Carnaval do Pecado

Olá, o fato narrado aconteceu durante o carnaval deste ano 2018, eu moreno claro, 1.74 mt, esse ano, fiz 22 anos, tenho uma irmã que vou clama-la de Juliana, july tem 1.56mt, tem hoje 19 anos, cabelos encaracolados, nós somos filhos de pais diferentes, temos liberdade de conversar sobre tudo incluindo sexo, claro que não assim perante a qualquer pessoas, mais pelo whatsapp, quando juntos, nunca dividimos o mesmo quarto, mais durante esse carnaval estávamos sós porque queríamos e gostamos de carnaval enquanto nossos pais foram tirar férias em nossa casa de praia.

Sexo Por Telefone


No primeiro dia de carnaval fomos para um camarote, July com um shortinho de lycra que a deixava muito gata a camisa do camarote transformada num bustiê, estávamos em casa ainda quando ela me perguntou como ela estava e eu respondi que ela estava linda, gata, e complementei, e esse short menina, já se olhou no espelho?? Sua sorte que nossos pais não estão aqui do contrario você não sairia com esse short desenhando sua buceta!!! Ela riu e foi se olhar eu fui atrás ela olhou e disse que não tinha outro daquela malha e não queria ir de saia.
Bom, quando chegou o Uber, fomos direto para a Ondina, só que soltamos antes porque não passa veículo, já era umas 19 horas então ela me deu a mão e fomos andando por um caminho, carnaval é saber que as pessoas ficam mais solta e era inevitável não perceber que muitos marmanjos olhando para ela, e um cara que passava numa moto com um na garupa passou por nós e disse “que sortudo você, aí lá em casa!!!!”, juliana olha para mim e sorrindo diz, “eles acham que você é meu ficante!!!! Rsrsrs coitados mal sabem que você é meu maninho, e não teria coragem de chegar ao ponto de querer sacanagem não é??” eu rir e não alimentei, chegamos no camarote, caímos na gandaia, dançamos muito juntos ela bebendo energéticos com bebida alcoolica, Juliana tem mania de tomar cervejas etc.. mais nunca energéticos com doses de bebida quente.
Pedir para ele não exagerar, então ela segura minha mão e me puxa me chamando para ir a boat do camarote, musica de balada Juliana começa a chamar minha atenção, muito escuro e com luzes piscantes sentir aquela bunda pressionando meu pau que logo ficou tão duro como pedra, com uma das mãos ela apertava meu pau, eu fingia que nada estava acontecendo mais foi inevitável não sentir tezão, quando a musica baixou um pouco para passar para outra eu tento falar e pergunto se ela está louca, rsrsr ela chama o garçom e pede outra bebida e falando bem alto ela diz ao garçom, “tem whisk? Manda dois um pra mim e outro para meu irmão” quando ela falava isso eu estava com ela colada em mim ela de costas, o garçom me olhou com cara de quem não entendeu nada, bom, nem eu.
Quando o garçom deu a bebida a ela eu tomei, e joguei no canto, foi o suficiente para Juliana ficar irritada, se afastou e foi para o meio das outras pessoas e começou a dançar com um carinha, logo vi ela se beijando com o cara, ficou nisso por uns 10 minutos, foi quando eu sair para buscar 2 refrigerantes um meu e um dela, quando voltei ela e o carinha estavam num canto, ele com uma mão enfiada dentro do shortinho dela, e ela batendo uma punheta para o felizardo.
Não poderia deixa-la assim, então eu puxei ela e o cara se irritou, também irritada ela começa a falar besteira e dispara; tá com ciúmes porque você quer me comer, fala a verdade logo safado!, segurei pela mão e puxei ela para fora da boat do camarote, isso já era umas 2:30 da manhã, fiquei receoso e decidir sair com ela para pegar um Uber de volta, bom, não tinha como andar muito, estava muito complicado, no caminho Juliana então resolve perguntar, se eu estava com ciúmes e lançou, falou sério mesmo que esse shortinho desenha minha buceta seu safado?? Então eu respondi que sim, a culpa não era minha por ela colocar aquele short que realmente deixava bem visível ela, as pessoas passagem indo e vindo do carnaval e ela falava; “Heim, meninas, esse é meu maninho ele tá de olho na minha buceta” as pessoas não entendiam nada mais percebia que ela estava bebendo, não muito distante, resolvi então passar aquela noite num motel muito discreto, entramos ela falando na recepção com comentários que remetia a sexo, então subi com ela para um quarto, ela entra e logo ela reconhece que está num quarto de motel até porque liguei logo a tv e meti um filme de putaria pois eu ia descarregar o tezão eu estava com tzão mesmo não minto. Peguei o celular dela e desliguei e o meu desativei o gps por precaução.
Juliana olha para mim e começa a tirar a roupa toda, eu ali vendo aquela ninfeta linda com um corpo maravilhoso, eu olhava fixamente para aquela buceta, Juliana entra no banheiro enquanto eu fico sentado na cama vendo filme pornor kkkkk claro que eu não iria tentar nada, então resolvi esperar ela saiu do banho enrrolada na toalha, deitou na cama e acabou dormindo e eu ali cheio de tezão, só me restava bater uma punheta aquela ninfeta deitada de bruços com uma bunda linda, deitado ao lado dela vendo filme de putaria com uma mão e a outra acariciando aquela linda raba.
Depois que gozei, tomei um banho quente e fui dormir completamente nu ao lado da juliana, acordamos uma 8 da manhã, juliana olha para mim eu já acordado, claro eu estava de pau duro ela estava toda aberta e eu via nitidamente aquela linda buceta, então, ela pergunta; “você me comeu? Respondi então; o que você acha? Ela levanta e sai a procura de camisinhasss, não achando nenhuma, ela então irritada pergunta; “não me diz que você gozou dentro seu safado??? Então eu disse que sequer toquei na buceta dela, ela riu e disse, tá brincando comigo porra, fala logo enquanto é tempo, me comeu e gozou dentro???? Ela perguntava e não se cobria, quando ela levantou olhou para mim entrou na banheira ligou a hidro e mandou eu pedir algo para comer, fiz prontamente pedir comida para dois, quando chegou ela saiu da hidro se enxugou subiu na cama ficando de 4 ela queria pegar o celular dela, quando ela alcançou o celular permaneceu nessa posição eu olhando falei; Você é toda bucetuda viu, não toquei na sua buceta e nem te comi, vontade não faltou, qualquer outro em meu lugar teria comido você todinha.

Ela não saia da posição, então subi na cama agarrei ela pela cintura e fiquei como um cão tentando engatar na rachada de uma cadela, ela tentando sair conseguiu descer da cama quando peguei ela e empurrei na cama, ela caiu de pernas escancaradas e já fui enfiando a língua, eu sentia aquela buceta tão doce que eu desejei que minha língua tivesse o mesmo tamanho do meu pau, Juliana gemia e gritava fiquei chupando aquela rachada por uns 15 minutos ou mais, para não gozar, sair da posição e mandei ela entrar na banheira, peguei uma bebida no frigobar e começamos a tomar, sentei na borda da banheira enquanto Juliana chupava meu pau, ela chupava e olhava para mim passando a língua nos lábios, quando eu puxei ela para fora da banheira pedir para ela ficar de quatro na borda da cama, ela empina aquela raba deixando aquela buceta exposta e totalmente inchadinha, me posicionei atrás dela e sem camisinha comecei a abrir caminho naquela gruta apertada, Juliana estava linda de 4, eu me segurei muito para não gozar, era uma buceta tão apertada que ao mesmo tempo eu queria muito gozar dentro encher aquela buceta de leite, mais não podia, trocamos de posição ei quei deitado, ela veio por cima de frente para mim quando ela foi sentando ela poe a mão protegendo a buceta olhei para ela sem dizer nada eu cuspi na mão e passei na cabeça da pica ela segurou meu pau e posicionou, ela estava linda eu vendo a buceta dela alí com meu pau passando bem perto entrando pela porta dos fundos, ela já tinha costume porque não tive trabalho, mais ela gritava como uma virgem e gritava dizendo; “come o cú da sua irmão!!!!! Avisei que ia gozar achei que ela ia sair de cima, quando ela mandou eu encher o cu dela de porra, isso já era uma 10 e 45 do dia, paramos para tomar banho e quando terminamos comemos a comida meio que fria, estávamos nús, quando ela me perguntou novamente se eu tinha comido ela na madrugada e seu eu tinha gozado dentro, afirmei que não, ela disse que se por acaso eu estivesse com medo que ela não faria nada so preocupada em ficar gravida pois ela estar no período fértil.
Afirmei que não mais se ela quisesse ainda estava em tempo, ela ficou despreocupada e terminamos de comer, depois deitamos na cama dormimos muito quando foi uma 17 horas acordamos fomos tomar banho e mais uma vez fodemos e desta só fodi a buceta ela não queria dar o cú, saímos do banho e fodendo na cama, chupei muito aquela buceta e quando fui meter ela gemia pedindo para não gozar na bucetinha tirei e puxei ela pelos cabelos e gozei na cara dela, cabelos e cara toda lambuzada, fomos tomar banho novamente, ela secou o cabelo com secador, ajudei ela, nos arrumamos ela com a mesma roupa fomos curtir o carnaval.

Disk Sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *