Sexo com a Faxineira Novinha Putinha

Olá pessoal meu nome é Caio tenho 18 anos ainda não tive nenhuma relação sexual, sou donzelo, é assim que o pessoal fala, mas eu tenho uma namorada que tem quase a mesma idade que eu, é muito gostosinha e birrenta não me dá de jeito nenhum, apenas me deixa fazer carinhos e também faz em mim, me deixa louco de tesão me acabo na punheta. Coisas de donzelo é todo dia.
Eu não tenho transporte nem dinheiro para pagar mulher nem o lugar para levar, então o jeito é 5 a 1 mesmo. Para quem não sabe é popularmente a punheta.

Sexo Por Telefone

Mas esta semana parece que meus pedidos foram atendidos quando cheguei da faculdade eu vi minha mãe conversando com uma senhora não a reconheci de imediato, mas logo lembrei que é nossa faxineira.
Entrei e fui para meu quarto estudar só depois na hora do jantar que minha mãe me disse que a faxineira vai fazer uma cirurgia e quem vai substituir é sua sobrinha.
Eu disse tudo bem minha mãe só espero que não vá mexer nas minhas coisas. Minha mãe falou eu espero que você se comporte e se dê ao respeito a sobrinha da Elza é uma moça jovem e pelo que ela me falou é muito assanhada!
-Que é isso mãe eu estou é fora de problema… –Ai minha mãe falou ainda bem que você entendeu o que eu quis falar. Então estamos entendido não é Caio,
-Claro mãe esquente não eu saio cedo e só volto de noite nem sei se verei esta moça como é o nome dela?
*Simone é o nome dela.
-Ok mãe estou indo vou ver minha namorada até mais tarde, ai sai dei um beijo nela e fui para casa da namorada.
O final de semana sai com minha namorada fomos ao cinema quando voltamos seus pais tinham saído, só voltariam tarde ai aproveitei para xavecar a namorada que estava cheia de tesão, mas não cedia de forma alguma em me dá.
-Mas com muito agrado e carinho me deixou dá uma chupada em sua buceta deliciosa e lisinha ela acabou gozando gostoso na minha boca.
Depois me masturbou me fazendo gozar em cima do seus peitos. Ainda bem que ela está se libertando de seus tabus e medos…Para quem quer comer uma buceta virgem estes agrados já servem de alento. No dia seguinte que era um domingo minha namorada veio até minha casa e depois do almoço fomos para meu quarto ai ela consentiu em fazer sexo anal. fiquei radiante afinal ela nunca quer nada em dois dias ir cedendo assim foi uma maravilha.
Foi muito gostoso afinal ela está apenas se descobrindo como mulher e sua sexualidade que sempre foi reprimida pela criação de seus pais está se libertando dos tabus imposto pela criação rígida.
Delirei de ter conseguido este feito e gozei gostoso em seu rabo apertado e virgem. Foi bom demais sentir minha safadinha gozando com meu pau todo atochado em seu rabo, quando eu gozei minhas pernas tremeram de tanto tesão que eu senti.
Quando terminamos de transar a camisinha estava cheia de muito esperma, ainda brinquei desta vez valeu por todo o tempo que nos conhecemos.
Minha namorada ainda tímida sorriu e falou foi muito bom Caio eu gostei muito tenha calma que logo no conheceremos melhor em tudo. Tenha calma!
Eu estou calmo e quero te fazer minha mulher, quero te levar ao paraíso sempre minha tesuda, quero que seja minha puta gostosa e goze muito comigo sempre. Eu te amo!
-Para quem não deixava fazer nada este final de semana foi um grande avanço. A levei em casa deixei em sua porta e voltei para estudar. Estava super. feliz afinal em dois dias fiz algo que ela nunca deixou fazer neste últimos meses.
No dia seguinte acordei cedo e fui para faculdade só voltei no meio da tarde assim que entrei vi que tinha gente estranha em casa. Ouvi vozes vindo do quintal cantarolando ai me dirigi até lá e para minha surpresa tinha uma morena lavando o quintal com um minúsculo short de malha que percebia o desenho da calcinha atochada no rabo. Pensei logo carne nova no pedaço, vou me esbaldar!
Ela esfregava cantava e dançava até o momento que virou-se e deu de cara comigo, exclamando Ohhh.
Eu disse que era Caio e tinha ouvido barulho e vim ver do que se tratava. Ela pediu desculpas dizendo que tirou uniforme para não se molhar, mas que já ia vestir.
Falava pedindo desculpas, foi ai que eu disse que não se preocupasse que estava tudo bem.
Eu não tirava os olhos de sua buceta cheinha dividida ao meio pelo short apertado.
Ela se apresentou como Simone que ia tirar a licença de sua tia.
-Prazer Simone sempre chego da faculdade neste horário.
-Entrei imaginando como fazer para xavecar aquela novinha com cara de safada. Mais tarde eu estava tomando banho quando a Simone veio avisar que já ia embora eu de proposito pedi que ela me pegasse uma toalha de banho ela veio me entregar e ficou de frente para mim com os olhos arregalados olhando meu pau teso.
-E ai gostou do que está vendo? Seu namorado é assim cabeçudo?
-Foi ai que ela disse eu não tenho namorado tenho apenas ficante!
-Segurei a toalha me enxugando lentamente passava a toalha pelo meu pau e perguntei me diga e seu picante faz o que de bom com você?
-Bem Caio eu como gosto muito de sexo, sempre transamos ai ele sempre me dá presentes e eu adoro deixar ele me chupar!
-Quando Simone falou assim meu pau deu um pulo que ficou teso igual um porrete.
-Ai eu falei você pode fechar a porta do quarto por favor Simone? –Ela perguntou pra que a porta fechada? Não quero minha mãe me pegando no flagrante com você agora serei seu ficante!
-Hum verdade Caio?
-Claro minha putinha você vai gostar muito, e sem dizer mais nada eu a segurei pela cintura comecei a beijar sua boca. A toalha enrolada na cintura caiu ai com um jeito fui induzindo-a a me chupar.
Ela abaixou-se e colocou-se entre minhas pernas, começou a acariciar meu pau e passava a língua de leve na cabeça, rodeando com a língua me fazendo gemer alto, quando eu senti seus lábios na glande e ela engoliu meu pau com tesão. Chupava indo de cima até embaixo, não demorou muito para eu encher sua boca de porra.
Achei que a safadinha ia se zangar porque não avisei, mas enganei-me Simone bebeu foi tudo.
Foi ai que eu a levei até a minha cama, deitei ela continuou me chupando com cara de vadia disse que adora leitinho e de donzelo ainda mais ainda!
Fiquei sem graça mas ela riu e deitou-se do meu lado, novamente começou a acariciar meu pau com as mãos que já estava duro novamente. Ai ela disse Caio sei que você é donzelo de buceta pois vou te fazer de homem hoje você será meu macho.
Subiu na cama vestida apenas de calcinha que afastou de lado e veio sobre minha cintura e sentou-se de frente para mim, encaixando sua buceta no meu pau que entrou macio, pois estava bem meladinha e sem dizer nada a safada começou a cavalgar e rebolar no meu pau.
Depois disso ela gozou gostoso e eu adorei sentir seu milzinho escorrer na cabeça do meu pau. Muito gostosa a safada. Foi ai que a coloquei de quatro na cama e mandei ver eu dava tapas na sua bunda e então comecei penetrá-la com força.
Ela gemia e urrava como uma alucinada me chamando de:
“Vem gostoso… vem me foder… fode minha buceta…
Eu me posicionei com meu pau duro atrás dela, encostei na entrada de sua xoxota e meti até o fundo.
Ela gemia e mexia os quadris, rebolando foi ai que eu passei a fazer o movimento de vai e vem. Fodi a boceta de Simone com muito prazer até não aguentar me segurar mais e esporrar enchendo a buceta dela com minha porra…Ela dizia assim meu donzelo você aprendeu muito rápido.
Ficamos os dois caídos na cama com a respiração ofegante depois ela foi tomar um banho em seguida eu fui, ainda a encontrei no banheiro e tomamos banhos juntos. Conversamos e ficou acertado não podia dá bandeira senão minha mãe a mandava embora.
Então a parti daquele dia só bastava eu chegar da faculdade que a Simone estava à minha espera, e todos os dias fazíamos sexo. Era bom demais quando estava estudando ela ia no meu quarto e como se não quisesse nada logo estava implorando para que eu a fodesse gostoso. Trepamos em todo lugar da casa, fizemos inúmeras posições Simone era bem experiente e me ensinou tudo é claro eu adorava o aprendizado na prática, tinha dias que eu tinha aulas vagas voltava correndo para casa e assim aproveitar que minha mãe estava trabalhando e ficava trepando com a faxineira.
Teve um dia que por pouco não éramos pegos em flagra. Simone no quintal e eu com o pau para fora em direção ao seu rosto eu batia uma punheta e anunciei que já ia gozar. Quando ela abriu a boca eu lancei os jatos de porra em sua boca, caiu até em seus cabelos… que chegou escorrer no seu rosto e pescoço.
Ela esfregava minha porra com suas mãos e pegou no meu pau, colocou na boca e limpou. Nisso ouvimos o carro de minha mãe chegar foi uma correria ela para o seu quarto eu no banheiro, mas graças a Deus não fomos descobertos.
Então a partir desse dia tivemos muitos momentos de muita safadeza, eu aprendi muito bem com a Simone…Não posso reclamar demorei para começar e agora tenho duas gatas muito assanhadas que já vou tirar o mestrado em foder gostoso. Foi quando ela teve que ir embora…Mas eu continuei sendo seu ficante e vez ou outra marco com ela e visito seu barraco ai a tarde é de muita trepação.
Oh moleca que gosta de foder é esta Simone…Outro dia eu levei um colega da faculdade ela adorou pois fizemos um antigo desejo dela que era um ménage, pensa numa guria louca sendo fodida por dois. Adoramos é claro, mas tanto eu como meu colega temos o pau de 20 cm ela ficou torta de tanto levar pau. Ai as coisas foram se tornando cada vez mais cheios de tesão. Realizei todos meus fetiches com a Simone.
Até parei de insistir com a namorada de querer me dá. Mas ela percebeu e foi ela quem tomou a iniciativa e quando ela se sentiu preparada eu já estava um expert em foder buceta. E foi com ela a foda mais gostosa que tive pois rompi com seu cabaço levando-a ao paraíso. Agora eu tenho 2 putinhas loucas e safadas querendo sempre me dá. E eu que não sou bobo tem dias que trepo com as duas e me sinto realizado como homem, porque acho que quanto mais eu trepo mais sinto vontade estou errado meu povo? Sexo é vida e saúde.
Depois disso eu e ela ficamos foi viciados.

fonte:

Docecomomel.
Me sigam Instagram @docecomomelcontos
Feira de Santana, 02 de julho de 2018.
Bahia Brasil.

Disk Sexo

3 thoughts on “Sexo com a Faxineira Novinha Putinha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *