Saindo com a casada do Tinder

Olá tudo bem galera? Na maioria das vezes, nós homens acordamos de pau duro, mas certo dia eu acordei com um tesão fora do normal, fui urinar e mesmo após meu pau ainda continua muito duro, então antes mesmo de tomar café como de costume, tomei um banho para me masturbar, me masturbei gostoso e fui trabalhar, tinha que fazer uma visita a uma cliente casada que conheci no Tinder, talvez tenha sido esse motivo que me fizeste acordar assim.

Sexo Por Telefone

Pois é, no Tinder, ela estava num casamento falido, havia muito tempo sem namorar, sem sexo, e estava lá atrás de aventura. Só que, quando soube que eu era advogado, queria me contratar para saber como fazer o divórcio e guarda das crianças, então logo marcamos um encontro de negócio em um restaurante na hora do almoço.

Chegando no local, nos cumprimentamos com beijinho no rosto, senti de cara o seu perfume que por sinal era o mesmo da minha ex “Floratta”, ali já me deixou hipnotizado, ela era alta, seios fartos, bunda empinada, 5 anos a mais que eu, estava com um vestido na altura das coxas, com um super decote provocante e coxas bem definidas de quem faz musculação, confesso que foi difícil de prestar atenção na conversa, de propósito deixei cai a faca no chão só pra olhar sua pernas e quando me abaixei na mesa ela abriu as pernas pra eu ver sua calcinha vermelha bem fininha e o tamanho da sua buceta, depois disso eu não consegui pensar em mais nada, além de querer comer aquele avião.

Comei a planejar como faria para levar ela num lugar que pudéssemos ficar sozinhos, pois bem, depois de contar sua história, eu disse que iria precisar da xerox alguns documentos pessoais dela e assinar a procuração, perguntei se ela poderia ir até meu escritório rapidinho, ela aceitou.

No meu escritório tem um sofá bem grande, ela sentou e cruzou as pernas na minha frente, e olhava fixamente com aquele olhar 43 pra mim, eu não sabia se fazia a procuração ou se ficava olhando pra ela, de repente ela se levantou do sofá, se aproximei de mim por trás e começou a beijar minha orelha e disse:
– estou doida pra ver o que tem dentro dessa calça apertada.

Eu fiquei arrepiado e apenas sorri!!

Ela virou a cadeira e sentou no meu colo, se aproximou dos meus lábios, fingiu me dá um beijo, prendeu meu lábio inferior com os dentes e mordeu forte, puxando, suportei a dor sem demonstrar reação.

Deliciosamente começamos a nos beijar delicadamente “Que beijo gostoso da porra, que boca carnuda ela tem, era um beijo cheio de desejo, de quem sabe aproveitar o momento, sem aquela pressa que as novinhas normalmente possuem”. Meu pau nessa hora já sofria bastante dentro da cueca. Já minhas mãos lhe apalpava por todo seu corpo, quando chegou na sua bunda subi seu vestido e passei a mão do seu cuzinho a buceta por cima da calcinha, aquilo com certeza excitou mais ainda ela.

Ao mesmo tempo ela ia vagarosamente desabotoando minha camisa, botão por botão, até tirar toda, com sua mágica boca saiu a abocanhando meu peitoral, fiz questão de gemer pra ela saber que estava fazendo um bom trabalho.

Ela arrancou o cinto, desabotoou minha calça numa rapidez, como estivesse faminta pra ver aquela rola apetitosa, abriu o zíper puxou a cueca pulando pra fora aquela pica suculenta, vermelha, brilhosa e veiúda, se ajoelhou e caiu de boca, passou sua língua quente como se estivesse chupando um picolé, eu sentia cada chupada, cada lambida, cada engolida, cada mordiscada, cada movimento que ela fazia eu gemia alto sem me preocupar com nada, mesmo com a porta aberta podendo alguém entrar a qualquer momento.

Mas eu não via a hora de ver aquela bucetuda dentro de mim, a parei de fazer aquele delicioso boquete e coloquei deitada em cima da mesa. Voltei a lhe beijar mas por pouco tempo, pois tinha pouco tempo, dei umas mordiscada pela lateral da calcinha, já senti que ela estava bastante excitava, como de costume tirei sua calcinha vermelha com os dentes para sentir de perto aquele aroma concentrado de buceta encharcada exalando das suas entranhas e como já esperava era uma buceta enorme e bem conservada para alguém casada de 35 anos e dois filhos.

Fiz uma rápida massagem nos seus lábios vaginais e clitóris, enquanto ela olhava praticamente babando, abri um pouco suas pernas chupei com vontade e sem pudor, ela gemia como uma vadia, eu nem precisava olhar pra seu rosto pra saber o quando ela estava com muito tesão, mas na verdade ela queria rola, e logo pediu pra me sentir dentro dela pois não estava mais aguentando.

Fomos para o sofá, me sentei e ela por cima e vagarosamente foi descendo – o primeiro toque “pau e buceta” são sensacionais, – sem auxilio das mãos, apenas com seu sexto sentido, fez esse encontro ser inesquecível, ela deixou entrar só a pontinha da cabeça e rebolou, e depois tirava e coloca só a pontinha, fiquei fora de mim, era muito prazer, de repente e desceu de uma vez que minhas bolas doeram, estava tão lubrificado que senti sua lubrificação descendo pelo saco, com a posição favorável tirei seu sutiã e enquanto ela cavalgava, eu me deliciava nos seus fartos seios, ficamos alguns minutos nessa posição até ela pedi pra gozar D4.

Pedido atendido, ela se pôs de 4, esse é melhor momento para o homem, ela totalmente exposta, dominada com minha rola indo e voltando socando com força que tanto minhas bolas como seus seios balançavam pra lá e pra cá, juntei seus cabelos apenas porque estavam caindo no rosto e ela já disse logo, agora bate de verdade, não pensei duas vezes, meti a mãozada aquela bunda enorme que ficou a marca dos 5 dedos.

Ela tinha um grande controle do seu corpo, gemia e rebolava querendo mais e mais, parecida insaciável, me questionei se conseguiria fazer ela chegar lá, segurei varias vezes meu gozo para não acabar a reunião antes dela ficar satisfeita, meu trabalho só é bem feito quando a mulher goza gostoso junto comigo, mas quando ela me pedi pra ir mais rápido do que eu já estava e ela super ofegante eu sabia que a nossa reunião estava chegando no fim.

Eu já estava nas últimas, quando ela começou friccionar seu clitóris, e ao sentir meu pau inchar dentro dela, meus gemidos e fôlegos falarem mais alto ela diz:
– me fode seu gostoso, não para, fode essa bucetinha, mete esse pau com força!! Me fode!! Goza pra eu sentir.

Isso tudo sem ela parar de rebolar e não aguentei quando veio aquele choque de tesão me dominando, aquela porra quente jorrar dentro dela. Em seguida “agora goza pra mim sua putinha” ela começa a gemer alto “Vai gostosa, goza!! Goza como uma puta sua gostosa!!” Daí ela vem abaixo com um orgasmo tão gostoso que foi silencioso e eu assisti ali de camarote seu orgasmo.

Isso tudo foi numa rapidinha de uns 20 min, então marcamos para uma nova reunião em um local apropriado e sem hora para acabar, e foi o que aconteceu dois meses depois quando ela confessou que não queria nenhum advogado, só queria foder comigo!!

Espero que tenha gostado desse fato que realmente aconteceu e se realmente gostou deixe seu feedback!!

Disk Sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *