Como consegui meu primeiro menage

Bem, o que passo a contar agora não é fruto da imaginação nem mentiras, é a mais pura verdade.
Sempre tive a maior tara em sair com um casal. ficava imaginando se esses contos e anuncios eram mesmo de verdade ou apenas fantasias. Não acreditava que encontraria um maridoque deixaria sua esposa sair com outro homem e alguns gostavam de ver a esposa gozando e se portando como uma puta na sua frente. Tenho um grande tesão nessa fantasia mas faltava uma oportunidade já que nossa cidade não é muito grande e os casais tem uma reputação a zelar pois a nossa sociedade é muito fechada.

Sexo Por Telefone


Navegando pela net em sites de relacionamento, vi um casal de Cascavel onde o marido queria dividir a esposa com outro e queria ver ela chupando e sendo uma devassa para ele ver.
No começo duvidei que daria certo mas mesmo assim arrisquei um contato. Paulo, (nome fitício é claro) foi muito legal, um cara cabeça aberta mesmo. O cara é doutor na sua área, professor universitário enfim, um cara muito culto. Depois de deixar claro da importancia do sigilo já que não ficaria bem para ambas as partes que isso saisse a público deixamos claro que seria segredo nosso.
De cara ele me disse que sua esposa um pouco mais nova que ele que tinha 45 anos, morena clara, corpo de ninfeta e muito linda e um pouco tímida e que só estava topando isso por insistência dele. Fiquei desconfiado pois era bom demais para ser verdade. A minha fantasia casava com a dele. A minha era comer uma casada com a permissão do marido e a dele era ver ela com outro.
Ele me passou o e-mail dela mas pediu para ir devagar para não assuta-la. Adicionei ela e passei a conversar normalmente para quebrar o gelo e aos poucos ela foi se soltando dizendo que estava fazendo aquilo por ser fatasia dele e quer por ela só teria ele na sua vida que ele era seu amor.
Ela disse que eu podia ser mais direto que gostou do meu jeito descontraido e topava me conhecer.
Eu seria seu segundo homem já que ela só conhecia o paulo na cama.
O paulo me incentivava a falar besteiras pra renata dizendo que ela estava mais solta e até nem estava com tanta vergonha e que depois ele não poderia se arrepender pois ela se entregaria para outro macho de verdade.
Ele mandava eu falar que ia chupar ela toda e que já o Paulo queria, ela que aproveitasse. Dizia que queria ela de quatro mamando minha vara e eu segurando seus cabelos como uma vadia, que eu gozaria em sua cara e em seus peitos, que a trataria como uma puta que era o ela seria de agora em diante. Confesso que eu ficava até um pouco constrangido com isso mas o tesão era mais forte e eu aos poucos dizia o que ele pedira. Ela ao contrário do que eu pensava me atiçava mais e mais.
Pra uma moça do interior ela estva muito solta, parecia uma devassa.
Depois de muito conversar, decidimos que chegara a hora do encontro real. Ele disse que ela estava muito nervosa e pra quebrar o gelo da primeira vez dela e minha também, o encontro seria só nós dois.
Ele estaria no trabalho e a deixaraia ela sozinha me esperando no apto do casal.
Fui, nervoso como só mas fui. Cheguei na entrada do prédio deles e quase voltei, o tesão e a minha chance de realizar minha fantasia estavam em jogo. Fui mais para não se arrepender depois. Chamei pelo interfone conforme combinado e ela me atendeu, sua voz era rouca e parecia um tanto tímida. Mandou eu esperar que ela já descia me receber. Passado uns três minutos desce uma coroa gostosa com cara de safada e achei que seria ela pois, atrás dela vinha uma mocinha muito linda. A coroa tesuda me comprimentou e se foi.
A moça disse pra mim:
– Você é o joão?
– sim. Disse ainda mais nervoso ainda pela sua beleza.
– O que foi, não gostou de mim?
– Não é isso, é que você é melhor que do imaginei. Achei que o Paulo tinha exagerado mas você é tudo de bom!
A mulher era realmente uma gata, não que a coroa era feia, eu adoro coroas mas a renata era uma coisa de louco. Vou descreve-la, morena clara, cabelos lisos um pouco acima da cintura, rostinho delicado com um narizinho delicado e empinadinho, cinturinha fina, seios médios e pra completar uma bunda linda, redondinha e empinada. tirei a sorte grande. Estava de mini saia branca e um top preto de rendinha que realçava sua cintura e sua barriguinha linda de fora. Nem em sonho eu a imaginava assim. Pensava que a foto que ele mandou dela na banheira era de outra ou coisa assim mas era ela mesmo.
Ela me convidou a subir em seu apto para conversarmos e foi na frente subindo as escadas. Eu atrás ia olhando sua pernas e sua bunda, as vezes eu ia mais devagar só pra poder ver sua calcinha. Ela de vez enquanto olhava pra trás e dava um sorrinho pois na certa sabia que eu estava olhando e babando igual cachorro louco.
Já em su apto ela falou que era pra eu ficar a vontade e sentamos no sofá. Perguntei do paulo e ela disse que ele estava trabalhando. Ao lado daquela deusa eu ficava até sem jeito e conversamos bobagens rimos até que surguiu o beijo. No começo foi normal mas aos poucos foi ficando intenso e molhado. Nossa, que boca deliciosa, cheirosa e linda. Seus dentes eram brancos e lindos. Ela era perfeita demias.
No meio de um bom beijo o celular dela toca, era o paulo querendo saber de novidades e ela com aquela voz de puta falando:
– Amor, ele tá aqui passando a mão na minha perna. Nossa amor, ele tá taradinho em mim. Estavamos nos beijando quando você ligou. Que loucura amor.
– Sim amor, gostei sim, ele beija muito gostoso, sua lingua inavde minha boca. É safadinho sim!
– Tá amor, vou aproveitar sim!
Desligou e eu ataquei, coloquei ela de pé e beijei seu corpo demoradamente aproveitando cada pedaço. Ela soltou a saia e ví uma minúscula calcinha preta transparente tão pequena que mal tapava a bichinha (buceta) dela. Atrás era só um fio e eu arranquei com avidez para meter a lingua em sua bicha. Ela toda depilada como eu gosto.
Deitei ela no safá e chupei como louco, meu pau estava até doendo de tão duro. Amo chupar. Enfiava a lingua com gosto naquela rachinha linda e cheirosa. Ela disse para irmos ao quarto que era mais confortável ela foi na frente e eu logo depois dela igual um cachorro quando tá com uma cadela no cio.
O quarto era bem grande e ela baixou a luz para dar um toque especial. Ligou a tv num desses canais de música e se deitou com a bunda pra cima. Mordi suavemente sua bundinha e passei a lingua em seu cuzinho.
Tava tarado naquela gata. Dexei ela gozar em minha lingua, ela teve um orgasmo e se retorcia na cama e pegava em minha cabeçã esfregando em sua bicha. Chupei seus peitos, pescoço sua boca. Tava bom demais. Só estranhava que la não soltava o celular. De certo trocando mensagens com seu marido.
Eu sentei na cama ao seu lado para beija-la, tava uma delícia e ela tirou meu pau pra fora e começou uma punheta pra mim. Eu tava louco por uma chupeta pois adoro sexo oral. Ela pegava nele com carinho e alisava, pegava nas bolas e as acariciava com muita maestria. ela caiu de boca. Cara, que delícia. Ela era muito puta. Chupava até onde podia e chegava a babar em meu saco. Eu pegava em seu cabelo e socava a vara na sua boca.
Ela adorava mamar uma vara. O Paulo tinha ensinado bem ela a satisfazer um homem. Ele de acordo com ela era um depravado. Ela disse que ele mandou ela se soltar comigo. Pra ser puta mesmo e ela faria ele se orgulhar de sua esposa e eu não ter do que reclamar.
Reclamar de que pensei, uma linda gata, um apto só pra nós e ainda ela safada daquele jeito.
Ela dizia que tinha ido com a minha cara. Não que eu seja lindo mas do meu jeitão brincalhão e decontraido de ser. É que as vezes eu fazia piada de nossa situação e por isso ela estava tão a vontade comigo.
Depois que ela mamou a vontade, deitou com as pernas abertas e fizemos um papai mamãe delicioso. Bejava e socava a vara naquela puta casada. Quanto mais eu socava mais ela gemia, ela aguentava mesmo o tranco. Sua bichinha era apertada e eu sentia cada centimentro de sua buceta. parece que apertava meu pau. Depois de pouco tempo nessa posição ela queria de quatro. Empinou bem a bunda de um jeito…
Não resisti e dei mais umas linguadas em seu rabo, nossa, que delicia!
Ajeitei o pau em sua racha e coloquei de uma vez e ela gemeu forte e ficou parada.
Gozou a safada.
De novo o celular, era o paulo querendo saber o que nós estavamos fazendo. Ela com a maior cara de pau e naturalidade falava que estava de quatro na cama deles e que acabara de gozar e que eu estava com as mãos na sua cintura socando a vara.
– Amor, queria que você me visse, o joão tá me pegando daquele jeito que você gosta, ele é um safado.
Obrigado meu querido por este prazer! Já gozei duas vezes com ele. Logo eu que era uma santa hein?
Você me transformou em uma puta devassa. Agora você já é um corno, tá feliz amor, você queria né?
Acho que eu gostei da coisa, você vai ser o maior corno de Cascavel.
Ao ouvir esta palavras disse que ia gozar. Ela rapidamente se soltou e deitou de costas e disse que era pra eu gozar em seus peitos. Não entendi mas ela queria. Tirei a camisinha e gozei em seus peitos e ela espalhava a porra que escorria grossa de minha vara. Até no cabelo foi um pouco. Ela espalhava como se aquilo fosse um creme de massagem, se lambuzou toda.
Deitei para um fôlego e a beijei muito depois da foda que demos. Ela me perguntou o que eu achei e disse que foi bom demais e que ela tinha um marido muito legal, camarada e cabeça.
Ela falou que por ela só seria dele a vida toda mas o amava e fazia o que ele pedia. No começo quiz largar dele mas o amor falou mais alto e se ele queria ela não o estaria traindo, estava era realizando a fantasia de dividir ela com outro.
Ela disse que por ora era só e que depois ele me ligaria.
Achei estranho que ela se vestiu e nem limpou a porra nos seios nem no cabelo, apenas prendeu os cabelos e me deixou na portaria.
Mais tarde o Paulo me liga e disse que a renata adorou meus beijos e minha chupada em sua bicha. Disse que a bucetinha dela estava mais quente do que de costume e mais gostosa pois assim que eu sai ele chegou e foram pra cama pra ele conferir. Ele achou que ela não se soltaria tanto mas que adorou ver a esposa com a buceta inchada de levar vara de outro homem e da próxima vez seria nós três juntos.
essa eu conto depois…
Quero comentários pois é um conto real tudo vivido em minha cidade do paraná onde eu nunca achava que aconteceria.
se tiver algum casal interessado em viver uma aventura me contate.

Disk Sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *