Meu cunhado me comeu

Vou usar nomes fictícios para preservar a identidade dos envolvidos, afinal se trata de uma história real.
Me chamo Stela,tenho 32 anos,sou casada há 17 anos com Paulo de 38 anos.
Vou me descrever fisicamente, tenho 1,60m, sou morena, cabelos liso e preto,coxa grossa,bumbum médio,seios médios,não tenho barriga grande,é um corpo normal.
Era sábado, dia da festa de aniversario de 4 anos do meu filho. Minha cunhada Tatiana ia aproveitar a ocasião para apresentar à família o novo namorado.

Sexo Por Telefone


A Tatiana ia buscar o namorado na casa dele e me pediu para ir com ela para fazer companhia. Chegamos lá,ela entrou para chama-lo,eu fiquei no carro esperando.
Pouco tempo depois eles voltam e ela nos apresenta:
-Essa é minha cunhada Stela,Stela esse é meu namorado João Victor.
Fiquei encantada,que homem lindo!Ele deve ter 1,75, é negro, cabeça raspada,barba bem feita,corpo normal,nem magro e nem gordo,uma boca carnuda com um sorriso encantador.
Quando olhei para ele,senti algo diferente.E ele também me olhou diferente.
Nos cumprimentamos com beijo no rosto e fomos para casa.
Durante a festa houve troca de olhares entre nós,ele fazia questão de falar comigo a todo momento e eu correspondia.
Dias após a festa ele me chama no Whatsapp, fiquei surpresa, não estava esperando mensagens dele.
Passamos a trocar mensagens todos os dias, os assuntos eram diversos, porém,nada demais,só coisas do dia-a-dia mesmo.
Tudo mudou no dia em que fomos a um show,eu e ele no banco de trás,meu marido Paulo e a irmã dele Tatiana no banco da frente.
João Victor aproveitou a situação e resolveu arriscar,passou a mão na minha perna e eu deixei,demonstrei a ele que estava gostando,sendo assim ele ousou mais,passou a mão nos meus seios e bem próximo a virilha.
Depois desse dia,o teor da nossa conversa mudou,começamos a falar sobre sexo constantemente.
Até que um dia ele me manda uma mensagem dizendo:
-Quero te comer e sei que vc quer dar pra mim. E ai, vai rolar?
Fiquei sem reação, por mais que ele dava indícios óbvios que estava afim, ele foi muito direto.
Eu queria muito dar pra ele,desde o dia que o vi pela primeira vez,mas tinha medo do meu marido ou minha cunhada descobrir e respondi que não iria rolar.
Continuamos a conversar sobre sexo todos os dias e ele sempre insistindo.
Eu pensava nele a todo momento. Estava apaixonada. Mas o medo de alguém descobrir era grande.
Exatamente no dia que completou um ano que nos conhecemos, era festa do meu filho novamente. Nós dois saímos para buscar o bolo, no meio do caminho ele para numa rua sem movimento e me beija e eu correspondi. Foi maravilhoso, senti um prazer imenso beijando ele. Ele beijou minha boca com tanta vontade, chupou meus seios, tirou meu vestido,minha calcinha e meu sutiã e fez o melhor sexo oral da minha vida,lambeu e chupou meu cu e minha buceta,ele falava a todo momento que eu era muito gostosa,que minha buceta era uma delicia,eu estava em êxtase.
Queria retribuí-lo,pedi pra ele ficar em pé fora do carro e eu sentada no banco do motorista abaixei sua cueca boxer preta e vi aquele pau preto,lisinho,da cabeça grande vermelha,era um tamanho normal,nada exagerado,era lindo. Coloquei na boca e chupei com muita vontade,engolia tudo,chupava as bolas,fiz um boquete maravilhoso e ele gozou na minha boca,engoli tudo. Era a porra mais doce que já tomei. Depois que ele gozou me colocou de 4 no capô do carro e me chupou novamente,chupava meu grelo,enfiava a língua no meu cu… ele é ótimo no sexo oral.
Eu já estava implorando pra ele me comer e falava:
-Me fode logo,quero seu pau na minha buceta.
Ele atendeu e colocou o pau bem devagar,sentia cada centímetro do seu membro entrando em mim. Começou os movimentos lentos e firmes, pedi pra ele aumentar o ritmo, ele socou forte,dava tapas na minha bunda,puxava meu cabelo,me chamava de vadia,safada,cachorra, eu só conseguia gemer e pedir pra ele não parar,tive o primeiro orgasmo durante uma penetração,foi incrível,uma sensação que eu nunca senti antes. Ele percebeu que eu estava gozando e me segurou firme. Depois do orgasmo quis ir alem, pedi pra ele comer meu cuzinho, ele ficou ainda mais louco, chupou meu cu com muita vontade,deixou bem molhadinho e colocou o pau bem devagar,com muita paciência,esperou eu me “acostumar’’ e começou com os movimentos lentos e firmes,ficamos assim poucos instantes,sou acostumada com sexo anal,pedi pra ele socar forte,ele atendeu imediatamente,metia cada vez mais forte, batia na minha bunda,puxava meu cabelo,me xingava de puta,vadia eu estava me sentindo uma verdadeira puta.
Ele mandou eu ajoelhar segurou meu cabelo e despejou jatos de p na minha boca,eu engoli tudo,deixei o pau dele limpinho.
Ele me levantou,me abraçou forte e me deu um beijo na boca,um beijo maravilhoso.
Depois desse dia sempre que temos uma oportunidade nós transamos. Não tem lugar e nem hora,já transamos na escada do prédio,estacionamento de shopping e mercado,na rua,na piscina,até no transito com pessoas nos olhando.
Isso acontece há algum tempo e nossa família nunca desconfiou,somos muito discretos,afinal, somos amantes e não temos interesse de ficarmos juntos,só sexo mesmo.

Disk Sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *