Comi a amiga com a amante tomando banho!

Algum tempo atrás, trabalhava em um órgão Público aqui em SP responsável pela emissão de documentos. Posso dizer que era uma versão mais light mas não menos cheia de putaria do antigo provedor de Internet que trabalhava, com várias mulheres solteiras e safadas que tive o prazer de me aventurar! Já estava noivo e faltavam poucos meses para me casar então aproveitava ao máximo as oportunidades que apareciam!

Sexo Por Telefone

A empresa era de grande porte, com uma vasta quantidade de funcionários e praticamente todos se conheciam, saiam juntos ou até mesmo eram casais formados lá mesmo o que deixava difícil esconder os esquemas que arrumava, mas curiosamente, graças a isso consegui a façanha que vou relatar nesse conto (Novamente… Não sei como consigo me envolver nessas coisas, só acontecem!).

Pouco antes, havia me envolvido com uma mulher casada que chamarei de Bel e trabalhava em um dos departamentos que prestava serviço. Era mais velha que eu, coroa e bem bonita, não aparentando a idade que tinha (Na época, tinha 12 anos a mais que eu, que tinha 25!) com longos cabelos pretos e lisos, sempre bem maquiada, quadris largos, um corpo bem cuidado e era bem safada! Não escondia suas intenções e não escondia que adorava fazer o marido de corno, como não tenho nada com isso, não me incomodei e curtia com ela bons períodos nos hotéis nos arredores de Santo Amaro!

Não tínhamos exclusividade, então éramos livres para sair com outras pessoas quando bem queríamos e matávamos a saudade casualmente, porém, fomos nos distanciando até que ficamos um bom tempo sem sexo, mas aproveitando para nos pegar nos cantos escondidos da empresa! Nesse meio tempo, uma das mulheres que eu ficava era bem próxima a ela e ao contrário da Bel, era bem mais comportada! Tínhamos a mesma idade e era solteira, um par de seios grande deliciosos, mais cheinha que a Bel e mais alta também, lábios grossos e no que se dizia a respeito de sexo, era bem mais tranquila mas adorava uma pegada forte!

Passei a ficar mais tempo com ela do que com as outras, como morava sozinha já tínhamos sempre lugar certo pra ir para ficar mais a vontade! Íamos normalmente aos finais de semana e mal dava tempo de entrar em casa, já sendo recebido com um beijo safado e um delicioso apertão no meu pau por cima da calça. Do lado de fora mesmo, já abocanhava seus seios e os chupava com vontade sempre deixando marcas e ela já tirava meu pau pra fora e me chupava com sua boca gulosa! Passava bastante tempo em sua casa e por quase todo o tempo, fodendo como loucos.

Um dia qualquer da semana a Bel foi me procurar, obviamente com propostas para foder depois do trabalho e me disse que estava sabendo sobre minha nova aventura com sua amiga. Como a proposta dela foi boa, resolvi ir matar a saudade… Rs! Nos encontramos em um hotel no mesmo dia, tinha até esquecido de como a pegada dela era boa e como era safada na cama! Combinamos de não falar sobre nosso encontro a Lia (sua amiga) sobre esse encontro e fomos embora!

Passou-se algum tempo do ocorrido, não tinha ficado novamente com a Bel (A não ser as tradicionais provocações dentro da empresa!) e praticamente todo Sábado ia a Lia. Combinamos de sair em um desses dias e quando cheguei a sua casa, quem abriu o portão foi a Bel. Admito do no momento fiquei pálido e bem surpreso (Algo de bom poderia acontecer… Ou muito ruim.. Rs!), a cumprimentei e entrei. Lia me cumprimentou e ficamos conversando na sala, eu ainda estava tenso esperando o que poderia acontecer e olhando para a cara de satisfação e deboche da Bel, mas percebi que não havia nada combinado entre elas (Nada de sexo a três, infelizmente…). Fui ficando mais relaxado e conversando mais tranquilamente até a hora que Lia disse que ia tomar um banho e se arrumar para que pudéssemos sair! Não sei descrever a cara da Bel nessa hora…

Ainda não tinha ouvido o som do chuveiro ligando quando Bel já estava de joelhos a minha frente abrindo o ziper da minha calça e passando a língua nos lábios. Aquela cena deixou meu pau duro na mesma hora e não me esforcei nem um pouco para evitar que aquela boca gulosa me chupasse como sempre me enlouquecia, concentrando na cabeça fazendo pressão, apertando com os lábios, cuspindo e depois descendo devagar até o final engolindo todo, engasgando e depois tirando! Me olhava enquanto me contorcia e abafava os gemidos quando chupava mais forte, punhetava, mordia e depois voltava a engolir…. O chuveiro já estava ligado!

Se levantou me beijando e praticamente arrancando a calça jeans justa, que marcava bem seus quadris e socada em sua bunda! Ajudei abaixando até os joelhos e a joguei no sofá fazendo-a ficar apoiada nos braços e empinada como gosto. A vontade que tinha era de dar tapas fortes naquele rabão como sempre fazia e deixá-la marcada, mas o barulho certamente chamaria atenção de Lia no banheiro. Cravei meus dedos em sua bunda, abrindo e passando minha língua do seu grelo até seu cuzinho sentindo o gosto de seu mel, bati com meu pau na entrada da sua buceta e fui empurrando devagar até o fundo. Agarrada a uma almofada, ela abafava os gemidos quando acelerava e a fodia mais forte puxando pela cintura, com uma das mãos apertava minhas bolas entre suas pernas e depois esfregava seu grelo quando gozou enfiando o rosto no travesseiro e abafando o grito. A cena me enlouqueceu e acabei gozando dentro dela me esforçando para não gritar da mesma forma…. No banheiro, conseguia ouvir Lia cantando!

Me sentei no sofá exausto e Bel pulou em cima de mim novamente, me beijando. Disse que tínhamos que parar antes que ela saisse do banho, mas meu pau dizia o contrário e já estava meia bomba e endurecendo lentamente! Novamente ela caiu de boca e voltou a chupá-lo como se fosse devorar até endurecer. Montou em mim e o encaixou de uma vez em sua buceta, apertei sua bunda puxando contra meu corpo e sussurrando em seu ouvido para rebolar. Os movimentos foram ficando mais rápidos quando senti ela gozando novamente mordendo meu ombro e abafando novamente um grito de tesão. Se sentou a meu lado ofegante e começou a me punhetar enquanto me beijava, me pedindo bem safada para que gozasse, me olhando safada e mordendo os lábios. Assim que sentiu que estava quase lá, o abocanhou e punhetou em sua boca tomando todo meu leite, sugando forte até a última gota.

Estávamos nos recompondo quando ouvimos o chuveiro desligar e quando Lia terminou de se vestir e nos encontrou na sala, eramos como dois bons amigos conversando trivialidades sem malicia nenhuma! Já faz um bom tempo, e até hoje comentamos sobre essa aventura quando conversamos…

Espero que tenham gostado!

E-mail: victor. [email protected] Com
skype: victorlionheart

Disk Sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *