Meu professor me comeu com os olhos

Oi, eu sou A Jennifer (Jenny para vocês), tenho 18 anos, com o corpo muito (muito mesmo) mais desenvolvidos do que minha idade aparenta, meus seios são grandes, minha cintura é fina, meu bumbum é médio, tenho olhos cinzentos e cabelos pretos, com poucas mechas. Toda história que irei contar aqui aconteceu de verdade, no começo do ano passado, na metade do começo da pandemia, porém ainda estavam rolando as aulas, eu estou cursando o segundo ano do ensino médio, no período da manhã

LibidGel

Eu não conhecia muito das pessoas que estavam estudando comigo, pois meus amigos na maioria se transferiram na virada do ano pars o período da noite, inclusive minha melhor amiga Érika.

LibidGel

A maioria dos professores não mudaram, ainda eram os mesmo, por exceção do professor de Inglês. A professora Amélia disse que se aposentaria no final do ano passado, e no lugar dela entrou um professor novo, aparentava os seus 35 anos, 1,80 cm de altura, tinha quase minha altura (tenho 1,76 cm), cabelos pretos grisalhos, barba mal feita e um sorriso lindo.

Eu nunca botei fé nessas histórias de filmes hollywoodianos e séries americanas, de professor com aluna, receber uma ajuda extra, sair com professor e tal, ainda mais por descobrir que existe toda uma ética por trás disto. Até então legal, lá estava eu numa sala sem muitos amigos, iniciando o penúltimo ano letivo, com um professor aparentemente boa pinta e bonito

Me sentei na fileira ao lado da mesa do professor (segunda ou terceira) na segunda carteira. Todos por não me conhecer me olhavam com cara de essa garota repetente, e acho que até imaginando que eu fosse uma professora, como disse, fisicamente eu não aparentava nada a minha idade

O professor entrou se apresentou e começou a chamada. Quando chegou no meu nome, ele me olhou, deu um sorriso e perguntei em alto tom pra sala escutar

PROFESSOR : VOCÊ É A JENNIFER ? TEM CERTEZA QUE É DESTA TURMA ? JENNIFER DA COSTA LOFFREDO, É VOCÊ MESMO ?

EU : SIM SOU EU

Logo que ele disse a sala deu algumas risadinhas, eu olhei com cara de que não posso fazer nada, mas de bom humor, a situação era muito engraçada

O resto da aula continuou normalmente até a aula terminar.

Durante a troca de aula, bem do fundo escutei os murmúrios

TURMA DO FUNDO : QUEM É AQUELA ALI DA PONTA NA FRENTE ? NUNCA TINHA VISTO NA ESCOLA. EU NÃO SEI QUEM É MAIS O PROFESSOR NOVO NÃO TIROU O OLHO DELA DURANTE TODA A AULA

Ao escutar aquilo meu coração bateu mais forte, o professor novo, me olhando, e eu nem percebi, mas porque ? Oque ele queria afinal ?

Em casa já estava com os nervos aflorados, os naturais, mais o stress da escola e dever de casa, não sai do quarto entre 13h e 22h, o resultado foi uma série de 9 episódios de 30min casa maratonada, 5 de 15 exercícios completos e 3 siriricas pra distrair. A quarta foi o suficiente pra mim desabar e dormir.

No dia seguinte, uma roupa básica para escola (foto da roupa básica no e-mail) primeira aula de Inglês, o professor estava de longe chegando, resolvi debruçar no canto da porta e esperar pra depois entrar

Quando me virei para ver se ele ja estava mais perto, lá estava ele com os olhos exclusivamente na minha bunda com um jeans bem justo. Eu dou bom dia e seus olhos se desviam do meu rosto e vão ao meu decote sem nenhums vergonha

Ele estava me comendo com os olhos já de manhã.

Durante a aula levei meus exercícios a mesa dele para correção, debruçei na mesa, jogando meu busto encima da mesa e por fim todas certas (pelo menos foi oq ele anotou)

Na hora da correção geral, eu fui chamada três vezes pars solucionar o problema na lousa e com certeza não era pro quadro que o professor estava interessado em corrigir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *