Depois do rolê vem a foda

Sempre quis contar uma aventura ou um conto eroticos então esse dia chegou esse fato aconteceu a 3 dias cmg estava eu com um amigo bastante presença branco alto com uma barba linda é um sorriso encantodor vou chama aqui pelo nome fictício peladinho apelido dado a ele por amigos estávamos eu ele bebendo em uma conveniência nunca desconfio Que curto uma aventura porém sempre respeito como amigo sei que nunca vai rola algo assim entre nós mas voltado ao assunto nisso que estamos conversado senta um rapaz moreno lindo de corpo e com um sorriso radiante conversa vai conversa vem ele começa a pucha vários assuntos dizendo que tinha separado da mulher que tava passando por uma situação difícil com o casamento aquele papo todo nessa hora o carro de um rapaz atola em uma vala o rapaz pede ajuda pra tira o carro ajudamos o rapaz a tira nessa hora que empurro o carro nessa hora levo uma encaixada por traz sem

Continue lendo Depois do rolê vem a foda…

Empregada do amigo hétero

Moro numa cidade diferente do meu amigo e nas férias fui na casa dele, lá tem piscina parque etc, então fui dormir lá,o pai dele estava trabalhando o irmão não morava lá e a amiga da mãe dele tava doente então ficou só agente lá,de noite fomos na cozinha e tinha alguns pratos sujos e ele reclamou e eu disse porquê você não lava então aí ele disse você vai dormir na minha casa então voce deveria lavar, então eu disse me paga wue eu lavo ele pensou um pouco e falou 10 rê tá bom? E eu pensei 10 reais pra lavar alguns pratos então aceitei quando tava terminando de lavar ele colo vou um copo com gelo na minha mão direita depois na esquerda e não tinha como eu tirar porque qualquer movimento eu poderia derrubar tudo e sujar tudo ele abaixou minha bermuda e pegou um pepino não tão grosso e ficou alisando sobre minha cueca e eu levei na brincadeira e tava tentando não derrubar o copo mas aí ele pegou o pepino e enfio metade no meu cuzinho sem querer Continue lendo Empregada do amigo hétero…

O dia que transei com meu primo

Olá,tenho 20 anos, me chamem de João, moro no interior do Rj. Hoje estou aqui pra contar sobre a minha primeira vez. Ela não foi uma das melhores, mas foi uma experiência e tanto.
Na época eu tinha uns 13 anos, era meio fortinho, branco, cabelos ondulados e negros e ainda não me considerava bixessual. Meu primo e eu viviamos “brincando” juntos desde um tempo, nos masturbavamos juntos e chupavamos um ao outro. Ele na época tinha 14, ele é moreno e era sarado, e tinha uma bunda e um pau de dar inveja.
Certa vez ele me chamou pra casa de sua outra avó, que havia por sinal saído e não voltaria tão cedo. Começamos primeiramente jogando alguns games e converssando, logo a converssa esquentou e apostas foram feitas. Decidimos que quem ganhasse faria os desejos do outro, independente do que fosse! E por um infortúnio e sorte eu perdi aquela aposta.
– Ta na hora de pagar o que deve!- ele disse.

Continue lendo O dia que transei com meu primo…

Quem uiva mais alto?

Como tudo começou Em Portos dos Milagres, pequena cidade mineira, o sobrenatural era tão presente quanto os desejos sombrios por trás dos habitantes. A vida girava em torno das grandes fazendas dos Carijós, família cujo poder e influência fazia a região existir sob um eterno coronelismo. Porém era inegável que não haviam terras tão lindas, paraísos rústicos e poeirentos onde muitos segredos se escondem entre matagais longínquos e pastos sem fim.
Mateus e Pedro, únicos herdeiros homens da família, faziam parte desse segredo. Primos cuja beleza sombria chamava a atenção como eclipses solares, ninguém estava livre daquela gravidade. Cabelos negros, olhos castanhos cujo fundo

Continue lendo Quem uiva mais alto?…

Dei para um casado na praça

Olá meu nome é Rafael tenho 18 anos e sou gay, tenho 1,70 magro, cabelo castanho escuro e olho claro, bunda grande e bem gulosa rsrs, sou viciado em sexo, sou bem safado e gosto de apanhar, um dia estava no bate papo do UOL e conheci um cara casado, só que ele nao parecia ser tão safado, falei do meu maior fetiche que era dar numa praça ou lugar público, e ele falou que adorava meter sem camisinha e gozar na boca, um dia marcamos de sair, encontrei ele num shopping, fomos comer e tals, saindo de lá, no estacionamento a gente deu uns beijos mas nada demais, aí ele foi dirigindo sem me falar onde iria, até que chegamos numa praça, ele parou o carro e pediu pra eu tirar a cueca porém ficar de shorts e ir no banco que ele iria sentar, ele saiu do carro e sentou num banco no meio da praça, fiz oq ele mandou e fui em direção a ele, sentei no colo dele e comecei a beijar ele, ele apertando minha bunda forte, aí ele parou o beijo e falou que ia me comer Continue lendo Dei para um casado na praça…

Dando no carnaval

Naquelas brincadeiras de amigos, resolvemos sair no carnaval de 2020 na cidade de Ubatuba vestidos de mulher, éramos em 5 nesse feriado no litoral de SP.
Eu moreno, 34a, 1,76altura, 95kg gordinho com peitinhos de moça de 15a, sempre zuado com isso não liguei e peguei pesado.
Coloquei um vestidinho preto tubinho, sutiã sem alça por baixo, peruca preta e bota com pequeno salto alugada.
Saímos, brincamos e bebemos, como de se esperar houve coxadas entre nós mesmos e vinda de estranhos, aquilo que todo homem que tem uma pequena “vontade” gosta. Continue lendo Dando no carnaval…

Virei mulher do inquilino

Oi. Me chamo fernando, tenho 42 anos, Branco., Paulista. Esse relato aconteceu comigo no ano 2018. Eu tenho duas casas, moro nos fundos e aluguei a casa da frente para o Tiago, ele tinha 35 anos, Branco e divorciado, Mineiro. Ele já estava morando aqui a uns 4 meses, nós ficamos amigos. No meio da semana eu ficava de folga em casa, então um dia ele deixou no varal umas cuecas dele. Brancas, vermelho e azul, eu peguei todas e fiquei passando pelo corpo e me masturbando. Nos finais de semana a tarde quando ficava em casa o Tiago veio na minha casa, sem chamar nada entrou na porta da cozinha e estava muito calor aquele dia eu estava só de cueca. Falei pra Ele que depois que tomava banho que ficava só de cueca todos os dias. Ele estava sem camisa, olhou pra mim pediu desculpas, eu falei tudo bem. Mesmo assim Continue lendo Virei mulher do inquilino…