Minha iniciação no BDSM

Olá, vou fazer um relato real de como fui iniciado na minha vida sexual e no mundo BDSM na mesma época. Meu nome é Paulo eu perdi minha virgindade por volta de 6 anos atrás. Eu tinha 17 anos, sou branquinho de cabelos escuros, gordinho com coxas grossas (bumbum um pouco grande, vergonha rs.) 14cm de pau, aos meus 17 anos eu ainda não tinha tanto pelo no corpo, apenas um pouco de pelos nas axilas, no pau e uma barba toda falhada.

Sexo Por Telefone

Eu morava em São Paulo, Capital. Estudava de manhã e fazia curso técnico atarde, e anoite sempre ficava na internet caçando putaria e assistindo pornô, sempre hetero, com muita buceta e peitos, foi ai que comecei a assistir vídeos de BDSM e adorava ver aquelas mulheres sendo dominadas e se tremendo toda de prazer quando amarradas. Comecei a pesquisar sobre o assunto até que cai em um portal exclusivo para o assunto, tinha muitos artigos e vi que tinha muitos perfis femininos no site. É obvio q eu criei um perfil fake, aumentei a minha idade pra 22 anos, e me descrevia como dominador. Após aprender a usar as ferramentas do portal que tbm funcionava como fórum e tinha um bate papo interno, eu parti pra caça online.

Comecei a falar com varias submissas, a maioria nem me respondia, das que responderam uma delas me disse q eu não podia agir daquela forma e q ela já tinha dominador… eu fiquei alguns dias tentando caçar algo e não rolava nada estava desanimando, até que em uma sexta anoite, eu sem nada pra fazer entrei pra ver se tinha algo novo. E apareceu a mensagem de uma cara, Dom_Ro666. Esse cara primeiro começou zombando do meu perfil, e falando q sabia q eu era fake. Eu rebati, e passamos algum tempo discutindo… até q ele jogou um verde, e falou q sabia q eu era fake por conta do meu email, eu acabei confirmando e mandei ele se foder. Fechei o portal e fui dormir, mas não consegui, fiquei rolando na cama de um lado pro outro, depois de 1 hora deitado, eu voltei pro computador. já fui perguntando, como ele sabia que eu era fake? Ele me respondeu que não sabia, mas jogou um verde, depois que algumas amigas dele me falaram que tinha um amador no portal atirando pra todos os lados, e ele só revolveu brincar comigo. Mesmo com raiva de ter caído nesse papo eu continuei falando com aquele cara. Que foi me falando um monte de coisas do mundo BDSM, durante a conversa ele me pressionou mais uma vez, e eu acabei deixando escapar que eu era virgem.

Era estanha a sensação, um cara que começou tirando com a minha cara agora parecia que era meu amigo de anos, quando eu olhei pela janela já estava amanhecendo, eu conversei com aquele cara a noite toda. Me despedi e fui dormir. Acordei no sábado atarde, com aquele tesão de sempre, abri o portal e o meu novo amigo tinha me enviado um pornô, era demais algumas lésbicas masoquistas se chupando eu bati uma punheta e gozei demais. Mais tarde depois de levantar e almoçar eu voltei a conversar com ele, e ficamos nos falando todo o fds, e trocamos whatsapp por onde ele me mandava mais e mais vídeos e links. Confesso q aquele final de semana eu fiquei com meu pau doendo de tanta punheta. Eu só estanhava a atitude do meu amigo que sempre ficava me questionando se eu tinha gostado, se eu tinha gozado. Com o tempo acostumei.
Passamos a semana seguinte toda nos falando ele me contava as experiencias q ele já havia tido, me mandava alguns pornôs, mandava até nudes q ele recebia de algumas submissas, e eram mulheres lindas. Até q nossa amizade foi crescendo cada vez mais, ele me falou o nome dele, era Rogério, tinha 31 anos e trabalhava em Banco. Eu me apresentei pra ele confessei que ainda tinha 17 anos, ele não ligou para isso, mas sempre ficava fazendo piadinhas q eu era adolescente e estava de pinto duro , no final de semana seguinte nos falamos muito, já éramos melhores amigos e ele sempre me falava q ia apresentar algumas amigas, mandava muita putaria mesmo, quando acordei no domingo, tinha uma foto dele de pé, totalmente pelado com o pau muito duro, e a legenda, “Vamos?” eu fiquei perplexo com aquela foto eu nunca tinha visto ele, só o rosto na foto de perfil, ele era todo saradinho, tinha coxas torneadas, branco, meio loirinho com uma pau muito grosso veiúdo e a cabeça rosada, eu não sei o tamanho, mas com certeza era maior que o meu haha.
Eu fiquei puto e com medo na hora, e perguntei que merda era aquela? ele logo me respondeu pedindo mil desculpas ele achou q tinha enviado para outro contato. Eu fiquei puto não falei mais com ele.
Os dias passaram, e na quarta seguinte, ele me enviou uma foto de uma atriz pornô, com a legenda, Me desculpe? … eu já não estava mais com raiva, então eu desculpei e voltamos a nos falar. Até que naquele dia anoite ele me falou. Venha em casa amanhã, a gente assiste alguns filmes que tenho aqui sobre BDSM, eu recusei em primeiro momento, ele insistiu falou que morava em prédio, e estava no tedio agora que estava de férias. Eu tinha certeza que era alguma armadilha, mas acabei aceitando… eu pensei, se mora em prédio, qualquer grito todo mundo vai escutar.
No dia seguinte, sai da escola e fui para o endereço q ele me passou, chegando lá era um prédio de alto padrão, fiquei impressionado, o porteiro liberou a minha entrada, eu subi até o apartamento dele, que me recebeu com um sorrisão, me ofereceu um refrigerante, e me perguntou se foi fácil chegar até lá, ficamos conversando sobre aleatoriedades durante um tempo, até chegar no assunto principal q era o BDSM, ele me perguntou se eu queria q ele me ensinasse as técnicas, pra enfim eu poder sair com as amigas dele, eu logo falei que sim. Ele então me convidou para ir pro quarto dele … ele me mostrou muitos brinquedos eróticos, pau de borracha, anel peniano, chicotes, cordas e falou que aquele era seu pequeno arsenal e tinha mais coisas guardadas, e de fato tinha muita coisa em um baú de plástico q ele colocou sobre a cama. Eu mexi em quase tudo, havia lingeries muitos plugs que só descobri depois pra que servia. Logo ele me disse. Vamos pra sala quero te mostrar alguns vídeos e te ensinar como você deve fazer, por fim passamos atarde toda assistindo vídeos com ele me ensinando o jeito certo de amarrar, de bater pra não machucar, de como tratar uma mulher.
Eu percebi que conforme chegava mais perto do horário de ir embora ele ficava mais incisivo, ele me pediu permissão pra dar um exemplo de como pegar e imobilizar com força, eu deixei, ele me pegou pelo braço que me fez cair no sofá com a bunda empinada. Nisso ele disse agora, você passa a mão na bucetinha dela pra ver se esta molhada, ele encheu a mão no meu pau, que estava trincando de duro de tanto pornô que a gente assistiu… ele recuou pediu desculpas, e perguntou se eu ia querer continuar ‘aprendendo’ pois as aulas iam ser todas incisivas daquele modo. Eu já tomado pelo tesão e querendo aprender aceitei e fui embora.
No dia seguinte ele me mandou uma mensagem antes de acabar a aula falando q ia me buscar na escola, eu fiquei morrendo de vergonha, mas aceitei. Ele me levou pra almoçar antes de irmos para o apartamento, durante todo o tempo todo não tocamos no assunto.
Quando chegamos no apartamento, ele me perguntou se eu estava disposto a obedecer o q ele mandasse eu fazer pra só assim me ensinar como ser um dominador, um macho alfa, eu muito inocente aceitei. Então ele me mandou tomar banho eu perguntei o por que daquilo, e ele me explicou que ele iria dar os exemplos e eu tinha que ficar na posição de femea pra entender como executar bem, eu achei aquilo um absurdo, quando fui questionar ele me pegou com força e disse que poderíamos seguir do jeito difícil, eu fiquei com medo, perdi a voz e minhas pernas tremeram. Ele me soltou e deu uma gargalhada falando q era brincadeira, mas que precisava colaborar. Eu fiquei bravo, mas fui para o banheiro, me despi e comecei a tomar banho, me sentindo impotente naquela situação como eu ia chamar ajuda se ninguém sabia aonde eu estava … eu estava me lavando quando vejo a porta se abrir, e ele entra e me diz Paulinho vou guardar suas roupas no quarto. Eu questiono o que vou vestir e ele me diz que já vai trazer roupa limpa. Quando ele retorna eu vejo ele pendurando as roupas ele abre o box e me da um Barbeador. Se raspe, mulheres não tem pelo, eu to vendo seu pinto cheio de pelos embaixo do braço e a barba também.
Nesse momento eu entendi que eu não ia aprender a pegar mulher, eu ia ser a Mulher. Quando eu me dei conta disso, sai do box pra ir embora. Quando abro a porta do box ele estava me filmando e batendo punheta e me disse “Paulinho, rebola pra mim …” eu fiquei furioso, fui pra cima dele, que com facilidade me dominou. E me disse:

_ Se você quer ir embora tudo bem, não vou obrigar ninguém a fazer nada, mas seu vídeo peladinho comigo batendo punheta vai circular na sua escola amanhã mesmo.
Nesse momento eu parei de me debater e comecei a chorar, ele serio me disse, volta pro banho e se depila sua putinha suja. Eu obedeci, eu só podia obedecer não sabia o q fazer. Entrei no box e comecei a me depilar, ele ficou do lado de fora assistindo e continuou me filmando, com a rola pra fora se masturbando, quando eu estava terminando de me depilar, ele soltou um jato de porra no vidro do box e me mando limpar… eu chorando com aquela situação limpei com a mão e depois lavei a mão com nojo. Eu sai e fui vestir a roupa q ele me trouxe, era uma lingerie. Eu ainda em lagrimas vesti a calcinha que era muito pequena e entrou toda na minha bunda, e o sutiã eu não sabia colocar, pedi ajuda e ele apareceu, verificou se eu estava bem depilado, colocou o sutiã em mim e me mandou pra sala, pra aula do dia.
Ele voltou a passar os vídeos pornôs de novo, e foi me explicando o que era cada categoria do BDSM, a primeira categoria q ele me mostrou foi a de CrossDresser, eram homens vestidos de mulheres q satisfaziam outros homens, ele foi me explicando e eu sentadinho torcendo pra acabar logo. Depois ele começou a passar vídeos heteros de mulheres sentando muito e gozando durante a foda. Nesse momento eu percebi que meu pau tava ficando duro, infelizmente ele também percebeu, ele mudou o vídeo e colocou cenas de Spanking, então pra me explicar, ele me mandou ficar de pé, eu fiquei com muito medo mas fiquei, ele me deu um tapa bem forte e ardido na nadega esquerda, depois na direita, e me explicou que sempre q eu me comportasse mau ele faria isso, ele mudou as cenas para pessoas algemadas, ele foi no quarto e buscou 2 algemas uma era grande e outra era menor, a grande ele colocou nos meus pés e a pequena na mão, eu chorando e sem nenhuma excitação tinha a certeza q seria estuprado, ele prendeu uma algema na outra e me deixou na posição de frango assado. Foi quando ele constatou que meu pau estava babando demais. Ele colocou meu pau pra fora da calcinha e deu 2 punhetadas, e eu gozei muito, eu não sei como aquilo aconteceu mas eu gozei, naquela posição humilhante. Ele pegou a câmera de novo comigo naquela posição e fez varias fotos. Dessa vez, todo gozado e de lingerie. E me ameaçou novamente, se alguém souber de algo eu te entrego pra todos da sua escola.
Ele me soltou já estava quase na hora de ir embora. Deixou eu ir tomar outro banho e me trocar, eu fui me sentindo extremamente humilhado e com um único pensamento de nunca mais voltar naquele inferno. Eu estava tomando banho, quando sinto ele entrando no box, e me diz.
_ Abaixa e Mama, Agora!
eu disse que não…
ele me respondeu:
_Fotos e Video, Agora vai !
E essa foi de fato a primeira vez que eu ia tocar em alguém, eu ajoelhei e vi aquela rola enorme na minha cara, era bonitinha branquinha e grossa, confesso q não foi tão ruim quanto eu pensei, eu fiz igual tinha visto em filmes, lambi a cabecinha, depois coloquei na boca eu fui chupando, e ele me falando como eu era uma puta gostosa, e eu com raiva e de boca cheia. Ele começou a estocar forte, ia até a minha garganta, eu já estava quase vomitando, quando veio aquele jato quente na minha boca, acabei engolindo tudo pois não tinha como cuspir. Eu ainda tentando entender como tudo isso estava acontecendo, ele me mandou ficar de pé e empinar a bunda, eu fiquei e já comecei a chorar denovo, ele começou a me tocar com o dedo, até q eu sentir o dedo molhado dele entrando, aquela sensação foi única, ele só me dizia, Relaxa!. Quando ele puxou o dedo, viu q tinha dado azar. Eu involuntariamente fiz coco na mão dele eu relaxei tanto que acabei me cagando de pé haha. Ele furioso, mandou eu me limpar e ir embora. Foi o que eu fiz, peguei minhas coisas vesti minha roupa e fui embora sem olhar pra trás.

No dia seguinte eu não fui pra escola falei q estava doente. Naquele mesmo dia a noite, recebi uma foto da mesa do meu DOM, ele havia impresso muitas copias das minhas fotos pelado e de lingerie, e junto com a foto veio a legenda, amanhã eu vou te buscar na escola, se você não estiver lá e entrar no meu carro, eu vou deixar essas fotos caírem por acidente bem na frente …

[CONTINUA]

Disk Sexo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *