Pedi e levei gozada de transex pela janela do carro

Oi! Há mais ou menos uma semana eu estava em casa procurando putarias na internet para me masturbar ou me estimular a sair de casa e fazer algo diferente, algo que ainda não tinha feito.
Já tinha visto de tudo, mas tudo do mesmo, coisas que já tinha feito e que não queria apenas fazer mais uma vez.
Então pensei: Vamos lá, quero fazer algo se seja no carro. Mas não apenas transar ou me masturbar sozinho.
Dei uma busca então por “shemale car” (transex carro) e apareceu uma série de imagens no Google que levavam para vídeos de travestis se masturbando dentro de carros. Fiquei rolando a página de pesquisa e rolando e rolando, já estava até de pau mole quando de repente apareceu uma imagem, uma pequena imagem de um cara nú dentro do carro se

masturbando, com o peito todo gozado e uma transex do lado de fora do carro mas com o pau na janela, ou seja, ele dentro do carro e ela em pé do lado de fora. Aquilo ali me deixou com água na boca e de pau duro! Cliquei na imagem pra ver se era um vídeo, mas não era. Era só aquela imagem pequena e solitária. Mas já me bastava como fonte de inspiração. Tinha que fazer aquilo! Queria chupar um pau gostoso pela janela e levar uma gozada no meu peito.
Levantei do sofá, fui até o banheiro, aparei os pelos do peito, tomei um banho, peguei uma bermuda, camiseta, toalha, lenços umedecidos, dinheiro, joguei tudo dentro do carro e saí dirigindo completamente nú em direção aos bairros onde tradicionalmente as Tgatas fazem ponto na rua. Meu objetivo era quase impossível: encontrar uma transex de aparência bem feminina, disposta a fazer o programa na rua, do lado de fora do carro, disposta a gozar e que esteja em um lugar apropriado para isso.

Chegando lá, comecei a procurar, e vi uma gata como eu procurava. Parei o carro ela veio, eu de pau duro expliquei o que queria e ela disse que faria, mas não iria gozar. Agradeci, fui um pouco mais a diante e perguntei para outra transex que também recusou dizendo que não faria nada do lado de fora do carro.
Continuei minha busca noite a dentro até que finalmente, procurando em um lugar onde nunca tinha procurado antes, vi duas gatas uma loira e uma morena. Ao me aproximar percebi que a loira era tudo que eu procurava. Loira, pele bem branquinha, alta, tipo, 1,70 mais ou menos, magra, bundinha pequena e redondinha, peitinhos pequenos, tipo, toda delicadinha. Uma delícia. Parei o carro, chamei e ela veio. Expliquei o que queria e ela me disse:

Querido, eu faço sim! Mas não agora. É muito cedo. Eu deixo pra gozar sempre no final da noite, no meu último programa pra não perder o tesão no trabalho. Mas volta aqui pela 1h que eu faço sim! Até porque nunca fiz e adorei a idéia.
Eu disse que voltaria, ela deu uma piscadinha e voltou para calçada.
Era mais ou menos 23:30h então, voltei para casa esperei um pouco e voltei lá, chegando tipo dez para a uma. Ela não estava lá. Perguntei para a outra menina e ela me disse que ela não voltaria mais. Que eu voltasse amanhã.
Voltei pra casa frustrado e na noite seguinte pela meia noite e meia e me joguei pra lá, direto, peladão dentro do carro.
Cheguei perto de quinze pra uma e ela estava lá. Linda! Usava uma camiseta curtinha tipo de time de futebol americano, um nini shortinho vermelho que deixava metade da bundinha a mostra, tênis branco com meias brancas até quase os joelhos e trancinhas. Parecia um mix de estudante sexy e arlequina.

Meu pau ficou estalando de duro com aquela visão.
Me aproximei com o carro e ela já veio na janela falando:
Oi gostoso! Te deixei na mão ontem? Mas hoje não vou deixar!
E eu falei: Opa! E onde vamos delícia?
Ela então pediu que eu manobrasse o carro e voltasse para a outra que era mão única, assim eu poderia colocar o carro de forma que a janela do motorista ficasse do lado da calçada. Assim ela alcançaria a altura pra enfiar o pau na minha boca.
Ela foi até um lugar onde tinham umas árvores que a protegiam um pouco de carros que viessem de trás.
Encostei o carro bem onde ela estava, alcancei o dinheiro e de dentro do carro puxei o shortinho dela pra baixo e a vara já meio dura pulou pra fora. Era uma delícia de vara! Tinha uns 18 cm, reta, bem clarinha e veiuda, a cabeça rosada e um saco rosadinho e todo depilado!

Olhei aquilo tudo, passei a mão, dei umas lambidas e umas batidas com ele no meu rosto enquanto ele ficava mais duro e maior bem na minha frente. Olhei pra ela e perguntei:
Vai gozar, né?
E ela respondeu: Claro que sim! Tô com todo o leite pra ti. Vou te dar um banho!
Então enfiei aquele caralho melado na minha boca e chupei um pouco. Ela então levantou a camiseta mostrando os peitinhos e começou a acariciar.
Depois de um tempo ela tirou o pau da minha boca, se afastou um pouco e tirou o shortinho e a calcinha, se aproximou batendo uma punheta com força e mostrou bem o saquinho liso pedindo pra eu lamber. Lambi gostoso aquele saco enquanto ela se masturbava na minha frente e eu me masturbava dentro do carro.

Então ela enfiou o pau na minha boca e começou a foder gostoso as vezes dando estocadas mais fortes e dizendo:
Gosta de chupar meu pau seu puto? Então chupa ele bem gostoso! Me faz gozar com essa boquinha de macho.
Ela tirava o pau da minha boca, batia com ele na na minha cara e na minha boca, depois colocava de novo e fodia mais. Fez isso algumas vezes dizendo: Gosta de tomar surra de pica na cara gostoso?
Então ela efiou aquele caralho delicioso na minha boca e começou a foder forte dizendo: Vou te gozar todo! Vou te dar o maior banho de porra da tua vida!

Nessa hora senti o primeiro jato de porra enchendo minha boca.
Então, tirou o pau já gozando no meu rosto.
Segurei aquela vara esguichando porra e guiei o resto da gozada para o meu peito e realmente, ela estava como todo o leite. Quando ela terminou de gozar, enfiei aquele caralho gozado na boca e e ainda senti mais um pouco de porra saindo daquela cabeça gostosa. Era tanto tesão que gozei com o pau dela na minha boca na hora!

Foi fantástico!
Ela tirou o pau da minha boca e começou a bater com ele no meu rosto de novo perguntando:
Gostou meu putinho?
Eu, estasiado disse que sim.
Olhei para o meu peito e me senti realmente satisfeito. Tinha muita porra! Tudo que eu queria! E o melhor: filmei tudo! Antes dela se vestir, ainda fiz umas selfies pra ver e me masturbar depois. Passei os dedos um pouco com cuidado para não desmanchar aquela obra de arte de uma vez só lambuzando os dedos e lambendo. Lambi tudo que deu! Me olhei no retrovisor e vi que ainda tinha porra no meu rosto. Passei o dedo e trouxe para a boca.

Ela se vestiu, eu comecei a limpar minhas mãos para poder dirigir.
Ela perguntou se eu não daria uma carona para casa e eu disse que não teria problemas. Ela entrou no carro, eu liguei e ela perguntou se eu não ia me limpar. Respondi que não, só quando chegasse em casa.
Deixei ela em casa e fui pra minha casa. Entrei e ia direto para o banho, mas ainda podia sentir o gostinho e o cheiro da porra dela e isso me deixou com tesão novamente. Deitei na cama e me masturbei novamente até meu pau explodir em jatos!
Lambi tudo de novo e fui para o banho.
Acho que finalmente saciei minha sede de leite de traveca. Depois disso, dormi como um anjo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *