Mènage delicioso com dois machos roludos

Além do Tinder eu baixei o Badoo também, fiquei 5 dias com o perfil ativo e depois cancelei, mas pelo badoo dei sequência numa conversa apenas, pois os papos do boy foram bem instigantes. Nos adicionamos no whats e continuamos a conversar por ali, teve até uma noite que a gente esquentou a conversa e trocou uns nudes.. Ele me passou o link do facebook pra eu adicionar, e quando eu vi a foto dele percebi que não era a mesma do Badoo, porque pelo link ele era meu conhecido das antigas, mas o nome dele também não me ajudava muito a recordar melhor, até que nos encontramos numa balada e dançamos. Mas acreditem se quiser a minha ficha de quem era ele só caiu mesmo depois que eu perguntei: Qual é mesmo o teu apelido? e ele disse: Mr M. Aí a gente caiu na gargalhada, porque estávamos conversando já fazia um tempo e não tínhamos lembrado das nossas ficadas passadas. Eu reencontrei solteiro um cara com quem eu tinha ficado na minha adolescência, daquelas ficadas só de beijo de língua e de se esfregar no boy e chegar em casa com a calcinha molhada, sim eu era virgem e ele também. Era ele. Foi tão bom tê-lo por perto de novo. Não ficamos na balada, vim pra casa e mandei uma mensagem dizendo que tinha sido bom reencontrá-lo e que pela minha lembrança o beijo dele era delicioso, e ele respondeu que também lembrava do meu beijo gostoso e macio e aí a gente ficou conversando mais um pouco sobre marcar de dar uns beijos quando desse. Durante a semana que se seguiu eu precisei de uma informação do Mr. M. mas só um outro conhecido nosso sabia, aí ele passou meu whats e não demorou para o Pi me chamar. Nossa conversa pelo whats já saiu quente de arrancada e ele me disse que ele e o Mr. M. fazem umas festas quentes com troca, swing e mènage o que me deixou super empolgada. Fiz algumas perguntas sobre sair com os dois e eles responderam todas as perguntas muito de boa e sempre respeitando minha opinião e meus limites. Chegou uma mensagem do Pi “Vem curtir com a gente minha festa de aniversário te mando a localização, tem janta e sobremesa” passava da meia noite, mas fui lá dar um abraço nele de parabéns sim. Tive vontade logo de cara de ficar com os dois, mesmo trocando meia dúzia de palavras naquele lugar. Eles tem uma sintonia incrível e me deixaram super a vontade. Da festa fomos pra casa do Pi conversar e tomar cerveja.. papos quentes, paus e mamilos duros. Ficamos conversando de putaria até as 4h da manhã, ganhei muito carinho nas mãos e nos braços do Mr. M., uns puxões de cabelo e mordidas no couro cabeludo que me deixaram muito excitada foi então que eu deixei eles sentirem meus mamilos arrepiados. Pi mostrou uns vídeos dele, que delícia de pau. Fiquei ainda mais com vontade de foder com os dois. Mr. M. de pau duro na minha frente, meti a mão. Ele me fazendo massagem nos braços e eu com a mão passando por cima da bermuda. Tive que ir embora, achei melhor não fazermos nada naquela noite porque não estávamos sozinhos na casa. Na minha despedida Pi me abraçou por traz e eu abracei o Mr. M. pela frente, ficamos nos roçando e Deus que calorão, que tesão, que sintonia, que tudo! Amei, cheguei em casa super empolgada pra transar com eles. Combinamos de ser no outro dia umas onze da noite, dei uma dormida durante o dia pra me recuperar e estar bem, fui na depilação me alimentei bem, afinal, eu teria que dar conta de dois!
Para a minha tristeza Pi e Mr. M. estavam cansados e não iria rolar. Ok, coloquei o pijama e tava tipo indo dormir. Até que o Pi começou de sacanagem pelo whats, me mandou um vídeo e me pediu um vídeo também dizendo que queria gozar pensando em meter na minha buceta. Eu respondi que mandaria com todo prazer se eu soubesse gravar até porque eu adoraria saber que ele gozou pensando em meter em mim. Aí ele disse, tu acha que a gente consegue dar uma boa foda até a meia noite? Se sim vou chamar o Mr. M.. Tomei outro banho, passei creme de vanilla e meu perfume Light Blue da Dolce Gabbana coloquei um vestidinho sem soutien e sem calcinha, não coloquei brincos também pra facilitar que aquelas mãos, línguas e tudo pudessem me percorrer a vontade. Cheguei. Pi foi atender a porta, sem camisa só com uma calça estilo saruel meio cigana e me beijou demoradamente e instantaneamente meus peitos deram sinal de que o beijo tinha sido incrível. Entramos, ele me ofereceu vinho, na sala estava um edredom em cima do tapete e muitas almofadas, me sentei ele veio me beijando e desceu pelo meu pescoço e chupou meus peitos com vontade, uma chupada meio mordida deliciosa. Tirou a calça e eu não resisti quando vi aquela pica maravilhosa caí de boca. Mr. M. chegou. Foi tomar banho e a gente continuou o arreto na sala ele saiu do banheiro e o Pi disse, cara que boca quente e que boquete gostoso essa boquinha faz. Tirei meu vestido continuei chupando o Pi quando o Mr. M. se aproximou e veio me beijar, aquele beijo me remeteu coisas maravilhosas de nós dois do passado, a gente se olhou rindo e ele disse que o beijo estava ainda melhor e eu deitei Pi pegando nos meus peitos, beijando meu pescoço enquanto Mr. M. me beijava suavemente as pernas até me chupar inteira, que boca maravilhosa, ele fazia uma massagem com a língua e com os dedos que me faziam gemer e me arrepiar inteira, e eu chupando o Pi, aquele pau na minha boca e aqueles dois homens inteiros pra mim. Quase gozei na boca do Mr. M., ele fez massagem no meu cuzinho também e me chupou a buceta tão gostoso, que me deixou ainda mais molhada. Me preparou para que Pi me comesse. Cai de boca no pau do Mr. M., ele de joelhos e eu de lado Pi veio por traz e enfiou aquele caralho GGG (grande, grosso e gostoso) em mim, e eu chupando o Mr. M., até que ele não aguentou e gozou na minha boca deliciosamente. Disse que a minha boca era gostosa demais e não conseguiu segurar a vontade que ele tava de gozar. Pi continuou me fudendo, agora de quatro e eu continuei chupando o Mr. M. depois de engolir aquela porra toda. Eu gemendo alto com as estocadas fortes do Pi que dizia: Cara que buceta quente que ela tem, que delícia. E me elogiou dizendo que eu estava aguentando bem aquele caralho. As posições com o Pi eram excitantes demais pra mim, ele fez várias que eu nunca tinha feito e me disse que são posições lesbianas. Pensem no meu tesão, agora multipliquem, ele inteiro dentro de mim e ainda pressionando meu clitóris de um jeito que eu nunca tinha sentido antes e eu continuava beijando e chupando o Mr. M., até que ele levantou e nos trouxe vinho. Aquela musica alta e envolvente, o vinho gelado, a nossa sintonia, a liberdade do que fazer, estava tudo perfeito. Subi, penetrei todo aquele caralho lá no fundo da minha buceta quente e molhada, me senti completamente preenchida, ele me fodeu na velocidade 5 do crew que delícia. Mr. M. veio por traz fazendo massagem no meu cuzinho com o pau dele, mas eu não me senti preparada para o anal dessa vez, eles compreenderam muito de boa. Pi veio em cima, mais uma posição lesbiana quase gozei, enquanto eu admirava o Mr. M. batendo punheta nos olhando. Descansamos um pouco, voltei a chupar o Pi e aí o Mr. M. me pegou de quatro e que delícia o embalo dele e os tapas que me dava no meu rabo empinado, escutava os dois gemendo e me dava ainda mais tesão. Entre goles de vinho, suor e sexo eu subi no pau do Pi para gozar, e que gozada fenomenal, gemi, me contorci, gritei, uivei como uma loba e desmoronei no peito dele em seguida escorreguei pras almofadas, Mr. M.me abraçou, ficamos ali os três um pouco se admirando. Faltava o gozo do Pi, ele batendo uma punheta gostosa, levantei e voltei a chupar, passando a língua os lábios a boca molhada na cabeça e no frênulo, ponto F do pau, até que ele disse que ia gozar, todo aquele leite na minha boca e eu engoli outra vez. Deitei de bunda pra cima no meio dos dois, meus pés encostados nos deles, cada um com uma das mãos na minha bunda, a gente ali entregue depois de tanto prazer. Pi adormeceu e eu e o Mr. M. ficamos conversando, se acariciando, conversando sobre o quão incrível tinha sido tudo, levantei depois de um tempo me vesti e me despedi. Pi ali nu, adormecido. Mr. M. me acompanhou até a porta, me abraçou e me cuidou até o carro sumir no portão. Cheguei em casa extasiada, louca, tarada e com uma enorme vontade da dupla penetração. E tenho certeza que irá acontecer da melhor forma e com eles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *