Minha esposa e seu supervisor

Minha semana com Miriam estava ótima,nunca tínhamos transado tanto com tanto fogo como estávamos transando,
A verdade é que depois que Miriam revelou sua vontade de transar com seu amigo tinha acendido em nós uma chama descomunal e eu estava adorando,
Miriam estava ainda mais safada,mais tarada seu palavreado estava ainda diferente,falava coisas mais soltas, palavras que ela usava só na hora do sexo agora era usada no dia a dia,Miriam sempre gostou de usar a palavra Mete, segundo ela essa palavra a deixa exitada.

LibidGel


no sábado resolvemos sair e fomos pra um barzinho aqui da cidade onde tem um som ambiente e uma pista de dança, adoramos dançar,Miriam estava linda ,com um jeans que deixava sua bunda ainda mais gostosa,uma blusinha bem leve e uma sandália de salto tava uma delícia.
chegamos era umas 8 horas da noite pedimos um vinho,um cabernet,a noite estava agradável,passado uma meia hora,eis que chega Juliana amiga de Miriam,
essa Juliana é a tal amiga que havia transado com o Fabrício,o supervisor, (sugiro que leiam os contos anteriores).
como Ju estava sozinha,Ju é como minha esposa a chama,,Ju veio sentar em nossa mesa . conversa animada,papo bom,Ju tomava caipirinha,eu é Míriam ainda no vinho,
como as duas fumam resolveram ir fumar na área de fumantes eu aproveitei pra ir ao banheiro que fica próximo a área de fumantes,
ao sair do banheiro resolvi escutar escondido a conversa das duas pois percebi que ela riam muito,e mulheres quando dão muita risada é porque estão falando besteira .
logo de cara ouvi a Ju falando:
-amiga hoje tô numa vontade da,tô a 15 dias sem ver um pinto, hoje do pro primeiro que me cantar,
-ja eu meti hoje de manhã,vou mete quando chegar,
falavam e riam.
-voce tem sorte amiga,tem o Edu,ela mi chama assim,,,ele tem jeito que faz gostoso.
fiquei contente com a resposta de Miriam .
– sim o Edu é muito bom na cama,
-e o Fabrício,já deu pra ele? dá última vez que nos falamos você disse que não estava mais resistindo,
-dei ainda não, mais eu vou mete com ele isso é certeza.
eu ali ouvindo a conversa das duas meu pinto duro,uma vontade bate uma
mais tinha que ser discreto.e a conversa seguia.
-voce tá louca pra dá pra ele ne.
-pior que tô,tô parecendo aquelas éguas que quando estão no cio até mija quando veja seu macho,
– ele já percebeu isso?
– pior que já, esses dias no depósito eu estava sosinha ele chegou por trás de mim tentei sair,ele me segurou pelo braço e falou- não adianta resistir, é só questão de tempo, aquela voz, aquele alito, aquele tom superior,a cara de cafajeste me fez mijar na calcinha.
– então amiga, não tem volta,ele vai ti comer,
– quem disse que eu quero volta,
– então se prepara,já dei pra ele,sei o estou falando o FDP sabe mete,e tem mais ,vai preparando essa bundinha ai.
– minha bunda tá mais que prepara.
– ainda bem que já está preparada porque esse bundinha vai engolir 20cm.
falou isso deu um tapinha na bunda de Miriam e completou,-vamos voltar que o Edu tá sosinho.
corri pra mesa e fiquei esperando por elas.
assim que chegaram,chegou também um amigo meu de longa data,vou chama lo aqui de Ricardo.
Ricardo era pedreiro muito gente boa já havia feito muito serviço em nossa chácara.
convidei o a sentar se com a gente já que Ju estava sosinha,após as apresentações,chamei Miriam pra dançar, durante a dança Miriam me contou que sua amiga estava muito tempo sem tranzar,e que talvez hoje saísse da seca.
voltamos pra mesa o papo estava ótimo, mais quando da melhorar melhora ne,adivinha quem chega no bar?
isso mesmo o tal Fabrício o supervisor,Ju foi quem o avistou e mostrou pra Miriam ,pude perceber sua respiração ficar ofegante, também fiquei extidado só de imaginar os dois ali perto,minhas conversas com Miriam seu nome em nossas tranzas,a conversa que ela acabará de ter com a Ju.
ele nos viu veio falar com a gente,o convidamos a se sentar e beber com a gente.
devo admitir o cara tem um papo agradável.
eu percebia que ele e Miriam se olhavam muito Ju também percebeu isso.
começou a tocar uma música Fabrício me pediu pra dançar com Miriam, não tava acreditando o cara era mesmo cafajeste,eu sabia que se eu permitisse a dança eu estaria entregando ela também.
antes que eu pudesse responder Ju respondeu.
-claro que pode,a Miriam tá doidinha pra dançar ne Miriam..
Ricardo também chamou Juliana pra dançar fiquei sosinho na mesa pude ver Ricardo e Ju mum beijo ardente e Fabrício colado com Miriam,falavam alguma coisa.a imgem dos colados,os desejos de miriam por ele,aquilo foi mi exitando,a certeza de que ia comer ela veio quando ele apertou sua bunda e ela apertou seu pinto com a buceta assim que a música terminou e voltaram pra mesa Miriam chamou sua amiga pra irem ao banheiro e fumar novamente,eu sabia que iam comentar sobre suas danças com seus parceiros esperei uns minutos fui ao banheiro eu sabia que os dois também queria falar sobre suas presas.asim que saíram do banheiro e foram fumar eu mi posicionei no mesmo lugar de antes Juliana falava.
– amiga que beijo.
– Fabrício tentou me beijar também.
– eu vi, porque você não deixou.
– aqui não ne ju.,tem muita gente, quero dá pra ele sim, mais não quero humilhar o Edu,
– mais você vai mete com ele?
– vou i vai ser hoje,sei que você também vai dá pro Ricardo i vocês não tem lugar pra ir, então vamos lá pra casa,
– mais na sua casa,é o Edu?
– até parece que o Edu vai me impedir de mete ne,o Edu já mostrou que é corno,a gente deixa ele de lado e pronto.
– tá bom, então vamos voltar e chama los pra ir embora, porque hoje estou louca pra fuder,
voltei pro banheiro deixei as duas chegarem na mesa fiquei olhando Ju falava com Ricardo,Fabrício segurava a mão de Miriam e tentou beija lá mais ela o afastou falou alguma coisa em seu ouvido, cheguei na mesa ele ainda segurava a mão dela e não fez questão de soltar,foi Miriam quem falou.
– pessoal temos um ótimo vinho em casa,o que acham de terminar a noite lá? todos concordaram lógico,já era meia e vinte, quando fomos pra casa, fomos eu e Miriam em nosso carro,como Ju e Ricardo estavam de carona foram com Fabrício em carro.
no nosso carro Miriam me fala.
– amor tá tudo bem?
– tá sim porque não estaria?
– você passou a noite quieto.
– só deixei você se divertir, só isso.
– obrigado,eu amo você.
– eu também amo você.
-obrigado por me deixar divertir, mais a diversão maior ainda está por vir, você sabe o que vai acontecer ne?
– sei sim.
– que bom que você já sabe,que bom que não vai tentar impedir.
– adianta tentar impedir você de da pra ele?
– não, não adianta,
– mais vocês vão transar ali ,e eu?
nessa hora Miriam dando uma gargalhada falou:
– meu lindo, você acha que eu estou preocupada com vc?se você não quiser ver você sai,dorme fica bêbado aí já é problema seu, mais hoje eu trepou com ele,
chegamos em casa,aguardem a parte final.
CONTINUA.

LibidGel

3 thoughts on “Minha esposa e seu supervisor

  1. Procuro mulher fogosa ou casal cujo marido sinta prazer em me ver transando com a amada
    Tenho excelente nível, cheiroso, saudável e sigiloso
    [email protected]
    sp interior e viajantes
    Sem baixaria ou prostituição.
    Vem gozar comigo.Quero te proporcionar longas preliminares para deixar sua calcinha ensopada, cair de língua demoradamente e depois penetrar lentamente no início e depois enfiar vigorosamente ate se derreter em gozos alucinamentes e voltar arrombada e saciada para casa com cheiro de meu pinto impregnado pelo corpo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *