais que depressa disse:
– Fale logo…ou vc acha que nunca reparei como me come com os olhos… aproveite a chance de me comer de verdade. Falando isso se aproximou de mim e me deu um beijo molhado e cheio de malícia. Então pensei…vou fazer essa patricinha de puta…até quitar esse prejuízo.
O beijo foi otimo…segurei suas costas e desci a mão pela saia apertando firme sua bunda trazendo ela pro meu pau…ela suspirou e rebolou a buceta colada nele. Virei ela de costas e encaixei na sua bunda…ela não parava de rebolar…eu apertava seus seios… hummmm so de lembrar fico louco. Coloquei ela sobre a mesa e tirei sua calcinha toda babada… era hora de chupar aquela buceta linda…e foi o que fiz… passava a lingua de cima a baixo e voltava…prendendo o grelinho entre os lábios, sugando e passando a língua… ela apertava minha cabeca contra sua buceta…quando eu enfiei o dedo…ela não aguentou e gosou. Caiu de costas na mesa. Esperei um instante e comecei a roçar a cabeça do meu pau na buceta dela preparando pra meter… ela segurou minha bunda e puxou com força me fazendo enterrar a vara de uma so vez…ela gemeu

e disse: Me come com força. Levantei as pernas dela e bombei forte…ela gritava e pedia vara… apertava os seios e enfiava oa dedoa na boca dela… ela delirava. Eu bombava forte. Ela gritava que tava bom e pedia mais….aquela delicia tinha potencial. Virei ela de bruços na mesa e a danada disse….hummmm adoro dar de quatro… dei dois tapas naquela bunda gostosa e ela pedia mais… meti sem dó por alguns minutos ate anunciar o gozo… ela saiu depressa e começou a mamar… quando ia gozar ela tirou da boca e deixou os jatos baterem no rosto e peitos… depois continuou chupando ate meu pau ficar limpinho.

Carol levantou se limpou e disse que eu podia continuar vendendo pro marido…mas o acerto a partir de agora seria diretamente com ela. E assim estamos fazendo a quase dois anos… a cada 15 dias ela vem e me pagar.

Se vc é mulher e é de MG e quer uma boa foda me chama.

Não esqueça de votar nos meua contos…em breve contarei sobre nossas viagens nas feiras de negócios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.